Cuiabá, Sábado 20/10/2018

Política Nacional - A | + A

07.12.2017 | 08h48

Futuro da investigação da Lava Jato está em jogo, diz delegado da PF

Facebook Print google plus

O delegado da Polícia Federal (PF) Márcio Anselmo, que iniciou as investigações da Operação Lava Jato em Curitiba, em 2013, afirmou que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 5508 coloca em jogo a delação e o ‘futuro da própria investigação criminal‘.

Considerado o principal delegado da Lava Jato, Anselmo pediu para sair da força-tarefa em Curitiba, em 2016, depois de a Procuradoria exigir que a PF ficasse de fora da delação da Odebrecht - atualmente ele é corregedor no Espírito Santo.

‘A colaboração premiada consiste em técnica especial de investigação, principal meio de obtenção de prova contra o crime organizado e importante mecanismo de combate à corrupção‘, afirmou Anselmo.


Delegado da PF Márcio Anselmo FOTO DENIS FERREIRA NETTO / ESTADAO  

O delegado Edivandir Paiva, presidente eleito da Associação Nacional dos Delegados da Polícia Federal (ADPF), afirmou que ‘será um prejuízo absurdo‘ se a Corte proibir a PF de negociar acordos de delação premiada.

Já o procurador regional da República Carlos Fernando dos Santos Lima, da Lava Jato em Curitiba, disse que há um risco de que a PF vire uma ‘segunda porta‘ onde os ‘afogados‘ vão buscar um acordo, depois de terem tentativas frustradas no MPF.

‘Tenho muitas dúvidas, porque vai causar uma insegurança jurídica tão grande que acho que vai afastar os colaboradores. Só vai procurar os acordos quem estiver extremamente desesperado‘, disse o procurador.

Carlos Fernando citou o caso do lobista Marcos Valério, que fechou acordo com a PF. ‘O que Marcos Valério traz é insuficiente para fazer acordo. O que vai acontecer é que as pessoas vão começar a ganhar acordos e perceber que podem começar a contar histórias mal arrumadas.‘  

Voltar Imprimir

Comentários

GD

GD

Enquete

Quanto do seu tempo você dedica à diversão?

Parcial

Edição digital

Sábado, 20/10/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21,65 -2,04%

Algodão R$ 95,72 -1,47%

Boi a Vista R$ 130,26 0,35%

Soja Disponível R$ 70,00 0,00%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.