Cuiabá, Terça-feira 18/09/2018

Política de MT - A | + A

12.07.2018 | 07h07

TCE investiga se Fávaro bancou festa com dinheiro público

Facebook Print google plus

Ex-secretário de Estado de Meio Ambiente, Carlos Fávaro (PSD) é acusado de destinar recursos do Fundo de Apoio à Madeira (Famad) para a realização de uma confraternização de fim de ano com servidores da Pasta. A denúncia foi recebida pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), que abriu processo de tomada de contas nesta quarta-feira (11) para investigar o caso.

Chico Ferreira

Segundo a denúncia, a festa supostamente bancada com dinheiro do fundo ocorreu no dia 16 de dezembro de 2016. No local, havia nomes, símbolos e imagens que poderiam configurar promoção pessoal de Fávaro, à época, também vicegovernador. Segundo o Ministério Público de Contas (MPC), os pagamentos foram autorizados por Fávaro.

Leia também - Mendes nega fraude em leilão e diz que processos não atrapalham campanha - veja vídeos

O promotor Gustavo Coelho Deschamps, autor do pedido de conversão da investigação em processo, também pediu que o pessedista fosse citado para responder a ação de julgamento de contas.
Relator do caso, o conselheiro interino Luiz Carlos Pereira, entendeu que o episódio pode configurar promoção pessoal com recursos públicos, situação esta que obrigaria Fávaro a devolver o dinheiro retirado do Famad, em caso de condenação.

Com a decisão de iniciar um processo de tomada de contas, será feito cálculo do montante retirado dos cofres públicos para bancar a confraternização.

Atualmente, Fávaro é pré-candidato ao Senado na chapa que tem o ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (DEM), como nome ao governo. Eleito vice em 2014, Fávaro foi nomeado secretário pelo governador Pedro Taques (PSDB) em abril de 2016 e ficou no cargo até o dia 19 de dezembro de 2017.

Até então, o vice-governador dizia que se desligava da Secretaria de Meio Ambiente para cumprir ‘suas funções de vice’. Entretanto, em março de 2018, anunciou o rompimento com o governador e renunciou. A partir dali, o empresário do setor do agronegócio se lançaria para o Senado pelo PSD.

Voltar Imprimir

Comentários

Edição digital

Terça-feira, 18/09/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 23.000 0.000

Algodão R$ 99.520 -0.310

Boi a Vista R$ 126.000 0.000

Soja Disponível R$ 72.350 -1.360

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.