Cuiabá, Sexta-feira 21/09/2018

Política de MT - A | + A

12.01.2018 | 13h20

Taques rebate sindicalistas e afirma que honrou com reajuste dos servidores

Facebook Print google plus

O govenador Pedro Taques (PSDB) rebateu a crítica dos membros do Fórum Sindical de que ele está fazendo uma política salarial desastrosa. De acordo com o tucano, ele respeita a opinião dos servidores, mas ressalta os feitos para o funcionalismo como ter mantido todas as leis de carreiras que foram aprovadas na gestão Silval Barbosa e que seriam o principal motivo dos problemas de caixa atualmente.

Marcus Vaillant

Pedro Taques

“Crítica na democracia é possível e eu como político tenho que ter paciência. Respeito mas discordo desse posicionamento. Todos os aumentos salariais da administração passada foram mantidos pela nossa administraçã. Não existe nenhum que não mantivemos, RGA pagamos todos”, afirma o governador.

Desde o ínicio de sua gestão o tucano desaprova as mais de 100 leis de carreira do funcionalismo aprovadas na última semana do governo anterior. De acordo com o gestor, todas foram editadas sem avaliação dos respectivos impactos econômico, orçamentário e fiscal, como determina a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Quando assumiu o Estado, Pedro Taques afirmou que os servidores não poderiam ser responsabilizados, tampouco penalizados, por leis de carreira “criminosas” aprovadas. O Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT), porém, emitiu alerta ao governador em razão de extrapolar o limite prudencial com gastos de pessoal no segundo quadrimestre de 2017.

Análise dos Relatórios Resumidos de Execução Orçamentária (RREO) e dos Relatórios de Gestão Fiscal (RGF) demonstram que o Poder Executivo comprometeu 47,39% da receita com pessoal, ultrapassando o limite prudencial de 46,55%.

Voltar Imprimir

Comentários

Enquete

O horário político no rádio e TV foi útil na sua escolha pelos candidatos?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 21/09/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21.400 0.710

Algodão R$ 99.560 -0.310

Boi a Vista R$ 131.000 0.000

Soja Disponível R$ 74.000 -0.670

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

Enquete

O que você acha da imunidade eleitoral, que proíbe a prisão de candidatos e eleitores?

Parcial

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.