Cuiabá, Sexta-feira 19/10/2018

Política de MT - A | + A

07.06.2018 | 13h35

PM é acionada para expulsar vereador de secretaria em Cuiabá - veja vídeo

Facebook Print google plus
Marcus Vaillant

Vereador Abílio Brunini

Atualizada às 14h11 - O vereador Abílio Brunini Junior (PSC) denunciou nesta quinta-feira (7), uma tentativa de "obstrução de fiscalização" na Secretaria municipal de Saúde de Cuiabá. O parlamentar gravou um vídeo na tarde desta quarta-feira (6), onde policiais militares aparecem dentro da secretaria informando que foram atender uma ocorrência.

"Estou aqui aguardando o jurídico da secretaria de Saúde de Cuiabá e alguém chamou a polícia pra mim na secretaria durante uma fiscalização", diz o vereador.

Nas imagens, os 2 militares informam que foram acionados para atender uma ocorrência na secretária porque haveria um problema com um vereador.

Abílio Junior afirma que estava buscando informações para averiguar uma denúncia que recebeu, sobre um levantamento que estaria ocorrendo sobre as indicações políticas que estaria ocorrendo na Pasta.

Na gravação, Abílio ainda solicita que uma funcionária acesse a Lei Orgânica do Município para ler o artigo que permite os vereadores de "Fiscalizar e controlar os atos do Poder Executivo, incluindo os da Administração indireta, sendo garantido, inclusive, livre acesso e trânsito aos vereadores, durante o horário de expediente, em todos os órgãos ou repartições do Município, podendo diligenciar-se pessoalmente junto aos responsáveis no momento da diligência para fiscalizar, coletar ou copiar no local ou em outro que vier a ser autorizado pela autoridade administrativa competente informações ou documentos de interesse público".

O vereador alega que ficou quase 4 horas na Pasta para buscar as informações. Porém, afirma que após a saída da Oolícia o secretário-adjunto da Pasta proibiu que o vereador tivesse acesso a documentos e o expulsou.

Os vídeos foram mostrados aos demais parlamentares na sessão de hoje. O presidente da Câmara, vereador Justino Malheiros (PV), disse que o assunto será tratado no Colégio de Líderes, convocada para a próxima segunda (11). 

Confira nota divulgada pela Secretaria de Saúde:

Vereadores são pessoas eleitas pelo povo e, por meio da legitimidade do voto, tem suas funções e atribuições. Em visita realizada nesta quarta-feira, 06, à Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá, o vereador Abílio citou um artigo da Lei Orgânica do Município para justificar sua presença no local, a fim de fiscalizar o exercício de atividades do poder público.

O vereador foi convidado a comparecer ao gabinete do Secretário Municipal de Saúde, que se prontificou a recebê-lo prontamente e disponibilizar as informações que ele requeria, mas o convite não foi atendido. Ele foi recebido na sala de Recursos Humanos da Secretaria pelo responsável pela assessoria jurídica e o responsável do RH, que responderam suas dúvidas.

O vereador solicitou documentos da Secretaria, aos quais ele tem todo o direito de ter acesso desde que tenha autorização da autoridade local, de acordo com a Lei Orgânica. Mas neste caso, como não atendeu ao convite do Secretário, que estava à sua espera, os documentos não foram disponibilizados.

Em relação à presença dos policiais, a Secretaria Municipal de Saúde informa que não tem conhecimento sobre a pessoa que fez o chamado à polícia e que, pelo nome que foi informado, a pessoa não é servidora da Secretaria.

 

          

Voltar Imprimir

Comentários

Pedrinho - 15/06/2018

vai sair no fantastico a "farra das tercerizadas" ...na imagem da chamada aparece um funcionário da secretaria de saúde de campo grande, mas a chamada diz que é no brasil todo

Allan - 09/06/2018

Acho que o vereador esta certo, porém, como ele sabe esse mundinho é terrivel... e ele deveria estar mais preparado e munidos de todas as documentações e reforços possivel para eventuais questionamentos... os quais foram feitos... No mais não passou de alvoroço e o povo questionando a ineficiência de ambas as partes. Vale ressaltar ainda os comentarios e as más línguas... que o vereador quis fazer mídia para se elevar... ou elevar alguém devidos a próxima eleição esta se aproximando.

André - 08/06/2018

O interessante é que, ao contrário do que diz a nota da Secretaria, o vereador só precisaria da autorização se fosse retirar os documentos originais para realizar cópia em outro local

fares costa - 08/06/2018

parabéns ai abilinho pela coragem de mostrar pra sociedade cuiabana como é feita coisa publica.agora vossa excelÊncia e um vereador eleito pelo povo através do voto direto.foi tratado assim imagina o povo cuiabano

Cuiabano - 07/06/2018

Acho que pelo ar de repugnante de Ironia, falta de respeito e prepotência, demonstrados no vídeo em que o mesmo faz, é fácil perceber a real intenção do digníssimo Vereador em causar uma grande desordem dentro de um órgão público. Citou a lei e o mesmo não percebeu que está disposto a necessidade de ser autorizado pela autoridade administrativa competente, tenha mais respeito sr. Vereador você responde por muitos!

5 comentários

1 de 1

GD

GD

Enquete

Qual deveria ser a prioridade do próximo presidente?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 19/10/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21,85 -0,91%

Algodão R$ 97,23 -0,18%

Boi a Vista R$ 136,95 -0,76%

Soja Disponível R$ 70,00 -1,41%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.