Cuiabá, Terça-feira 18/09/2018

Política de MT - A | + A

03.07.2018 | 15h45

Governador Pedro Taques justifica entrega de obra da saúde inacabada

Facebook Print google plus
João Vieira

Pedro Taques vistoriando a obra do Cridac

O governador Pedro Taques (PSDB), ao vistoriar as instalações do novo Centro de Reabilitação Integral Dom Aquino Corrêa (Cridac) de Cuiabá nesta terça-feira (3), fez questão de reforçar que a obra ainda não está pronta. Ele argumentou que o anúncio de sua equipe de Comunicação dizendo que a obra seria inaugurada foi equivocado, pois ainda faltam equipamentos e servidores para que o local inicie os atendimentos aos pacientes.

Taques sempre teceu duras críticas à gestão passada, porque o ex-governador Silval Barbosa, inaugurou obras inacabadas ou com problemas. Ao assumir o governo em 2015 o tucano afirmava que só entregaria obra totalmente concluída.

"Lembrando que estamos entregando o prédio, não é a obra, mas em até 45 dias entregaremos os equipamentos. Estamos aqui hoje recebendo a obra da associação, não é inauguração da obra. Isso deve acontecer quando os equipamentos chegarem entre 40 a 60 dias", reforçou o governador.

A equipe teria se adiantado na entrega do prédio, pois até a conclusão total da obra - daqui a quase 2 meses - o governador estará impedido de participar de solenidades de inauguração pública ou entrega de bens públicos, por causa de sua pré-candidatura à reeleição.

Na oportunidade, Taques esclareceu que o prédio do antigo Hospital Central, cujas obras estão paralisadas há 34 anos, devem ser retomadas para que no local sejam instalados o Centro Estadual de Odontologia para Pacientes Especiais (Ceop) e o Centro Estadual de Referência em Média e Alta Complexidade (Cermac).

"Já iniciamos a 2ª parte, aqui do lado para a instalação do Ceop e Cermac. No segundo momento, neste outro prédio, o nosso desejo é que este lugar funcione como uma cidade da saúde, iniciado por este 1º prédio do Cridac", disse o governador.

A obra

João Vieira

O investimento total na obra foi de R$ 11 milhões e mais R$ 1 milhão para equipar a unidade. Os recursos utilizados foram recuperados nas ações de combate à corrupção, em parceria com o Ministério Público Estadual (MPE).

O projeto aproveitou parte da estrutura da obra parada do antigo Hospital Central e o restante da estrutura ainda será utilizada para abrigar a Cidade da Saúde.

O atendimento mensal do Cridac de cerca de 2 mil pessoas, será ampliado para 4 mil pessoas de todo o estado. A ampliação do atendimento só foi possível com a construção do novo prédio, pois a estrutura antiga não permitia mais ampliações pelo fato de o prédio ser tombado como patrimônio histórico pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).  

Voltar Imprimir

Comentários

Enquete

Que proposta voltada às mulheres deveria ser contemplada pelos candidatos?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 18/09/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 26.000 -0.760

Algodão R$ 97.760 -0.390

Boi a Vista R$ 134.200 0.660

Soja Disponível R$ 69.800 -0.710

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.