Cuiabá, Sexta-feira 21/09/2018

Política de MT - A | + A

16.04.2018 | 15h00

Ezequiel quer o PP longe de Taques enquanto Geller busca aproximação

Facebook Print google plus
Marcus Vaillant

O presidente estadual do PP, deputado federal Ezequiel Fonseca, afirmou que o partido deverá ficar "bem distante" do governador Pedro Taques (PSDB) nas eleições de outubro. De acordo com ele, a gestão tucana "causou prejuízo aos mato-grossenses".

"O Partido Progressista enquanto estiver sob a nossa liderança, a orientação será sempre de ficarmos longe desta gestão", disse Fonseca durante o lançamento das Diretrizes para o Plano de Governo do PP no Estado.

Porém, o deputado disse que a decisão só ocorrerá em agosto, durante as convenções partidárias. "Até lá tudo é construção, mas, eu continuo com a minha opinião", afirmou ao dizer que respeita as opiniões divergentes dentro da legenda.

Enquanto Ezequiel vem intensificando às críticas ao governador Pedro Taques, e, ao mesmo tempo tem participado das reuniões para discutir apoio à candidatura do senador Wellington Fagundes (PR), outras lideranças vêm mantendo diálogo com o grupo de Taques.

É o caso do ex-ministro da Agricultura, Neri Geller (PP), pré-candidato a deputado federal. Geller defende uma aproximação com o governo Taques, sob alegação de que sempre defendeu a unidade entre Estado e municípios. Nos bastidores, dizem que Geller representará a opinião de Maggi.

Outras lideranças do PP, ligadas ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), também avaliam que uma aliança com o tucano seria favorável à gestão de Pinheiro. O vereador de Cuiabá, Diego Guimarães (PP), deverá assumir a presidência do Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat) já nesta semana.

O vereador é ligado a Geller e a sua ida ao governo de Taques, teria o aval de dele [Geller] e da direção municipal do PP em Cuiabá, já que o próprio presidente municipal da legenda, Denilson Nogueira, assumirá a vaga de Guimarães na Câmara. 

Voltar Imprimir

Comentários

Roberto Cerqueira Dias - 16/04/2018

EZEQUIEL FONSECA, flagrado recebendo dinheiro DA corrupção, no FAMOSO MENSALINHO, DURANTE GOVERNO DO SILVAL BARBOSA. O MPE, GAECO, MPF E A PGR, têm que agir. É um absurdo esse corrupto continuar a legislar. Mato Grosso e o Brasil são testemunhas do flagrante do Ezequiel Fonseca

Itamar - 16/04/2018

Acho que é por aí, Ezequiel combina com Wellington Fagundes, um com dinheiro na caixa de papelão e o outro, segundo a Polícia Federal, interlocutor de Michel Temer no escandalo dos Portos, além de Réu no STF no caso Sanguessugas

2 comentários

1 de 1

Enquete

O horário político no rádio e TV foi útil na sua escolha pelos candidatos?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 21/09/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21.500 0.700

Algodão R$ 117.520 1.060

Boi a Vista R$ 126.000 1.200

Soja Disponível R$ 72.000 -1.370

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.