Cuiabá, Domingo 21/10/2018

Política de MT - A | + A

08.02.2018 | 07h30

DEM se fortaleceu e deve disputar o governo, diz Júlio Campos - veja vídeo

Facebook Print google plus

Um dos principais líderes do Democratas (DEM) em Mato Grosso, o ex-senador e ex-governador Júlio Campos afirmou que a tendência é que o partido lance candidaturas próprias ao governo do Estado e ao Senado neste ano, com o apoio do ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP).

Otmar de Oliveira

Julio Campos 

Segundo Campos, o partido e seu grupo possuem musculatura suficiente para compor chapas próprias, com nomes fortes como o do ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes, e também o ex-senador Jayme Campos.

Mauro, segundo ele, tem 99% de compromisso firmado para se filiar ao DEM, enquanto Jayme não está satisfeito em ser a segunda opção da coligação de Taques na vaga no Senado.

Leia mais - Taques vai reeditar chapa com Fávaro de vice; Leitão vai ao Senado

“Acredito que em uma não chapa única com Pedro Taques liderando, se for ter uma disputa, eu acho que a tendência maior do Blairo é vir para composição que o DEM estará liderando”, disse em entrevista ao Jornal do Meio, da TV Vila Real.

Além de Mendes e Jayme, o partido também contará com nomes dos deputados federais Fábio Garcia e Adilton Sachetti, ambos dissidentes do PSB. Fábio, inclusive, já se filiou nesta quarta-feira (7) com a presença de lideranças nacionais do DEM.

Ainda segundo Campos, está prevista uma reestruturação do partido, que vai permitir um reforço ainda maior ao grupo. Todos os diretórios estaduais serão extinguidos pelo Diretório Nacional e uma comissão provisória será nomeada.

A comissão será composta por 25 políticos e não mais 11. Serão 12 membros indicados pela antiga comissão e outros 12 membros indicados pelo novos filiados, além de um presidente interino.

“O DEM está preparado para disputar as candidaturas de governador e senador com candidaturas próprias, com chapa de deputado federal e estadual. Além disso, já afirmei de que nosso compromisso, da coligação de 2014, se encerra agora. Não temos nenhum compromisso de ir coligado com antigo PDT”.

Veja a matéria completa:

              

 

Voltar Imprimir

Comentários

Aldo Vicente Filho - 08/02/2018

Todos querem! Não à reeleição. Isso deve valer para todos que já foram gestores e não fizeram nada. Por favor, não vamos reeleger ninguém. Esta na hora de acabar com a velha política.

ROCHA - 08/02/2018

Até que será interessante: Ver um grupo de políticos que se "julgam" imbatíveis, formando uma "SUPER CHAPA", pelo menos no entendimento dos próprios, e, ""PERDEREM" as eleições, para: GOVERNADOR; SENADOR(ES); Alguns dos atuais deputados federais e estaduais, sendo literalmente obrigados a se contentarem em ficar "falando mal" e tchupando os dedos, ou, o que mais eles quiserem. Porém, seria interessante, que o Roberto França criasse coragem e também disputasse uma vaga, seja na Assembléia de MT ou na Câmara Federal.

2 comentários

1 de 1

GD

GD

Enquete

Qual sua avaliação do governo Temer nesse final de mandato?

Parcial

Edição digital

Domingo, 21/10/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,80 -1,05%

Algodão R$ 95,42 0,15%

Boi a Vista R$ 134,00 -2,19%

Soja Disponível R$ 71,00 -1,25%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.