Cuiabá, Domingo 23/09/2018

Polícia - A | + A

10.07.2018 | 09h41

Família procura Polícia Civil 15 dias após piloto desaparecer

Facebook Print google plus

Polícia Civil vai investigar o desaparecimento do piloto mato-grossense Felipe Meireles Zamberlan, 22, que há 16 dias não faz contato com a família que mora em Sapezal (480 km a noroeste de Cuiabá). De acordo com o pai de Felipe, Adelson Zamberlan, que registrou boletim de ocorrência pelo desaparecimento do filho na tarde desta segunda-feira (9), ele saiu de casa no dia 20 de junho e o último contato com o piloto ocorreu no dia 24.

Reprodução/Facebook

De acordo com o delegado Valmon Pereira da Silva, que está à frente do caso, Adelson relatou que o filho saiu de casa dizendo que iria para Cuiabá de ônibus, e depois seguiria para Goiânia em um voo comercial. Lá encontraria com uma pessoa que o havia contratado para realizar um voo até Palmas, no Tocantins.

Leia também - Motociclista morre ao bater em Uber no Tijucal

Em entrevista A Gazeta, Adelson explicou que apesar da idade o filho é um piloto experiente com mais de 400h de voo. Segundo ele, Felipe pilota desde 2012. “Não conseguimos imaginar o que possa ter acontecido. Ele nunca ficou tanto tempo sem fazer contato”.

O pai contou que dia 25 é o último registro de visualização no whatsapp, mas que naquela data o filho não teria respondido a família.

No boletim consta que um amigo do piloto alegou que através de informações repassadas por conhecidos, a vítima não embarcou de Cuiabá. Esse amigo também relatou que havia ficado com o veículo de Felipe emprestado, para realizar pequenos reparos no automóvel. Contou ainda que no dia 23 de junho ligou para Felipe e o mesmo disse que estava passando pela cidade de Primavera do Leste. Questionado sobre o porque de já não estar em Goiânia, Felipe afirmou que havia perdido o voo e estava indo de carro na companhia de alguns amigos.

A mãe de Felipe afirmou durante o registro da ocorrência que todos os dias enviava mensagens pelas redes sociais, as quais o filho respondia. No entanto, a partir do dia 24 de junho, a vítima passou não mais responder as mensagens e não atendia as ligações.

Para Adelson, o filho disse que pegaria um avião e voaria até Palmas. Para o amigo, disse que iria a uma região de garimpo em São Félix do Xingu. Em contato com vários pilotos da região, ninguém soube informar o paradeiro de Felipe e nem a aeronave com o prefixo passado pela vítima.

Voltar Imprimir

Comentários

Enquete

Qual sua opinião sobre os aplicativos para denúncias de infrações eleitorais?

Parcial

Edição digital

Domingo, 23/09/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 22.870 -1.930

Algodão R$ 119.750 0.530

Boi a Vista R$ 131.000 0.000

Soja Disponível R$ 70.500 -0.700

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

Enquete

Que importância tem o candidato a vice?

Parcial

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.