Cuiabá, Segunda-feira 24/09/2018

Mundo - A | + A

13.02.2018 | 10h37

Governistas entregam ao presidente ordem para que ele renuncie na África do Sul

Facebook Print google plus

O presidente da África do Sul, Jacob Zuma, se aferrava ao poder nesta terça-feira, apesar de uma ordem do partido governista, o Congresso Nacional Africano (ANC, na sigla em inglês), para que deixe o posto, em meio a múltiplas alegações de corrupção. O secretário-geral da ANC e seu vice visitaram a residência presidencial em Pretória na manhã da terça-feira. Segundo a televisão oficial, eles entregaram uma carta a Zuma que ordenava sua saída do posto.

Business Live

No Parlamento, uma reunião de lideranças de todos os partidos está marcada para a manhã da quarta-feira, em uma aparente preparação para uma moção de censura contra o presidente. O ANC tem ampla maioria na Casa, por isso pode retirar Zuma mesmo sem o apoio da oposição. Os oposicionistas, de qualquer modo, já haviam pedido a queda do presidente.

Representantes de Zuma e o ANC não responderam os pedidos de entrevista. O partido agendou entrevista coletiva para mais tarde nesta terça-feira para atualizar o país sobre sua decisão a respeito do futuro do presidente.

A pressão pela saída de Zuma aumentou em dezembro, quando a ex-mulher e candidata favorita dela perdeu a disputa para ser a líder do ANC. Zuma passou dez anos na prisão junto com Nelson Mandela por seus esforços para derrotar o apartheid, mas agora é pressionado a deixar o partido antes da eleição geral do próximo ano, para melhorar a imagem da sigla, após várias acusações de corrupção contra ele, sua família e alguns de seus aliados mais próximos. Ele garante ser inocente.

Pelas regras internas da ANC, o Comitê Executivo Nacional do partido, que se reuniu no início desta terça-feira, tem o direito de retirar do posto quem não cumprir as regras. Na prática, porém, depende do funcionário seguir as ordens. Pela Constituição sul-africana, um presidente pode ser removido com uma moção de censura do Parlamento ou um processo de impeachment. Isso forçaria Zuma e seu gabinete a sair e a presidente do Parlamento, Baleka Mbete, assumiria o posto por até 30 dias, até que os legisladores escolhessem um novo presidente.  

Voltar Imprimir

Comentários

Enquete

Qual sua opinião sobre os aplicativos para denúncias de infrações eleitorais?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 24/09/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 26.450 -1.310

Algodão R$ 117.650 -0.220

Boi a Vista R$ 131.000 0.000

Soja Disponível R$ 72.000 -0.690

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

Enquete

Que importância tem o candidato a vice?

Parcial

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.