Cuiabá, Quinta-feira 20/09/2018

Judiciário - A | + A

11.07.2018 | 16h46

Vereador preso com pistola de uso restrito consegue liberdade em VG

Facebook Print google plus
Divulgação

Atualiazada às 17h08 - O vereador Calistro Lemes do Nascimento, o Jânio Calistro (PSD), conseguiu a liberdade próvisória nesta quarta-feira (11) após ser preso pelo porte ilegal de arma de fogo de uso restrito em Várzea Grande. A decisão, proferida pelo juiz Abel Balbino Guimaraes, da 4ª Vara Criminal de Várzea Grande, foi confirmada por Marcelle Ramires Pinto, advogada que faz a defesa do vereador.

ex-presidente da Câmara Municipal foi preso em flagrante portando uma pistola ponto 40, de uso exclusivo de policiais. Durante a madrugada, Jânio teve a prisão convertida em provisória pelo juiz plantonista Eduardo Calmon, do Fórum de Várzea Grande, e foi encaminhado ao Centro de Custódia de Cuiabá. 

Porém a defesa conseguiu reverter a prisão em liberdade provisória sem que o vereador passassem por audiência de custódia. "Fizemos um pedido direto ao juiz de liberdade provisória e ele concedeu. Estamos aqui [no Fórum] para agilizar o alvará e retirar ele da prisão", relatou a advogada que ainda não tem detalhes sobre as possíveis medidas cautelares impostas.

Divulgação/Polícia Militar

Calistro estava em um bar no bairro Mapim jogando baralho quando foi abordado por policiais e revistado após uma denúncia de disparos na região. Dentro do carro do vereador foi encontrado a pistola .40. O vereador é policial aposentado e por isso não tem autorização para portar a pistola de uso restrito a agentes policiais que estão na ativa. Em seguida ele foi preso e conduzido à Central de Flagrantes.

De acordo com a decisão inicial, do juiz plantonista, que determinou a prisão provisória, o Ministério Público Estadual se manifestou pela liberdade provisória do vereador. No entanto, Eduardo Calmon além de salientar a preventiva como forma de manter a ordem social considerou também que a soltura poderia estimular a prática de novas infrações e ainda criar “sentimento de impunidade” na sociedade várzea-grandense.

Calmom ainda frisou sobre a possibilidade do ex-policial e atual vereador de Várzea Grande perder o cargo devido à condutar incompatível com o cargo e determinou a notificação à Câmara Municipal para que um processo administrativo seja instaurado e julgado pela Comissão de Ética, da qual Jânio Calistro é membro. 

Voltar Imprimir

Comentários

Enquete

Você sabe o que é o voto útil?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 19/09/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 26.450 -1.310

Algodão R$ 118.580 -0.220

Boi a Vista R$ 125.750 -0.200

Soja Disponível R$ 71.000 -1.250

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.