Cuiabá, Domingo 23/09/2018

Judiciário - A | + A

14.03.2018 | 09h16

Taques pede dispensa em processo sobre grampos e advogados apontam 'medo'

Facebook Print google plus
Divulgação/Secom-VG

O governador Pedro Taques (PSDB) pediu para ser dispensado da condição de testemunha de defesa no processo contra 5 policiais militares, resultado de interceptações ilegais em Mato Grosso. Ele foi arrolado pela defesa do cabo Gerson Corrêa Júnior, mas alega que também é investigado sobre o mesmo esquema criminoso.

A defesa do governador argumentou “conflito de interesses”, tendo em vista que é investigado no mesmo caso no Superior Tribunal de Justiça (STJ). O pedido de dispensa foi apresentado ao juiz da 11ª Vara de Justiça Militar no dia 9 de março, mas apenas na terça-feira (13) foi efetivamente recebido pelo magistrado Murilo Moura Mesquita.

A reportagem entrou em contato com adefesa do cabo Gerson, patrocinada pelos advogados Neyman Monteiro e Tiago Abreu. Sobre o pedido de não comparecimento do governador, ambos afirmaram: que estão analisando o pedido de Taques e reconhecem que a priori ele possui tais direitos. "A defesa tão somente quer questiona-lo e fazer algumas ponderações sobre os fatos. O que nos causa estranheza é que o governador em suas falas sempre usou o proverbio ‘quem não deve não teme”, disseram os advogados.

“Ele está contrariando o proverbio que sempre usa. Ou seja, será que o proverbio em relação ao governador agora é 'quem deve teme'? Na audiência iremos avaliar se insistimos ou não na testemunha, mas deixamos claro que 'quem não deve não teme'”, afirmaram.

A Vara de Justiça Militar segue dando continuidade às audiências no processo criminal contra 5 policiais militares acusados de participação no esquema interceptações que ficou conhecido como grampolândia pantaneira.

No processo são réus os coronéis Zaqueu Barbosa, Evandro Alexandre Ferraz Lesco, Ronelson Jorge de Barros, o tenente-coronel Januário Antônio Batista e o cabo Gerson Luiz Ferreira Corrêa Júnior.

A delega Alana Cardoso, Rafael Meneguine e o delegado-geral Fernando Vasco Spinelli, diretor da Polícia Civil em Mato Grosso, serão ouvidos no dia 16 de março.
 

Voltar Imprimir

Comentários

Enquete

Qual sua opinião sobre os aplicativos para denúncias de infrações eleitorais?

Parcial

Edição digital

Domingo, 23/09/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 22.780 -0.650

Algodão R$ 117.050 1.070

Boi a Vista R$ 126.170 -0.060

Soja Disponível R$ 70.250 0.720

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

Enquete

Que importância tem o candidato a vice?

Parcial

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.