Cuiabá, Sábado 20/10/2018

Judiciário - A | + A

operação malebolge 11.10.2018 | 15h40

Supremo mantém apreensão de celular de Terezinha Maggi, mas devolve caderno

Facebook Print google plus

Sérgio Soares

Sérgio Soares

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, indeferiu o pedido da ex-primeira dama de Mato Grosso, Terezinha Maggi, esposa do ministro da Agricultura Blairo Maggi,  e negou a devolução do celular apreendido durante a 12ª fase da Operação Ararath, denominada Malebolge, deflagrada pela Polícia Federal (PF). Fux, contudo,  deferiu a devolução do caderno de anotações da ex-primeira-dama.

 

Os itens foram apreendidos em 14 de setembro de 2017 quando houve busca e apreensão nas residências de Blairo Maggi em Brasília e em Rondonópolis e no escritório dele em Cuiabá.  Maggi é investigado pela suposta prática de atos que caracterizam obstrução de investigação criminal, corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa, cometidos na época em que era governador de Mato Grosso, em 2009. 

 

Aa analisar o pedido, o ministro Luiz Fux apontou que a Procuradoria-Geral da República (PGR) pronunciou-se favoravelmente à devolução do caderno de anotações e desfavoravelmente à devolução do aparelho celular por entender que não havia interesse para a investigação policial a manutenção da apreensão da caderneta. Já quanto ao celular, a PGR apontou que não há novas informações que justifiquem a devolução do aparelho para Terezinha.

 

“Idêntico raciocínio não pode ser estendido, contudo, ao aparelho de telefone celular pertencente à pleiteante, porquanto não há, nos autos, dado novo que afaste a necessidade de manutenção de sua apreensão para o esclarecimento das circunstâncias em que ocorreram as deleções de mensagens transmitidas por meio do aplicativo de comunicação instantânea WhatsApp, tal como apontado pelo setor técnico-pericial da Polícia Federal”.

 

Por essa razão, segundo Luiz Fux, o aparelho de telefone ainda pode ser útil para a investigação.  “A devolução do equipamento eletrônico poderá comprometer a promoção das responsabilizações devidas pela remoção de potenciais elementos de prova dos crimes inicialmente investigados, razão pela qual o indeferimento do pedido é medida que se impõe”, disse.

 

Voltar Imprimir

Comentários

Enquete

Quanto do seu tempo você dedica à diversão?

Parcial

Edição digital

Sábado, 20/10/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21,45 0,23%

Algodão R$ 93,07 -0,51%

Boi a Vista R$ 136,95 0,70%

Soja Disponível R$ 69,60 -0,71%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.