Cuiabá, Terça-feira 23/10/2018

Judiciário - A | + A

08.01.2018 | 17h19

MPE notifica município para anular contrato de médica denunciada

Facebook Print google plus

A Promotoria de Justiça de Colniza (1.065 Km de Cuiabá), notificou o município para que proceda a anulação do contrato administrativo relacionado à prestação de serviços clínicos envolvendo a médica Yana Fois Coelho Alvarenga, presa por suposta participação na morte do prefeito da cidade, Esvandir Antonio Mendes, ocorrida no dia 15 de dezembro de 2017.

Reprodução

MPE quer anular contrato de médica denunciada

De acordo com a notificação, antes de ser assassinado, o prefeito municipal informou ao Ministério Público, de maneira informal, que não assinaria eventual contrato envolvendo a médica Yana Fois Coelho Alvarenga, uma vez que convocaria servidores concursados.

Leia mais - Justiça aceita denúncia contra suspeitos de matar prefeito de Colniza

Além disso, já existe liminar, nos autos da ação civil pública, proposta pelo MP, (autos n. 2877-47.2016 Cód. 75735), que proíbe a contratação temporária em detrimento da regra constitucional da realização de concurso público.

Segundo informações no edital do resultado final do concurso público nº 001/2017, da Prefeitura Municipal de Colniza, a médica foi desclassificada do certame, por não ter obtido a nota de corte para os cargos de médico clínico geral.

A médica é mulher do empresário Antônio Pereira Rodrigues, apontado como mandante do homicídio.Yana teria a responsabilidade de dar cobertura aos atiradores, uma vez que ela teria mandado que o adolescente fosse buscar os executores após o crime.

Leia mais - Envolvida em morte de prefeito, médica conheceu pistoleiros no Pará

Além do homicídio, a denúncia também aponta os crimes de corrupção de menor, entrega de veículo automotor a pessoa não habilitada e receptação de arma de fogo roubada.

Reprodução

Prefeito foi morto a tiros

Relembre o caso - Segundo a polícia, os bandidos abordaram o prefeito Esvandir dentro do seu um veículo, Toyota SW4 preta, a cerca de 7 quilômetros da entrada da cidade. O prefeito estava acompanhado da primeira-dama, Rosemeire Costa, e do secretário municipal de Finanças, Admilson Ferreira dos Santos, quando os bandidos se aproximaram e dispararam contra eles.

Após ser atingido, Vando ainda conseguiu dirigir até a Avenida 7 de Setembro, no centro da cidade, quando perdeu o controle do veículo e bateu o carro. Ele morreu no local. O secretário também foi atingido na perna esquerda e nas costas e segue internado.

Os suspeitos fugiram em um veículo quando foram parados por uma viatura do Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra) em uma estrada entre os municípios de Juruena e Castanheira (880 e 735 km a Noroeste da Capital, respectivamente).

Dentro do automóvel foram apreendidos R$ 60 mil, em dinheiro, provenientes do pagamento pela execução do prefeito, segundo a polícia. O dinheiro estava em um pacote do Banco do Brasil, sendo um montante de R$ 50 mil, e outros dois volumes de R$ 10 mil. Já as armas dos crimes foram jogadas em um rio.  (Com informações do MPE)

Voltar Imprimir

Comentários

cidão - 09/01/2018

Afinal porque mataram esse prefeito? voçes publicam a mesma matéria a vida dos pistoleiros não nos interessa.

1 comentários

1 de 1

GD

GD

Enquete

Qual sua opinião sobre a influência das redes sociais e WhatsApp nessas eleições?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 23/10/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 22,30 -1,98%

Algodão R$ 93,56 -0,03%

Boi a Vista R$ 132,00 0,00%

Soja Disponível R$ 70,00 0,14%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.