Cuiabá, Terça-feira 23/10/2018

Judiciário - A | + A

maior golpista do brasil 08.10.2018 | 14h08

Juíza revoga prisão e manda soltar o estelionatário Marcelo Vip

Facebook Print google plus
Arthur Santos da Silva

arthur@gazetadigital.com.br

Divulgação

Divulgação

A juíza Suzana Guimarães, da 6ª Vara Criminal de Cuiabá, concedeu liberdade ao estelionatário Marcelo Nascimento da Rocha, conhecido como "Marcelo Vip". Ele deve ser solto nesta segunda-feira (8) após pedido dos advogados Fabian Feguri e Neyman Monteiro.  

 

Leia também - Processo contra Marcelo Vip some, HC não é julgado e TJ aponta equívoco

 

Marcelo Vip voltou a ser preso no dia 31 de agosto, em Cuiabá, durante a 2ª fase da Operação Regressus, que apura crimes contra fraudes em progressão de regime.     

 

O réu já havia sido detido na 1ª fase da operação. Condenado a 34 anos e 5 meses de prisão, ele estava em regime semiaberto.

 

Na 2ª fase da Regressus, além do empresário, também foi expedido mandado contra o traficante e homicida Márcio Batista da Silva, o Dinho Porquinho, que já estava na Penitenciária Central do Estado (PCE).   

 

Ambos foram indiciados por falsidade ideológica, fraude processual e associação criminosa.     

 

Conforme a Polícia Civil, os acusados agiam de modo a conseguir benefícios no regime de cumprimento de pena perante a Vara de Execuções Penais de Cuiabá.    

 

As investigações apontam que eles teriam se articulado para criar mecanismos e fazer incidir em erro o Juízo, mediante apresentação de documentação ideologicamente falsa.     

 

A operação contou com apoio do Tribunal de Justiça, do Ministério Público, da Subsecretaria de Inteligência do Estado do Rio de Janeiro e a Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh).

 

Na decisão, a magistrada destacou não haver novos fatos para prisão.

 

"O processo deve ser admitido, instruído e sentenciado, contudo, as sanções atribuídas às condutas supostamente praticadas não admitem decretação ou manutenção da prisãio em sede cautelar", justificou  Suzana.

 

Dentre as medidas cautelares impostas junto a revogação da prisão, a juíza determinou que Marcelo Vip compareça bimestralmente ao Fórum de Cuiabá para justificar suas atividades.

 

Além disso, ele não pode sair da capital sem aviso prévio e está proibido de sair durante a noite, entre às 22h e 6h, finais de semana e feriado, se não for à trabalho.

 

Voltar Imprimir

Comentários

GD

GD

Enquete

Qual sua opinião sobre a influência das redes sociais e WhatsApp nessas eleições?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 23/10/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,80 -2,35%

Algodão R$ 120,84 0,13%

Boi a Vista R$ 134,00 1,13%

Soja Disponível R$ 68,00 -0,29%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.