Cuiabá, Segunda-feira 22/10/2018

Judiciário - A | + A

13.05.2018 | 09h25

Em interrogatório, empresário José Kobori contradiz delatores

Facebook Print google plus

O empresário José Kobori, ex-diretor da EIG Mercados, negou ter pago propina a agentes públicos, ao contrário do que afirma o Ministério Público Estadual (MP). Ele foi ouvido na última sexta-feira (11) pelos delegados e promotores do grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), que deflagraram nesta semana a Operação Bônus. A informação de que Kobori, que segue preso por determinação da Justiça, negou as acusações, foi repassada pela defesa do empresário.

João Vieira

José Kobori ao ser levado para depor no Gaeco

Conforme a defesa de Kobori, ele prestou depoimento ao longo do dia e teria esclarecido todos as questões das autoridades policiais e do Ministério Público. Além disso, se disponibilizou a entregar documentos e se comprometeu a colaborar com as autoridades no que for necessário.

Ao contrário do que afirmaram diversos investigados do esquema de fraude envolvendo o contrato da EIG com o Detran, Kobori disse que nunca transferiu qualquer recurso para agentes públicos e, ao contrário, ao longo de sua gestão extinguiu todas as práticas “imorais” existentes na empresa. Para a defesa do empresário, as declarações de Kobori deixaram evidente que os delatores falsearam a verdade e armaram contra ele.

“Utilizaram-no de forma abominável e cruel, para se livrarem de seus múltiplos crimes - muito além dos já por ele confessados. A defesa, novamente, desafia os delatores a provarem as suas afirmações caluniosas e tem a convicção de que uma trama tão ardilosa, tão farsesca como essa, não sobreviverá por muito tempo. José Kobori confia no Poder Judiciário do Mato Grosso”.

Durante a Operação Bônus, cinco pessoas foram presas, além de Kobori, acusado pelos donos da EIG de ter repassado propina ao ex-secretário Paulo Taques, um dos detidos. 

Voltar Imprimir

Comentários

GD

GD

Enquete

Qual sua opinião sobre a influência das redes sociais e WhatsApp nessas eleições?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 22/10/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,80 -1,74%

Algodão R$ 119,49 0,13%

Boi a Vista R$ 136,33 -0,03%

Soja Disponível R$ 77,50 -1,90%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.