Cuiabá, Sexta-feira 21/09/2018

Judiciário - A | + A

13.03.2018 | 15h29

Defesa de arquiteta cuiabana que matou gari em SP tenta revogar prisão

Facebook Print google plus

A defesa da arquiteta cuiabana Hívena Queiroz Del Pintor Vieira, 27, entrou com pedido de habeas corpus na Justiça de São Paulo para impedir a prisão da jovem que atropelou e matou um gari em 2015.

Marcelo Goncalves/Sigmapress/Estadão Conteúdo

Defesa de cuiabana que atropelou gari entra com pedido de habeas corpus

A prisão preventiva foi decretada pela juíza da 24ª Vara Criminal do Estado de São Paulo, Sônia Nazaré Fernandes Fraga, após a cuiabana não comparecer a uma audiência sobre o caso no início de março.

Leia mais - Juíza de SP decreta prisão de cuiabana que atropelou gari

Hívena é acusada de atropelar e matar o gari Alceu Ferraz, 61, enquanto ele realizava a limpeza da via pública no centro de São Paulo, em 2015. Na ocasião, ela também atropelou José João e não prestou socorro.

Leia mais - Prisão de arquiteta cuiabana que atropelou gari é absurda, diz advogado

O pedido de habeas corpus foi impetrado pela defesa composta pelos advogados Paulo José Aranha, Marco Aurélio Pinto Florêncio Filho e Rodrigo Domingues de Castro Camargo Aranha. O habeas corpus está concluso para decisão da desembargadora Ely Amioka, da 8ª Câmara de Direito Criminal de São Paulo.

O caso – Hívena teve a prisão preventiva decretada pois não compareceu à audiência que iria julgar o caso. Na ocasião, a promotora Denise Elizabeth Herrera afirmou que a jovem tinha plena ciência da investigação em andamento, uma vez que estava representada por advogados que também acompanharam a investigação.

Mesmo assim, segundo a promotora, ela não manteve qualquer informação atualizada sobre seu endereço, o que inviabilizou a sua citação pessoal. Por isso, a promotora requereu a prisão, cujo pedido foi acatado pela juíza Sonia Nazaré.

A magistrada citou que a prisão era necessária para que a apuração dos fatos não ficasse em tempo incerto, “por conveniência da acusada, até que resolva comparecer em juízo”. Além disso, a magistrada redesignou nova audiência para o dia 17 de julho, às 15 horas. 

Voltar Imprimir

Comentários

Enquete

O que você acha da imunidade eleitoral, que proíbe a prisão de candidatos e eleitores?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 21/09/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 27.550 -1.780

Algodão R$ 117.240 -0.220

Boi a Vista R$ 131.000 0.000

Soja Disponível R$ 71.800 1.130

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.