Cuiabá, Sexta-feira 19/10/2018

Esporte - A | + A

08.05.2017 | 09h15

Cuiabá vence o Sinop nos pênaltis e é Campeão Mato-Grossense 2017

Facebook Print google plus

Na partida de número 46 do Campeonato Mato-grossense 2017, com o Gigante do Norte lotado - mais de 5 mil pagantes - na tarde de ontem o Cuiabá conquistou o seu sétimo título estadual ao vencer o Sinop nos pênaltis. No tempo regulamentar o Sinop venceu por 1 x 0, com gol de Andrezinho.

Na primeira partida, na Arena Pantanal, em Cuiabá, o Sinop foi batido por 2 x 1, perdendo a invencibilidade na competição. Jogando em casa só uma vitória superior a dois gols de diferença garantiria o caneco ao Galo do Norte.

Um clima de euforia tomou conta da cidade às vésperas da grande decisão, com a ‘Torcida Organizada Galo Doido’ apostando numa virada em casa a fim de quebrar um jejum de 18 anos. A 10 minutos do início da partida a fila de torcedores que tentavam entrar no estádio dava meia volta no Gigantão.

João Vieira

Antes do jogo, o técnico Marcos Birigui desfez o mistério, confirmando a escalação do artilheiro Andrezinho. ‘Saímos do ostracismo para a glória’, disse antes da bola rolar o técnico do Sinop. Do lado do Dourado, a equipe com o melhor ataque e a melhor defesa da competição. Odemar Schenatto, ex-presidente do Galo, arriscava um palpite: ‘Vamos ganhar de 3 x 1’.

O Sinop iniciou a partida com uma blitz pra cima da zaga cuiabanista, mas até os cinco minutos os dois goleiros eram espectadores. Com o regulamento debaixo do braço o Dourado armou um esquema defensivo, com duas linhas de quatro e apenas Juba e Cleberson se revezando no ataque. Já o Sinop tinha Andrezinho e Preá mais avançados.

Aos 12 minutos a primeira chance real de gol da partida, e foi do Dourado. O zagueirão Douglas Mendes cabeceou a bola dentro da pequena área, a queima roupa, exigindo grande defesa de Jamilton.

Aos 16 minutos o Cuiabá perdeu Robinho por lesão e Bruno Veiga entrou na posição. Neutralizado no meio campo com a forte marcação o Sinop não conseguia chegar ao gol adversário, errando na troca de passes, devido a aproximação dos marcadores. Aos 19, Jamilton se antecipou a cabeçada de Cléberson, evitando o gol do Cuiabá. Aos 21, Preá caiu na área, tentando cavar pênalti, mas o árbitro nada marcou, acertadamente. Jamilton salvou o Sinop aos 24, após chute de Juba, pela direita. Aos 25 o árbitro anulou gol do Cuiabá, após falta no goleiro do Sinop, que falhou no lance. O lance foi estranho, mas ninguém do Cuiabá reclamou da anulação.

Otmar de Oliveira

Aos 27 o Sinop chegou com Maranhão. O jogador chutou fraco, de longe e Henal defendeu com tranquilidade. Até então, literalmente o Dourado cozinhava o Galo em banho maria. Aos 33, Jamilton salvou o Galo no chute de Dakson, do meio da rua.

Sumido no jogo, Preá lamentou a interceptação de Éverton, no lançamento de Maranhão. Aos 37 quase o Galo abriu o marcador. Andrezinho chegou atrasado na cobrança de falta da esquerda e a bola saiu pela linha de fundo, sem ninguém tocar nela. Aos 43, após disputa de bola na área do Cuiabá, o zagueiro Tairon devolveu um empurrão no goleiro Henal, que recebeu cartão amarelo por retardar a partida e simular contusão. Após ser advertido, Henal voltou a se jogar no chão. O zagueiro do Sinop também foi advertido.

Devido as paralisações o primeiro tempo foi aos 54 minutos, com 9 de acréscimos.

Na etapa final a torcida do Galo começou o jogo gritando ‘Eu acredito!’, mas foi o Dourado quem carimbou o travessão de Jamilton, no chute de Dakson. O sol escaldante não dava trégua e o jogo seguia morno, com o Sinop mantendo a mesma postura, a exemplo do Dourado. Aos 15 minutos Jamilton voltou a salvar o Sinop, na cobrança de falta de Dakson, que tinha endereço certo no ângulo esquerdo.

Aos 15, Cabralzinho perdeu a melhor chance do Galo até então. Ele recebeu livre, da esquerda, bateu rasteiro, na entrada da área, mas errou a pontaria, mandando para fora a chance de reação do Sinop. Logo em seguida não deu para Henal. Aos 20 minutos, no bate-rebate na área a bola sobrou para Andrrezinho. O artilheiro que entrou em campo no sacrifício mandou a bola nas redes e fez o Gigantão explodir de alegria: 1 x 0.

O jogo pegou fogo e o Dourado partiu em busca do empate para evitar os pênaltis. Aos 30, Portela salvou em cima da risca, evitando o empate do Dourado, na chegada de Cléberson. O cansaço do Sinop ficou evidente na arrancada de Cabralzinho. Do meio campo a linha de fundo o fôlego acabou e a zaga adversária recuperou. Satisfeito com o placar o Cuiabá decidiu se poupar, levando a decisão para os pênaltis.

Cabralzinho iniciou as cobranças e converteu para o Sinop no canto esquerdo. Bruno Veiga foi para a cobrança e empatou. O artilheiro do campeonato Andrezinho, com 8 gols, chutou com força, no ângulo direito: 2 x 1.

Gabriel Ramos empatou para o Dourado: 2 x 2. O lateral esquerdo Maicon bateu fraco, roladinha no canto direito, deslocando Henal: 3 x 2. Juba deixou tudo igual: 3 x 3. Alex deu paradinha e facilitou para Henal que defendeu a meia altura no canto esquerdo, colocando o Dourado em vantagem. Héverton converteu para o Cuiabá. Jorge Preá converteu no ângulo esquerdo, mantendo o Sinop vivo. Betinho encerrou as cobranças e o Cuiabá é campeão nos pênaltis: 5 x 4.
 

Voltar Imprimir

Comentários

GD

GD

Enquete

Qual sua expectativa sobre os políticos que vão ocupar o Congresso Nacional?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 19/10/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 25,10 0,40%

Algodão R$ 96,29 -0,97%

Boi a Vista R$ 134,00 -0,74%

Soja Disponível R$ 74,00 -0,67%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.