Cuiabá, Quarta-feira 19/09/2018

Economia - A | + A

01.06.2018 | 16h40

Vendas de caminhões recuam 8,12% na passagem de abril para maio, diz Fenabrave

Facebook Print google plus

Além das vendas de carros, o mercado de caminhões sentiu o impacto da greve dos transportadores e mostrou queda de 8,12% na passagem de abril para maio, conforme balanço da Fenabrave, entidade que representa as concessionárias, divulgado nesta sexta-feira, 1º.

No total, 5,7 mil caminhões foram entregues no mês passado. Apesar do efeito negativo da greve, o número ficou 38,8% acima do total vendido no mesmo período do ano passado. No acumulado de janeiro a maio, as vendas de caminhões exibiram crescimento de 53,99% sobre os cinco primeiros meses de 2017.

Na contramão dos demais segmentos da indústria de veículos, as vendas de ônibus mostraram sinais invertidos, com alta de 8,76% na comparação de maio com o mês imediatamente anterior e queda de 5,77% em relação ao mesmo período do ano passado.

No total, 1,2 mil coletivos foram licenciados em maio, o que levou o total vendido no acumulado do ano para 5,9 mil ônibus, uma alta de 20,71%. 

Voltar Imprimir

Comentários

Enquete

Você sabe o que é o voto útil?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 19/09/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21.900 0.920

Algodão R$ 120.170 0.530

Boi a Vista R$ 126.500 -0.390

Soja Disponível R$ 68.500 -1.230

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.