Cuiabá, Terça-feira 23/10/2018

Cidades - A | + A

16.11.2017 | 16h44

VG inaugura em dezembro 10 leitos de UTIs no Pronto-Socorro Municipal

Facebook Print google plus
Fotos: Divulgação/Secom-VG

A prefeita de Várzea Grande, Lucimar Sacre de Campos agendou para este mês de dezembro a inaugurção da sétima etapa das obras da ampliação, melhorias e equipamentos do Hospital e Pronto-Socorro e que trata da Unidade de Terapia Intensiva – UTI Neonatal e Infantil com 10 leitos. Até agora já foram consumidos recursos da ordem de R$ 8 milhões nas obras e equipamentos da unidade.

“Nós temos e vamos redobrar os cuidados e ações em prol da saúde pública, pois ela atende as demandas da população que não tem acesso a planos de saúde ou a um tratamento particular que nos casos das UTI demandam altas somas de valores”, explicou a prefeita que semanalmente vai a unidade acompanhar os atendimentos e as obras realizadas.

Mesmo diante das dificuldades impostas a qualquer gestão pública por causa da crise econômica que em média tem reduzido os repasses federais e estaduais em 35%, Várzea Grande mantém o alto índice de investimento na área de saúde, principalmente nas obras de ampliação e melhoria do Hospital e Pronto Socorro Municipal que de janeiro a outubro deste ano já atendeu mais de 115 mil pessoas com os mais variados procedimentos médicos.


Diógenes Marcondes, Lucimar Campos e Ney Provenzano

“Temos seguido a risca a determinação da prefeita Lucimar Sacre de Campos de redobrar os cuidados com a saúde pública e dentro do possível acredito que estamos conseguindo suprir as necessidades, apesar de 40% da demanda atendida vir de outras cidades de Mato Grosso, outros Estados e até mesmo outros países”, frisou Diógenes Marcondes, secretário de Saúde de Várzea Grande.

O titular da pasta reafirmou que somente o Hospital e Pronto Socorro mais a UPA IPASE atenderam de janeiro a outubro, 226 mil pessoas, sem contar aqueles atendidos pelas demais unidades de saúde pública de Várzea Grande. Em solenidade no último dia 13, Lucimar Sacre de Campos autorizou o inicio das obras da UPA do Grande Cristo Rei e a licitação para construção de 4 Unidades Básicas de Saúde – UBS nos bairros Construmat, São Mateus, Cabo Michel e Santa Isabel com investimentos da ordem de 10 milhões de reais entre obras físicas e equipamentos.

O dezembro será inaugurado o Bloco E que compreende os 10 leitos de UTI, sendo 7 infantis e 3 neonatal, além de um leito de isolamento para casos graves de doenças infecto-contagiosas.
Além deste bloco será finalizada a obra de 18 leitos de enfermaria. Os recursos investidos nesta ala são da ordem de R$ 2,5 milhões entre obras e equipamentos entre recursos federais e próprios.

O diretor do Hospital e Pronto Socorro, Ney Provenzano assinala que desde 2015, a unidade se encontra em obras de ampliação, melhorias e investimentos em novos equipamentos para melhor atender a população. “Realizamos obras com o menor impacto para a população, justamente para seguir a determinação da prefeita em não parar o atendimento, mesmo com as obras”, explicou Ney Provenzano.

A prefeita Lucimar Sacre de Campos assinalou que ao mesmo tempo em que cobra agilidade dos empreiteiros que realizam as obras, não abre mão da qualidade das mesmas, “pois essas obras irão permitir que mais pessoas possam nascer aqui, que mais pessoas possam ser salvas aqui. A saúde pública recebe atenção de todos os lados, dos profissionais médicos, enfermeiros, técnicos, agentes, mas também recebem atenção de um simples pedreiro, de um engenheiro, de um mestre de obras que tem seu papel ao construir ou reconstruir uma unidade”, disse Lucimar Sacre de Campos.

A chefe do Poder Executivo municipal, lembrou que em Várzea Grande mais de 70 obras estão em andamento gerando emprego, renda e aquecendo a economia local sem contar que todas são voltadas para atender a população que espera algo mais de seus gestores públicos.

De acordo como o secretário municipal de Saúde, Diógenes Marcondes as obras estão na fase de acabamento na ala de enfermaria. Já para as UTis foi determinado mais agilidade para a empresa executora, e também o aumento da carga horária de trabalho incluindo feriados e finais de semana, para que o município possa dentro do planejado entregar a obra.

“Os esforços são no sentido de se ter uma unidade de saúde ainda mais eficiente, que atenda as demandas da população, bem como da rotina dos profissionais da área de saúde que tendo meios e condições produzem ainda mais”, frisou o secretário de Saúde de Várzea Grande.

Diógenes afirmou que os investimentos em saúde pública consumiram mais de 25% das receitas correntes, quando a previsão da lei é de que a Saúde tem que receber 15%, numa clara demonstração do compromisso da atual gestão para com este setor que é essencial para toda população. “O município continua reforçando os investimentos em Saúde Pública, aplicando mais recursos do que é estipulado por lei, na oferta de novos serviços, dentro da política de organização da Rede de Serviços do SUS que é portas abertas, sem custos para aqueles que a procuram e 24 horas por dia”, finalizou.

Voltar Imprimir

Comentários

GD

GD

Enquete

O país vai voltar a se unir após as eleições?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 23/10/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,45 0,49%

Algodão R$ 118,95 -0,22%

Boi a Vista R$ 134,00 -0,89%

Soja Disponível R$ 71,10 0,14%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.