Cuiabá, Sexta-feira 19/10/2018

Cidades - A | + A

08.06.2018 | 19h16

Laudo paralelo aponta que veículo conduzido por médica estava acima de 95 km/h

Facebook Print google plus

Um parecer técnico paralelo ao realizado pela Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) aponta que o veículo conduzido pela médica Letícia Bortolini, 37, estava a pelo menos 95 km/hora quando atropelou e matou o verdureiro Francisco Lúcio Maia, 48, em abril deste ano. Além disso, a médica teria atingido em um poste na sequência do acidente, segundo o documento.

Divulgação

Letícia Bortolini

O parecer foi requerido pelo delegado  Christian Cabral, da Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran), em razão das suspeitas em torno do laudo elaborado pela Politec que apontou que o veículo Jeep Compass estava a 30 km/h quando acertou o trabalhador.

Leia mais - Laudo da Politec aponta que Jeep que matou verdureiro estava a 30 km/h

Além disso, o laudo apontou que o impacto da colisão fez com que o corpo de Francisco fosse arremessado a cerca de 2,73 metros de distância do local do acidente, que ocorreu na Avenida Miguel Sutil, em Cuiabá.

Leia mais - Vendedor de verduras morre atropelado por médicos

A médica foi acusada de estar embriagada ao conduzir o veículo, além de não ter prestado socorro e fugido do local do acidente, de acordo com a polícia. Ela estava acompanhada do marido, o também médico Aritony de Alencar. Atualmente, a médica cumpre medidas cautelares após ser liberada da prisão.

Leia mais - TJ revoga cautelares e autoriza médica que atropelou verdureiro a viajar para SP

O novo parecer técnico foi elaborado pela empresa Forense Lab, especializada em perícias e consultoria jurídica, e analisou o arquivo de vídeo de 34 segundos que registrou as imagens do momento do acidente. Nas próprias imagens,  é possível ver o veículo passando em alta velocidade e atropelando Francisco, que foi arremessado em uma árvore e morreu no canteiro da avenida.

Leia mais - Câmeras registram momento em que verdureiro é atropelado - veja vídeo

Divulgação

Laudo paralelo diz que veículo estava a 95 km/h

O parecer aponta que, ao atropelar o trabalhador, a velocidade do veículo conduzido pela médica é superior a 95 km/hora uma vez que, após a colisão, a médica ainda atingiu um poste e a velocidade calculada no segundo momento é estimada em 95 km/hora na colisão.

“Nota-se que ocorreu dissipação de energia em dois momentos distintos: o primeiro no atropelamento do pedestre e no segundo no poste de concreto, caracterizando que o veículo no choque físico com esses dois elementos estava com velocidade acima de 95 Km/h”, diz trecho do parecer.

Ao todo, o parecer técnico tem 16 páginas e concluiu que a velocidade do veículo é superior ao permitido na via, que é 60 km/hora. O parecer, contudo, não aponta a que distância o corpo de Francisco foi arremessado quando atingido pelo veículo.

Agora, o parecer técnico será juntado às demais provas já produzidas pelo inquérito que é conduzido pelo delegado Christian Cabral, a fim de permitir “às partes envolvidas e à sociedade em geral a certeza de uma investigação séria, imparcial e transparente”, diz trecho de nota encaminhada pelo delegado.

Apesar do novo parecer, a Deletran ainda aguarda a conclusão de um novo laudo pericial a ser elaborado pela Politec, que também analisará as  imagens do momento do acidente. Somente após isso será determinada  a velocidade estimada do veículo na ocasião do atropelamento.

Voltar Imprimir

Comentários

marcelo - 09/06/2018

nunca na historia deste pais ,vi um absurdo tão grande , o veiculo com a parte frontal destruída , em razão de um choque violento que vitimou uma pessoa na hora, a politec vem apresentar um laudo ridículo , demostrando sua total incapacidade de reproduzir a verdade do fato ocorrido. isso é uma piada né, apenas 30km /h kkkkkkkkkkk

1 comentários

1 de 1

GD

GD

Enquete

Qual deveria ser a prioridade do próximo presidente?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 19/10/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 23,30 -2,51%

Algodão R$ 95,42 0,14%

Boi a Vista R$ 137,25 3,98%

Soja Disponível R$ 72,00 0,56%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.