Cuiabá, Quarta-feira 19/09/2018

Brasil - A | + A

10.06.2018 | 15h00

Rapper que perdeu o emprego dribla seguranças para se apresentar no metrô

Facebook Print google plus

Todos os dias um grupo de artistas se esquiva dos seguranças do Metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) para se apresentar nos vagões. Entre uma estação e outra, eles fazem rimas para os passageiros e pedem uma contribuição. O coletivo WuTremClan (@rimadoresdovagao no Instagram) tem 11 músicos.

Um deles é o rapper Henrique Oliveira, o Kagibre, de 23 anos. Ele, que já foi funcionário de uma empresa de seguros, perdeu o emprego fixo na crise, teve de trancar o curso na faculdade de Engenharia e se juntou ao coletivo de artistas, usando o talento de rimador para pagar as contas. Ele estima ganhar R$ 150 por dia com as apresentações.

‘A gente também consegue se manter fazendo shows e se apresentando em eventos, aniversários. Também temos uma loja virtual. Ainda quero terminar a faculdade e, depois, fazer uma pós-graduação em produção musical. Só parei porque a mensalidade já era pesada e, depois que perdi o emprego, ficou impossível.‘

Kagibre, que já participava de uma batalha de rappers há oito anos, aproveita para se dedicar mais à carreira de músico. ‘Quero seguir carreira musical, assinei contrato com uma produtora. E também lançar um CD.‘

Na avaliação do professor do Insper, Sérgio Firpo, além da dificuldade natural da entrada no mercado de trabalho em momentos de crise, o trabalhador mais jovem acaba tendo mais chance de ter emprego sem carteira do que o mais velho e fica nessa condição por mais tempo, mesmo com a recuperação da economia.  

Voltar Imprimir

Comentários

Enquete

Você sabe o que é o voto útil?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 19/09/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 24.950 0.600

Algodão R$ 97.360 -0.410

Boi a Vista R$ 131.000 0.000

Soja Disponível R$ 72.000 -1.370

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.