Sefaz suspende temporariamente lista de preços mínimos para suínos | Gazeta Digital

Quinta, 18 de maio de 2017, 16h16

Sefaz suspende temporariamente lista de preços mínimos para suínos

Sandra Pinheiro Amorim, Sefaz MT


A Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) suspendeu, em caráter excepcional, a lista de preços mínimos que serve como base para a cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) nas vendas interestaduais de suínos vivos e produtos oriundos da suinocultura.

A pasta também reduziu valores da lista de preços mínimos de dez produtos agrícolas. As decisões constam das Portarias nº 95 e nº97 publicadas no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta-feira (18).

Otmar de Oliveira

Sefaz suspende temporariamente lista de preços mínimos para suínos 

A medida para a suinocultura passa a valer a partir da data da sua publicação e segue até o dia 31 de agosto. Nesse período o ICMS será cobrado sobre o valor que constar na nota fiscal da venda interestadual.

Até o final de agosto a secretaria fará avaliação dos critérios utilizados adotados para aferir os preços mínimos aplicados na comercialização para fora do Estado.

“Essa decisão foi tomada para que possamos avaliar melhor os mecanismos de levantamentos feitos junto ao mercado e às instituições de pesquisa e, se necessário, revisaremos esses critérios”, explica o secretário Gustavo de Oliveira.

A suspensão temporária é fruto de reuniões ocorridas nas últimas semanas entre a Sefaz e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec) com representantes da suinocultura de Mato Grosso para tratarem sobre a questão da lista de preços mínimos.

Produtos agrícolas

A Sefaz também alterou a lista de preços de dez produtos agrícolas, com reduções para o algodão, arroz, cana-de açúcar, feijão, girassol, milho, milheto, soja, sorgo e trigo. A diminuição é resultado da pesquisa feita pela secretaria junto ao mercado.

Nesse caso, a vigência para os novos valores será o dia 22 de maio, devido à necessidade de integração dos códigos da lista de preços mínimos com o sistema de nota fiscal eletrônica.

“As duas medidas visam estimular a economia local e não deixar a crise se aprofundar. A venda de suínos para abate fora do Estado terá uma carga menor e a correção da pauta dos produtos agrícolas foi necessária neste momento por conta da supersafra, que acaba puxando para baixo os preços de alguns produtos, como ocorreu com o milho, por exemplo”, pontua o secretário Executivo da Sefaz, Vinícius Saragiotto.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Quinta, 26 de abril de 2018

17:40 - PF investiga hotéis, gráficas e buffets por fraudes na Lei Rouanet

16:57 - PRF reforça efetivo para fiscalização em feriado prolongado nas rodovias

16:24 - Indígenas cobram pedágio na BR-364 e dois são atropelados por motorista

14:45 - Acidente entre caminhão e carreta mata idoso e deixa mais 4 pessoas feridas

12:06 - Empresária da Casa de Festas e colunista social são ouvidos pela PF - veja vídeo

11:16 - MPE ingressa com ação e requer reforma no setor de Nutrição e Dietética de hospital

08:22 - Criança morre ao ser atropelada por ônibus

06:02 - PF faz buscas contra advogada por fraudes em R$ 11 milhões na Lei Rouanet - veja vídeo

Quarta, 25 de abril de 2018

17:34 - Prefeitura confirma morte de professora por H1N1 em Sorriso

16:42 - Itinerário do BusTur é uma vergonha e Procon deve ser acionado, critica guia


 veja mais
Cuiabá, Sexta, 27/04/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Sexta, 27/04/2018
9ddae17973b1f08955cba377281dc80a anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Em uma época em que predominam notícias ruins, qual o maior motivo para ser otimista?




Logo_classifacil









Loja Virtual