Servidores condenam o uso de grampos ilegais | Gazeta Digital

Quarta, 17 de maio de 2017, 17h26

Servidores condenam o uso de grampos ilegais

Karine Miranda, repórter do GD


O Fórum Sindical, que representa 32 sindicatos de servidores do Estado, considerou "gravíssimas" as denúncias do suposto esquema de interceptações telefônicas ilegais feitas pela Polícia Militar de Mato Grosso, a mando de membros do primeiro escalão do governo Pedro Taques (PSDB).

Teriam sido alvos de grampo ao menos 120 pessoas, entre eles jornalistas, assessores parlamentares da AL, a deputada estadual Janaina Riva (PMDB) e servidores do Estado. De acordo com Edmundo Leite, presidente do Sindicato dos Profissionais da Área Instrumental do Governo (Sinpaig), uma ação contra “a pratica criminosa” pode ser ajuizada contra o Executivo.

Divulgação/Fórum Sindical

Servidores condenam o uso de grampos ilegais

“Isso vai ser trabalhado mais para frente, porque não pode ficar desse jeito. Quem garante que eu ou você não estamos grampeados? O Taques ouviu vários servidores, quem garante que não grampeou os sindicatos”, comentou.

Não se sabe se as medidas a serem adotadas pelo fórum será um ato ou ação judicial. “Não podemos comentar agora, porque esses grampos deixaram todos com um pé atrás e queremos ter essa carta na manga”, disse.

Em nota pública enviada após reunião ordinária, o fórum cobrou dos responsáveis imparcialidade e rigor nas investigações. “Cientes que em nosso País ninguém está acima da Lei, e por isso solicitar das autoridades responsáveis total imparcialidade e rigor nas investigações, e que informe para a sociedade os integrantes dessa Organização Criminosa”, diz.

O fórum cobrou ainda que seja divulgada a lista completa dos cidadãos que foram grampeados no período da denúncia feita pelo promotor de Justiça, Mauro Zaque, bem como se a prática “inescrupulosa” de grampos ilegais continuou após ele entregar o cargo de secretário de Estado de Segurança Pública.

“Apoiaremos todas as iniciativas que forem tomadas para esclarecer os fatos e punir os culpados por tão grave atentado contra a cidadania e os direitos do povo de Mato Grosso”, diz.



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Quarta, 28 de junho de 2017

15:50 - Servidores públicos terão desconto de até 50% em universidades particulares

15:07 - Programa 'Endereço Certo' beneficiará mais de 45 mil famílias em MT

12:25 - Santuário estuda trazer mais 7 elefantes

10:20 - Comissão sugere troca de pistola no combate ao crime

09:20 - Latrocida 'Sandro Louco' é absolvido por 2 tentativas e assassinato de PM

08:35 - Bayer é multada por vender remédio como se fosse 'bala'

Terça, 27 de junho de 2017

19:00 - MPE obtém liminar e suspende efeitos do decreto legislativo que reduziu reserva extrativista

15:06 - MT é o primeiro do país a institucionalizar Coaching na gestão pública

15:01 - Nove municípios podem ficar sem recursos do Bolsa Família

14:59 - Governo consegue R$ 65 milhões para regularização fundiária


 veja mais
Cuiabá, Quarta, 28/06/2017
 

GD Empregos

WhatsApp Twuitter
WhatsApp

Fogo Cruzado
titulo_jornal Quarta, 28/06/2017
709682c66590260fb3edf747d9f8deb8 anteriores




Indicadores Econômicos

Indicadores Agropecuário

Mais Lidas Enquete

Farmácias devem ser liberadas para aplicar vacinas na população?




waze

Logo_classifacil









Loja Virtual