Romper ou não romper? | Gazeta Digital

Quarta, 17 de maio de 2017, 00h00

Romper ou não romper?


Termina hoje o prazo estipulado pelo prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) para decidir se mantém ou não o contrato de concessão com os novos acionistas da CAB Cuiabá. O peemedebista já deu todos os sinais de que deve declarar a caducidade do contrato. No entanto, o que não se comenta são as consequências que esta medida pode trazer. Caso seja rompido o contrato, restaria para a prefeitura uma companhia esfacelada, com uma dívida de mais de 1 bilhão de reais, sem capacidade de investimento e ainda com a obrigação de indenizar o que foi investido.

Saída

Em post realizado nesta terça-feira (16), a deputada estadual Janaina Riva (PMDB) pediu a exoneração do secretário Kleber Lima em razão do episódio registrado no último domingo, quando compartilhou a foto da parlamentar. “O mundo é justo para as mulheres? Este homem merece ser exonerado, este homem não respeita famílias, este homem só pensa no seu salário e ignora a honra das pessoas. Conclamo a todas as mulheres, machistas não passarão”.

Aponte culpados

O PT ainda cobra das autoridades responsáveis que apontem “os integrantes dessa organização criminosa e a quem interessa grampear adversários políticos”.

Cobrança

A Executiva Estadual do PT, presidida por Valdir Barranco, se pronunciou a respeito do esquema de arapongagem em Mato Grosso. A legenda reiterou que o caso é de extrema gravidade e pediu que uma investigação rigorosa seja feita. “É importante frisar que a denúncia não foi feita de forma anônima, e sim por um Promotor de Justiça respeitado, que à época dos fatos exercia o cargo de secretário de Estado de Segurança Pública, portanto, é fundamental que a presente denúncia seja rigorosamente investigada”, pontua a nota.

Desagravo

A Assembleia Legislativa fez um ato de desagravo em favor da deputada Janaina Riva (PMDB) e em desfavor do secretário estadual de Comunicação, Kleber Lima. “É entendimento desta Casa que o Sr. Secretário procedeu de modo indigno e incompatível com o cargo que ocupa quando divulgou no WhatsApp, post contendo foto íntima da Sra. Deputada. Essa Casa repudia veementemente a atitude do Sr. Secretário e se solidariza com a excelentíssima deputada, solicitando inclusive um pedido formal de desculpas”.

Na delegacia

A deputada estadual Janaina Riva (PMDB) registrou um boletim de ocorrências contra o secretário estadual de Comunicação, Kleber Lima, depois que foto sua de camisola foi disparada pelo integrante do governo Pedro Taques (PSDB). Ao compartilhar a foto, Kleber escreveu a seguinte frase: “Quem iria invadir a privacidade da ilustre deputada se ela mesma o faz ?!”. A frase remete ao fato de Janaina ter sido um dos alvos dos grampos ilegais registrados no Estado. Uma audiência sobre o caso está marcada para o próximo dia 2 de junho.

Poucas & Boas

Há quem diga que a tendência do prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) em romper o contrato com os novos acionistas da CAB Cuiabá seria em razão de uma resistência em herdar um acordo negociado pelo prefeito Mauro Mendes (PSB).

***

Embora Emanuel Pinheiro argumente que não aceitará “neófitos” em saneamento tocando os serviços em Cuiabá, vale ressaltar que a empresa acionada pela RK Partners para elaborar o plano de investimentos para a cidade é nada mais nada menos que a CH2M, empresa responsável por 50 plantas de saneamento nos Estados Unidos e também pelo projeto de saneamento executado em Dubai.

***

O prefeito argumenta que não existiriam garantias de execução dos serviços, no entanto, uma fonte afirma que os bancos que ficaram na condição de acionistas abriram mão de receber uma dívida de R$ 1,2 bilhão da concessionária. “Haveria garantia maior que esta?”, questiona a fonte.

***

A decisão sobre o retorno ou não do conselheiro Sérgio Ricardo ao Tribunal de Contas do Estado foi adiada pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso, após um pedido de vistas feito pelo desembargador José Zuquim Nogueira, em julgamento de recurso interposto pela defesa do conselheiro na tarde desta terça-feira.

***

Até o momento, dois desembargadores que já se pronunciaram sobre o caso, Maria Aparecida Ribeiro e o relator do recursos, Luiz Carlos da Costa, se posicionaram por manter o afastamento, definido pelo juiz Luis Aparecido Bortolussi Junior.

***

Sérgio Ricardo foi afastado do cargo em razão da acusação de ter negociado, ao valor de R$12 milhões, sua ida para ao TCE. A vaga supostamente “comprada” teria sido do conselheiro Alencar Soares. O caso veio à tona com a Operação Ararath. O conselheiro foi afastado do cargo em janeiro deste ano.

 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Terça, 26 de setembro de 2017

00:00 - Pré-candidata

Segunda, 25 de setembro de 2017

00:00 - Teoria e prática

Domingo, 24 de setembro de 2017

00:00 - Asfalto

Sábado, 23 de setembro de 2017

00:00 - Interpretações

Sexta, 22 de setembro de 2017

00:00 - Bloqueio

Quinta, 21 de setembro de 2017

00:00 - Vem de longe

Quarta, 20 de setembro de 2017

00:00 - Cura gay

Terça, 19 de setembro de 2017

00:00 - Discrição

Segunda, 18 de setembro de 2017

00:00 - Inquéritos

Domingo, 17 de setembro de 2017

00:00 - Retratação


 veja mais
Cuiabá, Terça, 26/09/2017
 
Facebook Instagram
GDEnem

Fogo Cruzado
titulo_jornal Terça, 26/09/2017
783754c3175812cdf62663a53916e7cd anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Divulgação de novas gravações pode anular acordo de delação de Silval Barbosa




Logo_classifacil









Loja Virtual