Viagem aos EUA | Gazeta Digital

Terça, 16 de maio de 2017, 00h18

Viagem aos EUA


O governador Pedro Taques (PSDB) participa de missão nesta semana aos Estados Unidos. O chefe do Executivo Estadual vai assinar o acordo de irmandade com o Estado de Iowa e buscar parcerias com empresas e universidades americanas. As agendas acontecem de hoje até sexta-feira (19). Entre os assuntos que serão tratados está a melhoria da logística que pode tornar Mato Grosso mais competitivo. Estará em pauta também a troca de experiências entre Unemat e universidades americanas. A viagem faz parte da estratégia de Mato Grosso de se aproximar do país em busca da abertura de mercado aos produtos do Estado, que visa aperfeiçoar a produção agrícola mato-grossense com troca de experiências. A Aprosoja, representada pelo vice-presidente Elso Pozzobon, estará presente na comitiva, assim como a Unemat, representada pela Reitora Ana di Renzo e a professora doutora especialista em soja do Departamento de Agronomia, Zulema Netto Figueiredo.

Vai tarde

Enquanto integrantes da Assembleia Legislativa lamentaram a saída do advogado Paulo Taques do comando da Casa Civil, a ex-secretária de Transparência e Combate à Corrupção, Adriana Vandoni, declarou que Taques “já vai tarde”. “Vejo o ex-secretário Paulo [Taques] saindo dessa forma, mas sabe, gente, nada acontece hoje sem que tenha sido plantado ontem. Por isso que, diferente do que várias pessoas já declararam, não lamento a saída do secretário. Pelo contrário. Exalto e digo: acreditem, ele já foi tarde demais”.

Bom pagador

Outra informação prestada pelo prefeito é que Cuiabá formula um programa para o pagamento dos restos a pagar herdados da gestão Mauro Mendes (PSB). Pinheiro afirmou que a previsão é que a equipe designada para tal tarefa apresente esta semana o estudo realizado para que possam ser quitados, de forma parcelada, os R$ 55 milhões que ainda restam ser pagos. Até o momento a Prefeitura de Cuiabá já conseguiu dar baixa em aproximadamente R$ 10 milhões dos restos a pagar.

Adiou

A Reforma Administrativa que seria feita na prefeitura de Cuiabá este ano já não faz mais parte dos planos de 2017. A informação foi prestada pelo prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB), em entrevista concedida à Rádio CBN Cuiabá. Segundo o chefe do Executivo, as modificações ficarão para o próximo ano.

Loucura

“Eu não sou homem de mentir, eu não sou homem de fraudar. Eu não preciso disso! Só se eu fosse louco, teria que me colocar numa camisa de força se eu fosse fraudar um documento e levar ao conhecimento do procurador geral da República! Sou promotor de Justiça, tenho uma vida aqui, uma história, nunca precisei lançar mão desse tipo de expediente de fraudar nada”, disse Mauro Zaque sobre a acusação do governador Pedro Taques (PSDB) de que ele teria fraudado protocolo de denúncia sobre grampos.

A lista

A lista com os grampeados no sistema “barriga de aluguel” mostra que os alvos das interceptações telefônicas irregulares não eram apenas personalidades do mundo político, mas também cidadãos comuns, como engenheiros, médicos, servidores públicos. Agora a pergunta que não quer calar é por qual motivo essas pessoas foram parar na lista de grampos? Ainda há muitos questionamentos sem nenhum tipo de resposta envolvendo esse caso que causou indignação em Mato Grosso.

Poucas & Boas

O TJMT atendeu ao pedido da Procuradoria Geral de Justiça e determinou a suspensão dos direitos políticos por 5 anos e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, também pelo prazo de 5 anos. Para a desembargadora e relatora do caso, Maria Erotides Kneip Baranjak, foi demonstrado que os serviços de gradagem em área particular não foram realizados para beneficiar a coletividade e sim interesses privados.

***

Ainda conforme entendimento da magistrada é irrefutável a lesão ao erário. ‘Uma vez que um servidor foi desviado das suas funções para benefício de particular, e ainda utilizando de bens públicos, como trator e combustível, sendo clara a presença do dolo nas condutas dos apelantes, sendo certo que as mesmas indubitavelmente geraram prejuízo ao erário público, conforme demonstrado‘, disse.

***

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), por meio da Terceira Câmara Cível, manteve condenação de primeira instância e reconheceu a prática de ato de improbidade administrativa do ex-coordenador de Agricultura de Poxoréo, Antônio Gerson Rodrigues Barbosa, e do o ex-vereador, João Jesus de Oliveira. Segundo consta no processo, o vereador foi beneficiado pela utilização de maquinário e combustível do município, para a realização de serviços de seu interesse particular.
 



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Quarta, 24 de maio de 2017

00:00 - Turismo

Terça, 23 de maio de 2017

00:00 - VLT no pacote

Segunda, 22 de maio de 2017

00:00 - Mais rusga

Domingo, 21 de maio de 2017

00:00 - Otimismo

Sábado, 20 de maio de 2017

00:00 - Cancelado

Sexta, 19 de maio de 2017

00:00 - Devassa

Quinta, 18 de maio de 2017

00:00 - CPI da Funai

Quarta, 17 de maio de 2017

00:00 - Romper ou não romper?

Domingo, 14 de maio de 2017

00:00 - Em pauta

Sexta, 12 de maio de 2017

00:00 - Estratégia


 veja mais
Cuiabá, Quarta, 24/05/2017
 

GD Empregos

WhatsApp Twuitter
WhatsApp

Fogo Cruzado waze

titulo_jornal Quarta, 24/05/2017
7b718983308988510a4d6943f71dd371 anteriores




Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Na sua opinião, o Brasil é uma nação corrupta?



Logo_classifacil









Loja Virtual