Em pauta | Gazeta Digital

Domingo, 14 de maio de 2017, 00h00

Em pauta





O projeto deve voltar à pauta da Casa na semana que se inicia. A apreciação foi suspensa em razão de um pedido de vista feito pelo deputado estadual Gilmar Fabris. Oscar Bezerra já avisou que se emendas apresentadas ao projeto o flexibilizarem demais, ele proporá também uma emenda no sentido de garantir que registrados 30% de faltas, deputados percam o mandato, como já ocorre na Câmara Federal. “Lá em Brasília é assim. Por que aqui tem que ser diferente? Por que aqui tem o protecionismo?”, disparou Bezerra.

Descolamento

Embora tenha atuado como vice-prefeita na gestão de Juarez Costa (PMDB) em Sinop, a atual prefeita Rosana Martinelli (PR) tem empreendido os mais diversos esforços para se descolar da figura do ex-gestor. Fontes ouvidas por esta coluna afirmam que a estratégia é a melhor a ser tomada neste momento. Rosana luta para imprimir sua marca na Capital do Nortão.

Faltosos

O deputado Oscar Bezerra (PSB) defendeu o projeto de lei apresentado por ele, que visa descontar do salário de deputados as faltas na Casa de Leis. “Não é justo que um trabalhador, que ganha seu salário mínimo, quando ele falta é descontado do seu salário e um deputado que ganha R$ 25 mil mês, não vem na sessão e não pode descontar a falta dele. Isso não é coerente. O que nós estamos fazendo? Trabalhando em benefício próprio? Não é legal isso. No mínimo é imoral”.

Despedida

Diante de todo este contexto, não seria hora de Antonio Joaquim avaliar a antecipação da sua saída da Corte de Contas? Conforme revelou à imprensa, sua intenção é deixar o cargo no final do ano. No entanto, para o bem do TCE e a manutenção da sua credibilidade, a saída deveria ser antecipada.

Vacina

Alguém ainda duvida que a coletiva feita pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), para anunciar que a denúncia anônima contra membros da Corte havia sido arquivada por não se confirmar tinha a intenção de funcionar como “vacina” às informações que viriam à tona com o depoimento do ex-secretário Pedro Nadaf? Segundo depoimento prestado ao Gaeco, Silval Barbosa teria acertado o pagamento de R$ 50 milhões a alguns membros do Tribunal para que aprovassem as contas de gestão do então governador. Certamente a notícia da informação prestada por Nadaf perdeu um pouco da sua força, mas o anúncio por parte do TCE causou grande estranheza e ainda levantou questionamentos sobre como foi realizada esta investigação. O caso também estaria no Ministério Público Estadual. Resta saber se o resultado da apuração será o mesmo.

Desgaste

Desde que o presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheiro Antonio Joaquim, decidiu tornar pública sua vontade de retornar à vida política, a Corte tem sofrido imenso desgaste. Isso porque todas as ações do órgão de controle, voltadas ao governo do Estado, acabam sendo interpretadas como eleitoreiras.

Poucas e Boas

A proposta prevê o atendimento a 55 mil mulheres entre 40 e 69 anos, com exames e diagnósticos de câncer de mama, biopsia de mama e colo de útero, além de consultas médicas na especialidade e aulas de educação continuada para profissionais de saúde da região. Para a realização dessas atividades, cada polo receberia uma unidade fixa e uma móvel, um caminhão trucado de 11 metros adaptado para a realização de mamografia digital. O projeto do Hospital de Câncer de Barretos tem a finalidade de oferecer diagnóstico precoce e prevenção de câncer à população do Estado de Mato Grosso.

A Secretaria de Estado de Saúde recebeu a visita esta semana de representantes do Hospital de Câncer de Barretos (SP), para tratar sobre a possibilidade de implantação de uma unidade avançada de prevenção ao câncer de mama em Mato Grosso. O projeto apresentado a secretários-adjuntos e assessores da pasta é implantar unidades em cinco polos do estado. O polo central, de acordo com o projeto, seria a Capital, Cuiabá, seguido pelas unidades de abrangência satélites nos municípios de Rondonópolis, Sinop, Cáceres e Barra do Garças.

Toda a parte de gestão das unidades, caso a proposta seja aceita, será administrada pelo Hospital. Esta é a primeira reunião da instituição com a nova gestão da Secretaria Estadual de Saúde, sob o comando de Luiz Soares. A primeira foi realizada em fevereiro deste ano com o ex-secretário, João Batista. O próximo encontro para tratar da proposta será em junho, durante reunião da Comissão Intergestora Bipartite, a CIB. O Hospital de Câncer de Barretos é uma referência nacional. No Brasil é o que mais atende casos da doença pelo Sistema Único de Saúde. São realizados em média 4.100 atendimentos diários, em 18 especialidades.



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Sábado, 27 de maio de 2017

00:00 - Comparação

Sexta, 26 de maio de 2017

00:00 - Queda de braço

Quinta, 25 de maio de 2017

00:00 - A saúde grita

Quarta, 24 de maio de 2017

00:00 - Turismo

Terça, 23 de maio de 2017

00:00 - VLT no pacote

Segunda, 22 de maio de 2017

00:00 - Mais rusga

Domingo, 21 de maio de 2017

00:00 - Otimismo

Sábado, 20 de maio de 2017

00:00 - Cancelado

Sexta, 19 de maio de 2017

00:00 - Devassa

Quinta, 18 de maio de 2017

00:00 - CPI da Funai


 veja mais
Cuiabá, Sábado, 27/05/2017
 

GD Empregos

WhatsApp Twuitter
WhatsApp

Fogo Cruzado waze

titulo_jornal Sábado, 27/05/2017
A15215da12928356f3b205355fe27350 anteriores




Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

O que o poder público deve fazer para acabar com áreas conhecidas como cracolândias nas cidades?



Logo_classifacil









Loja Virtual