Esticando a corda | Gazeta Digital

Quinta, 11 de maio de 2017, 00h00

Esticando a corda


O senador José Medeiros (PSD) voltou a lamentar em Plenário as dificuldades enfrentadas para o escoamento da produção de Mato Grosso. Medeiros disse que Mato Grosso depende das BRs 163 e 364, que se sobrepõem em parte do trajeto. Ele lembrou que a ex-presidente Dilma Rousseff concedeu para a iniciativa privada a duplicação das estradas, com a promessa de participação do DNIT. Porém, a contrapartida do órgão não ocorreu e agora os motoristas pagam pedágio, mas a duplicação não foi concluída. O senador afirmou que, se não houver uma mudança de postura do Executivo, ele passará a defender somente Mato Grosso. “Se não houver um cronograma ainda esta semana, não contem comigo. Não vou ficar batendo no governo nem nada, mas não contem comigo para fazer essa defesa porque eu estou aqui, acima de tudo, para representar Mato Grosso”, disse o senador, que hoje é vice-líder do governo na Casa.

Bela iniciativa

A OAB-MT, por meio da Comissão de Direito Carcerário, está promovendo uma campanha de arrecadação de livros para as unidades prisionais de Mato Grosso. As doações podem ser realizadas na sede da seccional, no Estacionamento da Caixa de Assistência dos Advogados e nas sedes das subseções. Podem ser doados livros novos e usados de qualquer gênero literário.

Investigado

A Câmara Municipal de Tangará da Serra abriu Comissão Especial de Inquérito contra o prefeito Fábio Junqueira (PMDB). A investigação tem como objetivo apurar o pagamento de R$ 116,8 mil ao chefe do Executivo Municipal, referente a férias retroativas, com aval do próprio prefeito. O pedido de investigação foi protocolado na Câmara pelo servidor público Claudemir de Souza e ocorreu porque, segundo o Legislativo, não existe legislação que preveja pagamento de gratificação de férias ao prefeito. Já existe uma ação civil proposta pelo Ministério Público Estadual neste sentido. As férias pagas a Junqueira seriam relativas a janeiro de 2013 a 31 de dezembro de 2016.

Auxílio

Enfermeiros e técnicos e auxiliares de enfermagem, que atuam no Programa de Saúde da Família, estiveram na Câmara Municipal de Cuiabá, pedindo apoio dos vereadores. Os trabalhadores se articulam para barrar o que entendem ser uma redução salarial pretendida pela prefeitura. Segundo informações, o Executivo visa cortar um “mensalinho” pago aos profissionais, que representa 60% da remuneração. De acordo com o vereador Demílson Nogueira (PP), atualmente vigora uma política salarial que garante um incentivo fixo a todos os trabalhadores. A Secretaria de Saúde propõe transformar esse percentual em remuneração por produtividade, numa variação entre R$ 100 e até R$ 3.500

Quase...

Finalmente a Assembleia Legislativa levou à votação o projeto que visa descontar o salário de deputados faltosos. No entanto, um pedido de vista feito pelo deputado Gilmar Fabris (PSD) tirou a matéria da pauta. Fabris afirma que a proposta deve ser melhor analisada e inclusive afirmou que seria mais produtivo a Casa de Leis concentrar as sessões somente às quartas e quintas-feiras, excluindo as reuniões que ocorrem nas noites de terça. Deputado Oscar Bezerra (PSB) lembrou que em Brasília, 30% de faltas ensejam na perda do mandato.

MT presente

Nem o PT estadual e nem o PT de Cuiabá organizaram caravanas para Curitiba, na intenção de manifestar apoio ao ex-presidente Lula, que prestou depoimento à Justiça Federal. No entanto, segundo o presidente municipal da sigla, Volney Albano, algumas pessoas resolveram se deslocar de forma “avulsa”. Foram elas o presidente estadual do PT, deputado Valdir Barranco, a vice-presidente do PT, Enelinda Scala e alguns integrantes do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep).

Poucas & Boas

Representando o governo de Mato Grosso, o secretário de Estado de Segurança Pública, Rogers Jabars, destacou que o governador Pedro Taques (PSDB) tem reafirmado o compromisso de garantir a resolutividade do problema fundiário. Para isso, há uma força-tarefa entre várias secretarias do governo, a exemplo da Segurança Pública (Sesp), Trabalho e Assistência Social (Setas), Agricultura Fundiária e Assuntos Fundiários (Seaf) e Casa Militar para buscar solução para os conflitos.

***

Segundo o presidente do Intermat, Cândido Teles, a meta do governador Pedro Taques é regularizar, até o ano que vem, 122 assentamentos rurais que beneficiarão mais de 11 mil famílias. “O governador Pedro Taques priorizou efetivamente a regularização de assentamentos em todo Estado. Em três meses e meio já foram emitidos 600 títulos de propriedade”, destacou o presidente do Intermat.

***

Lideranças se reuniram em Audiência Pública em Juína para tratar sobre as soluções para os conflitos agrários. A região viveu no mês passado, em 29 de abril, uma tragédia envolvendo a disputa por terras no distrito de Taquaruçu do Norte, em Colniza. Nove pessoas foram executadas.

***

A audiência foi realizada na tarde desta terça-feira, na Câmara de Vereadores do município. Participaram do encontro, os prefeitos de Juína e Juara, Altir Peruzzo e Luciane Bezerra, respectivamente, vereadores da região, Assembleia Legislativa, Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público Estadual (MPE), Incra, Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), Intermat, Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Judiciário, Defensoria Pública da União e sindicatos dos madeireiros e dos trabalhadores rurais.
 



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Quarta, 24 de maio de 2017

00:00 - Turismo

Terça, 23 de maio de 2017

00:00 - VLT no pacote

Segunda, 22 de maio de 2017

00:00 - Mais rusga

Domingo, 21 de maio de 2017

00:00 - Otimismo

Sábado, 20 de maio de 2017

00:00 - Cancelado

Sexta, 19 de maio de 2017

00:00 - Devassa

Quinta, 18 de maio de 2017

00:00 - CPI da Funai

Quarta, 17 de maio de 2017

00:00 - Romper ou não romper?

Terça, 16 de maio de 2017

00:18 - Viagem aos EUA

Domingo, 14 de maio de 2017

00:00 - Em pauta


 veja mais
Cuiabá, Quarta, 24/05/2017
 

GD Empregos

WhatsApp Twuitter
WhatsApp

Fogo Cruzado waze

titulo_jornal Quarta, 24/05/2017
7b718983308988510a4d6943f71dd371 anteriores




Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Na sua opinião, o Brasil é uma nação corrupta?



Logo_classifacil









Loja Virtual