Alan fica | Gazeta Digital

Quarta, 10 de maio de 2017, 00h00

Alan fica


A juíza Selma Rosane Santos Arruda, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, negou, no último dia 2, um recurso impetrado pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), que pedia o retorno do empresário Alan Ayoub Malouf, para o sistema carcerário e o manteve em prisão domiciliar. Malouf responde a processo na Operação Rêmora, acusado de liderar esquema de corrupção na Seduc. Foi preso em 14 de dezembro. Passados 10 dias, foi libertado na véspera de Natal.

Barraco geral

Esta é a primeira ação anunciada pela Corte de Contas depois da confusão protagonizada pelo governador Pedro Taques (PSDB) e o presidente do TCE, conselheiro Antonio Joaquim, envolvendo a solicitação de dados referentes à exportações de Mato Grosso.

Ilha da Banana

Discussão sobre a ‘Ilha da Banana’ precisa ir além da necessidade de demolição dos imóveis para abrir passagem às obras do VLT Cuiabá/Várzea Grande. A presença de dependentes químicos no local e de outras pessoas em situação de miséria absoluta também têm de ser uma preocupação das autoridades. Omissão e descaso em relação ao quadro social demonstram, no mínimo, a incapacidade do poder público em lidar com o tema, que vai além das cifras e prejuízos citados pelo atraso nas obras do modal.

Ilha da Banana 2

Ação humanitária em relação aos drogados é o que se pode esperar de todos os poderes, Executivo, Legislativo e Judiciário. Este último, aliás, dispõe de mecanismos como a Justiça Comunitária e a Comissão de Combate às Drogas, que sustentam uma interferência institucional. Mas, infelizmente ainda não vemos em Mato Grosso uma política pública estruturada neste sentido.

Ponto fraco

Governador Pedro Taques (PSDB) acusa o presidente do TCE de usar o cargo que exerce para fins eleitoreiros, uma vez que Antonio Joaquim já anunciou que deixará o posto na Corte de Contas visando à disputa em 2018. Querendo ou não, a saúde tem sido o calcanhar de Aquiles da gestão tucana. Crise com os municípios em razão de repasses atrasados, atraso na obra do novo Pronto-Socorro de Cuiabá porque o Executivo Estadual não está conseguindo cumprir com os pagamentos regularmente junto ao consórcio responsável pela construção e os funcionários dos Hospitais Regionais que reclamam pela falta de condição de trabalho por falta de recursos.

Mais confusão?

O Tribunal de Contas do Estado anunciou que está fazendo um levantamento sobre a situação operacional dos quatro hospitais regionais de Mato Grosso, que eram geridos por Organizações Sociais de Saúde (OSS) e hoje estão sob intervenção do Governo. São eles os Hospitais Regionais de Alta Floresta, Colíder, Sorriso e Metropolitano de Várzea Grande. O levantamento foi determinado pelo presidente do Tribunal de Contas, conselheiro Antonio Joaquim, em razão do atual panorama financeiro e administrativo das unidades.

Poucas & Boas

A Coordenadoria de Comunicação do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) deu início a um projeto que visa aproximar a população e simplificar o entendimento a respeito do Poder Judiciário: o Programa Judiciário Explica. Para estrear o trabalho, o presidente do TJMT, desembargador Rui Ramos, ministrou uma aula sobre audiência de custódia a 250 estudantes de Direito da Unic. O presidente reconhece a importância do programa no sentido de mudar o cenário social de que o Judiciário está distante das pessoas.

***

‘Pretendemos fazer isso não só conectados às universidades, mas também à população. Estamos buscando nos encontrar com as pessoas da comunidade para falar de assuntos típicos do Judiciário, que são assuntos que envolvem diretamente a população com repercussão enorme de muito significado diante das condições que o Brasil passa hoje”, destaca o presidente.

***

Na sessão desta terça-feira (9), da Câmara Municipal, os vereadores aprovaram, por unanimidade, requerimento de autoria do vereador Dilemário Alencar (PROS) convocando o diretor-geral da Ecopav Soluções Urbanas, Romoaldo Neto, para explicar, no plenário do legislativo cuiabano, a falta de regularidade na coleta de lixo nos bairros de Cuiabá. A sabatina está marcada para o próximo dia 16.

***

Na justificativa de seu requerimento, o vereador disse que tomou essa iniciativa diante da informação do secretário municipal de Serviços Urbanos de que os pagamentos pelos serviços prestados pela Ecopav estão em dia e a concessionária já foi notificada pela precariedade na prestação dos serviços de coleta de lixo.

***

‘Mesmo a prefeitura estando em dia com suas obrigações junto à Ecopav, as reclamações sobre a falta de regularidade na coleta continuam‘, disse o vereador Dilemário.
 



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Terça, 30 de maio de 2017

00:00 - Melhor esquecer

Segunda, 29 de maio de 2017

00:00 - Expondo dados

Domingo, 28 de maio de 2017

00:00 - Monopólio

Sábado, 27 de maio de 2017

00:00 - Comparação

Sexta, 26 de maio de 2017

00:00 - Queda de braço

Quinta, 25 de maio de 2017

00:00 - A saúde grita

Quarta, 24 de maio de 2017

00:00 - Turismo

Terça, 23 de maio de 2017

00:00 - VLT no pacote

Segunda, 22 de maio de 2017

00:00 - Mais rusga

Domingo, 21 de maio de 2017

00:00 - Otimismo


 veja mais
Cuiabá, Terça, 30/05/2017
 

GD Empregos

WhatsApp Twuitter
WhatsApp

Fogo Cruzado waze

titulo_jornal Terça, 30/05/2017
Fe9ca0ce9e105fd40f8300de3ceeb433 anteriores




Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Na sua opinião, as novas gerações estão menos preocupadas com a ameaça da Aids?



Logo_classifacil









Loja Virtual