Contagem regressiva | Gazeta Digital

Sábado, 06 de maio de 2017, 00h00

Contagem regressiva


Está chegando ao fim o prazo estipulado pelo prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) para que os novos dirigentes da CAB Cuiabá anunciem as medidas que pretendem tomar a frente da concessão dos serviços de água e esgotamento sanitário. Caso não apresentem o plano de investimentos até o dia 30 deste mês, o chefe do Executivo municipal já anunciou que romperá o contrato com a CAB. A medida extrema vem sendo anunciada desde o período da campanha eleitoral. Mesmo com a concessão dos serviços e a previsão contratual de que a água seria universalizada em 3 anos e haveria tratamento total do esgoto produzido em 10 anos na capital, nada disso foi cumprido pela empresa vencedora do certame.

Mudança

Por mais que integrantes do PSB tenham ficado descontentes com o rumo que a Executiva Nacional tomou ao anunciar a destituição da comissão provisória em Mato Grosso, mudar de legenda não é assim tão simples. É preciso esperar a janela partidária que se abrirá no próximo ano. Caso contrário, correm o risco de perder o mandato.

Conciliação

Embora tenha sido cogitada a possibilidade de debandada do partido, os ânimos acalmaram, muito em razão do perfil conciliador do deputado federal Fábio Garcia (PSB). Nos bastidores o que se comenta é que se a direção do partido estivesse nas mãos do deputado federal Adilton Sachetti (PSB), o entendimento seria outro.

Internacional

Segundo o secretário Wilson Santos (PSDB), toda a estrutura para receber voos internacionais no aeroporto Marechal Rondon já está concluída. “Não falta mais nada. Está pronto. Faltam apenas os aviões. Com a queda do avião da Lamia, que vitimou 71 pessoas, a Bolívia não está dando autorização para a Azul realizar este voo, que era para estar acontecendo desde fevereiro”. Conforme Santos, a Azul deve realizar dois voos semanais. Outra versão de bastidor é que o ministro responsável por este setor na Bolívia é empresário aeroviário e teria interesse na linha.

Entrega

Na próxima terça-feira (9), às 11 horas, ocorre a entrega da reforma das alas A e B do Aeroporto Internacional Marechal Rondon. A informação foi prestada pelo secretário estadual de Cidades, Wilson Santos (PSDB). “As alas A e B serão entregues, com as três pontes aéreas, chamadas de fingers, funcionando, a sala de embarque e desembarque internacional pronta, climatização pronta, as portas automáticas perfeitas”, disse Santos.

Faz-me rir

Em entrevista concedida ao programa Tribuna CBN, da Rádio CBN Cuiabá, o secretário de Mobilidade Urbana da capital, Antenor Figueiredo, soltou a seguinte pérola: “gostaria de ter encontrado a pasta muito melhor do que deixei”. Ele foi substituído, ainda na gestão de Mauro Mendes (PSB), por Thiago França, que fez um trabalho diferenciado à frente do cargo.

Poucas & Boas

O curso foi elogiado pelos representantes das empresas convidadas e a conciliação entendida como forma de resolver conflitos e inadimplência. ‘Em Várzea Grande existe uma cultura difícil e problemas estruturais antigos que nós estamos começando a resolver. Uma delas é a inadimplência e os religamentos irregulares das unidades cortadas, o chamado gato. Aos poucos vamos tentando reduzir esse número de inadimplência. Por meio de mutirões de conciliação tentamos buscar uma via mais rápida e amigável para a solução dos conflitos.‘, explicou o Diretor Comercial do DAE, Sandro Campos. Campos informou que o município conta com aproximadamente 80 mil unidades consumidoras e destas 45% (cerca de 36 mil) estão inadimplentes.

***

O Núcleo de Conciliação em Técnicas de Mediação Judicial (Nepemec) realizou palestra de capacitação com profissionais da Distribuidora de Energia S/A (Energisa Mato Grosso) e do Departamento de Água e Esgoto de Várzea Grande (DAE-VG). A qualificação teve o objetivo de melhorar a relação das empresas com os consumidores dos serviços essenciais de água e energia. De acordo com o Instrutor do Nupemec, Ubiracy Nogueira Félix, o Tribunal de Justiça de Mato Grosso pretende disseminar a cultura da conciliação e resolução pacífica de questões. ‘A capacitação gira em torno de 4 horas e nosso objetivo é mostrar métodos adequados para tratar dos conflitos.

***

“Como que isso é feito? É feito mostrando que o cliente possui uma história e necessidades. Tratamos hoje das negociações, mas a empresa precisa ter a abertura necessária para isso - apesar da burocracia e questões que travam esse contato. O interesse é despertar nesses representantes de empresas a cultura da conciliação, da paz e da comunicação clara e objetiva. Se a sociedade adotasse o método da conciliação, evitaríamos a demanda judicial, o desgaste financeiro, psicológico e de tempo‘, explicou.
 



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Sábado, 27 de maio de 2017

00:00 - Comparação

Sexta, 26 de maio de 2017

00:00 - Queda de braço

Quinta, 25 de maio de 2017

00:00 - A saúde grita

Quarta, 24 de maio de 2017

00:00 - Turismo

Terça, 23 de maio de 2017

00:00 - VLT no pacote

Segunda, 22 de maio de 2017

00:00 - Mais rusga

Domingo, 21 de maio de 2017

00:00 - Otimismo

Sábado, 20 de maio de 2017

00:00 - Cancelado

Sexta, 19 de maio de 2017

00:00 - Devassa

Quinta, 18 de maio de 2017

00:00 - CPI da Funai


 veja mais
Cuiabá, Sábado, 27/05/2017
 

GD Empregos

WhatsApp Twuitter
WhatsApp

Fogo Cruzado waze

titulo_jornal Sábado, 27/05/2017
A15215da12928356f3b205355fe27350 anteriores




Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

O que o poder público deve fazer para acabar com áreas conhecidas como cracolândias nas cidades?



Logo_classifacil









Loja Virtual