Briga judicial pode atrasar obra no Ceará | Gazeta Digital

Terça, 13 de fevereiro de 2018, 09h23

Brasil

Briga judicial pode atrasar obra no Ceará


Estadao

A Fraport Brasil - Fortaleza, concessionária do aeroporto da capital cearense, trabalha para conseguir o empréstimo do Banco do Nordeste (BNB) ainda no primeiro semestre, mas as obras do projeto podem atrasar.

Reprodução

Concessionária do aeroporto da capital cearense, trabalha para conseguir o empréstimo do Banco do Nordeste (BNB) já no primeiro semestre

A concessionária está em meio a uma disputa judicial e diz que não começará as obras enquanto o imbróglio não for resolvido. O início das intervenções no terminal de passageiros depende de autorização da Justiça para a demolição de obras que antes eram tocadas pela Infraero, segundo a Fraport. A estatal nega.

Segundo a assessoria de imprensa da Infraero, há cinco processos na 14ª Vara da Justiça Federal do Distrito Federal relacionados às obras de expansão do Aeroporto de Fortaleza, envolvendo a estatal e o Consórcio CPM Novo Fortaleza, contratado para executar obras.

Só que em nenhum dos processos há ‘decisão judicial que tenha embargado as obras, ou determinado que elas tenham de permanecer no estágio em que se encontram, ou estabelecido que elas não podem ser continuadas‘.

A Infraero informou ainda que a Fraport entrou num dos cincos processos judiciais, ‘postulando autorização judicial a fim de que pudesse realizar estudos, mapeamentos e testes para projetar a retomada da expansão do aeroporto‘. Esse pedido foi aceito pela Justiça.

Mesmo assim, a multinacional alemã alega que a autorização judicial foi apenas para a realização de testes técnicos e não incluiria, por exemplo, demolições. ‘Se não tivermos uma solução de curto prazo da corte, teremos atrasos, sim‘, admitiu Andreea Pal, CEO da Fraport Brasil - Fortaleza.

Construção

No fim do mês passado, a concessionária anunciou a contratação do consórcio construtor formado pelas empreiteiras Método e Passarelli para tocar as obras, que somam investimento de R$ 800 milhões.

A Fraport também contratou outro consórcio, formado pelas construtoras HTB, Tedesco e Barbosa Mello, para tocar as obras no Aeroporto de Porto Alegre. A expectativa, no caso do terminal gaúcho, é começar as obras mês que vem. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Terça, 24 de abril de 2018

16:46 - Usuário de maconha terá aplicativo para monitorar danos causados pela droga

14:55 - Carro onde estava Marielle Franco passará por nova perícia

14:49 - Polícia busca homem suspeito de mandar matar genro por ser negro

13:25 - Tropas cercam morros do Rio que lutam pelo controle do tráfico

09:59 - Morador de rua é espancado com taco em frente a padaria em SP

09:45 - Mais de 17 milhões de brasileiros até 14 anos vivem na pobreza

Segunda, 23 de abril de 2018

19:00 - Procuradoria dá cinco dias ao Incra para pedir reintegração de terras no Pará

17:35 - Menina que sofreu estupro coletivo em Praia Grande passa por pronto-socorro

15:57 - Criança de 11 anos é estuprada por 14 homens em baile funk no litoral

15:48 - Agência brasileira levará pessoas ao espaço por 250 mil dólares em 2020


 veja mais
Cuiabá, Terça, 24/04/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Terça, 24/04/2018
F07df325ee82be3e6dacdf41b9f307dc anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Você confia nos resultados de pesquisas eleitorais?




Logo_classifacil









Loja Virtual