Secretaria abre investigação sobre diligência na casa de filho de Lula | Gazeta Digital

Quarta, 11 de outubro de 2017, 20h02

drogas

Secretaria abre investigação sobre diligência na casa de filho de Lula


Agência Brasil

O secretário da Segurança Pública do estado de São Paulo, Mágino Alves Barbosa Filho, determinou hoje (11) a instauração de procedimento administrativo para apurar em que condições ocorreu a diligência de busca e apreensão realizada ontem na casa de Marcos Cláudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula. O delegado responsável pela diligência também foi afastado do caso.

Ontem, a casa de Marcos Cláudio, em Paulínia, no interior paulista, foi alvo de uma diligência de busca e apreensão realizada pela Polícia Civil. O mandado para a ação foi emitido pela juíza Marta Brandão Pistelli, da 2ª Vara do Foro de Paulínia.

Segundo o pedido da Polícia Civil para a autorização da busca e apreensão, uma denúncia anônima apontou que o endereço estava sendo utilizado para armazenamento de grande quantidade de drogas e armas. O pedido dizia ainda que investigadores permaneceram em campana no endereço citado, percebendo grande movimentação de pessoas.

De acordo com a juíza Marta, o pedido não identificava o morador da residência e veio instruído com documentos e relatório firmado por três investigadores. Além disso, a solicitação foi remetida ao Ministério Público, que opinou favoravelmente ao deferimento da busca e apreensão.

“Nada relacionado ao tráfico de drogas foi encontrado. A autoridade policial deliberou por apreender documentos e computadores, sob o argumento de possível relação com o crime investigado. Na data de hoje, após pedido formalizado pelo advogado constituído pelo Sr. Marcos, foi deferida a restituição de todos os objetos apreendidos, dada a ausência de relação com o objeto do processo”, disse a juíza em nota.

O advogado do ex-presidente Lula, Cristiano Zanin Martins, criticou a ação da polícia e a classificou como abusiva. “A busca e apreensão, feita a partir de denúncia anônima e sem base, não encontrou no local o porte de qualquer bem ou substância ilícita, o que é suficiente para revelar o caráter abusivo da medida”. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Terça, 17 de outubro de 2017

13:18 - Justiça mantém preso comandante de UPP por porte de arma ilegal

13:05 - Polícia Civil deflagra operação para prender ladrões de carros no DF

10:35 - Sobe número de denúncias contra suspeito de estupro nos Jardins

09:57 - Igreja defende alimento granulado de Doria; entidade critica

09:34 - Planos rejeitam até 30% das indicações de cirurgia após reavaliação médica

Segunda, 16 de outubro de 2017

17:34 - Redação do Enem que desrespeitar direitos humanos pode receber nota zero

17:08 - Enfermeiros protestam no Rio contra decisão judicial que limita sua atuação

15:31 - Ministério da Saúde quer melhorar atendimento a pacientes indígenas

14:54 - MEC prorroga para novembro prazo de aditamento do Fies

10:12 - Quadrilha explode cofre de empresa, ataca quartel e mata policial


 veja mais
Cuiabá, Terça, 17/10/2017
 
Facebook Instagram
GDEnem

Fogo Cruzado
titulo_jornal Terça, 17/10/2017
D2bab0a64433d8a82c0d6ba1796fedd3 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Executivo não irá encaminhar um novo projeto de suplementação orçamentária à Câmara.




Logo_classifacil









Loja Virtual