SUS vai distribuir insulina mais moderna a crianças e adolescentes com diabetes | Gazeta Digital

Quarta, 11 de outubro de 2017, 15h23

começo de 2018

SUS vai distribuir insulina mais moderna a crianças e adolescentes com diabetes


Agência Brasil

A partir do começo de 2018, unidades do Sistema Único de Saúde (SUS) distribuirão doses de insulina análoga, um medicamento mais moderno e de efeito mais rápido, a 100 mil crianças com diabetes mellitus do tipo 1. A substância será armazenada em uma embalagem em formato de caneta, o que deverá facilitar o manuseio durante a aplicação, o reúso do recipiente e seu transporte. O anúncio foi feito hoje (11) pelo governo federal.

Em um primeiro ciclo, o medicamento será fornecido a crianças e jovens entre 10 e 14 anos, faixa etária em que a doença se manifesta de maneira mais intensa e necessita de uma resposta corpórea mais imediata. Se não tratada, a diabetes mellitus do tipo 1 pode causar danos irreversíveis ao sistema neurológico e dificuldade de aprendizagem. Os pacientes poderão obter o medicamento em postos de saúde e unidades da Farmácia Popular.

Foto: Reprodução

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, anuncia distribuição de novo medicamento a crianças com diabetes

“Será um grande conforto para essas crianças e uma segurança, à medida que elas tenham a condição de se adaptar melhor”, disse o ministro da Saúde, Ricardo Barros.
 

Ação mais rápida

Segundo o ministério, a insulina análoga apresenta diversas vantagens em relação às versões mais comumente utilizadas. Ao contrário da insulina regular (que tem estrutura idêntica à insulina humana) e da NPH (mistura de protamina e zinco), que devem ser aplicadas entre 30 e 45 minutos antes do início das refeições e ao dormir, a insulina análoga deve ser injetada imediatamente antes das refeições, segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD).

A ação no organismo leva apenas de 10 a 15 minutos, muito menos que os outros dois tipos, que agem a partir de 30 minutos, no caso da regular, e de uma a três horas, quando usada a NPH.

O governo investiu R$ 135 milhões na compra de 8 milhões de unidades do novo insumo. A próxima etapa, ainda sem data definida, é estender a distribuição da insulina análoga a adultos.

O grupo com prioridade na fila da distribuição corresponde a 1% do total de crianças brasileiras com a doença, que é de 1 milhão. De acordo com a SBD, a cada ano, no mundo, 440 mil crianças desenvolvem o diabetes. Hoje, de acordo com a Vigitel 2016, uma sondagem que acompanha doenças crônicas no país, o diabetes cresceu 8,9% entre a população adulta. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Terça, 17 de outubro de 2017

09:34 - Planos rejeitam até 30% das indicações de cirurgia após reavaliação médica

Segunda, 16 de outubro de 2017

09:22 - MPE requer em ação que Estado repasse mais de um milhão a hospital

Domingo, 15 de outubro de 2017

15:30 - Hospital alerta sobre necessidade de vacinar contra sarampo e rubéola

Sexta, 13 de outubro de 2017

08:24 - Governo libera 1ª parcela da ajuda voluntária aos hospitais filantrópicos

08:20 - Estado assume gestão do Hospital Regional em Cáceres

Terça, 10 de outubro de 2017

15:07 - Governo libera R$ 33 milhões para ampliar atendimento do Samu

13:47 - Fome sobe 6% na América Latina em 2016 e obesidade segue em alta, diz FAO

08:10 - SES apresenta plano de ação que define medidas até 2018

Segunda, 09 de outubro de 2017

15:27 - OMS inicia amanhã campanha mundial de vacinação contra cólera

Domingo, 08 de outubro de 2017

10:41 - Começa segunda-feira obra de reforma da entrada do HUJM


// leia também

Terça, 17 de outubro de 2017

13:18 - Justiça mantém preso comandante de UPP por porte de arma ilegal

13:05 - Polícia Civil deflagra operação para prender ladrões de carros no DF

10:35 - Sobe número de denúncias contra suspeito de estupro nos Jardins

09:57 - Igreja defende alimento granulado de Doria; entidade critica

Segunda, 16 de outubro de 2017

17:34 - Redação do Enem que desrespeitar direitos humanos pode receber nota zero

17:08 - Enfermeiros protestam no Rio contra decisão judicial que limita sua atuação

15:31 - Ministério da Saúde quer melhorar atendimento a pacientes indígenas

14:54 - MEC prorroga para novembro prazo de aditamento do Fies

10:12 - Quadrilha explode cofre de empresa, ataca quartel e mata policial

09:41 - Festa em Salvador termina com 11 pessoas baleadas


 veja mais
Cuiabá, Terça, 17/10/2017
 
Facebook Instagram
GDEnem

Fogo Cruzado
titulo_jornal Terça, 17/10/2017
D2bab0a64433d8a82c0d6ba1796fedd3 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Executivo não irá encaminhar um novo projeto de suplementação orçamentária à Câmara.




Logo_classifacil









Loja Virtual