Mortes por atropelamento avançam 46% em SP | Gazeta Digital

Quinta, 20 de abril de 2017, 11h26

Mortes por atropelamento avançam 46% em SP


Estadao

As mortes por atropelamento tiveram aumento de 46% da cidade de São Paulo no mês de fevereiro, na comparação com o mesmo mês de 2016. Os dados são do Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo (Infosiga), coletados com base nos registros de boletins de ocorrência da polícia. As ocorrências subiram de 26, em fevereiro de 2016, para 38, no mês passado.

O mapa que localiza as mortes de pedestres na cidade, também produzido pelo Infosiga, mostra que as ocorrências foram espalhadas pela cidade, com sete casos registrados no centro expandido.

As Marginais do Tietê e do Pinheiros não tiveram registro de mortes de pedestres - houve um óbito, de um motociclista. As vias tiveram aumento dos limites de velocidade determinado pela gestão João Doria (PSDB). A medida causou polêmica e é discutida na Justiça.

Assim, há dúvidas sobre as causas do aumento. ‘É esperado que ocorra aumento nos acidentes de trânsito conforme a economia volte a aquecer‘, diz o consultor de mobilidade Flamínio Fischmann, ao destacar que a análise de um único mês não é precisa para revelar tendências. ‘É preciso um período maior‘, destaca.

Por outro lado, os dados já podem ser vistos como um ‘sinal amarelo‘, segundo outro consultor da área, Horácio Augusto Figueira. ‘É um indício de que alguma coisa precisa ser revista. Os tempos semafóricos para pedestres, por exemplo, não têm sido mexidos‘, afirma.

A própria Prefeitura vem divulgando aumento no número de agentes de trânsito nas Marginais, que foram deslocados de outras áreas da cidade. Para Figueira, a falta de fiscalização nos bairros pode ser uma explicação. ‘O cobertor é curto‘, afirma. ‘A Prefeitura deveria investir em fiscalização aleatória de veículos, um método mais científico‘, argumenta.

As mortes na capital puxaram um aumento desse tipo de óbito no Estado como um todo, que teve alta de 40% nos atropelamentos - de 107 casos em fevereiro de 2016 para 150 no mês passado.

Mortes

Ainda segundo o Infosiga, o número de mortes no trânsito em 2016 caiu 15% na comparação com o ano anterior. Em janeiro de 2017, comparando com o mesmo mês de 2016, a queda foi ainda maior: 26%. No mês de fevereiro, no entanto, o ritmo de redução das mortes desacelerou e a cidade apresentou sua menor taxa de queda nas mortes desde que o Infosiga foi criado, em 2015, com uma diminuição de 3,9% nos acidentes fatais.

Ao todo, no mês de fevereiro, 74 pessoas morreram em acidentes de trânsito na cidade, ante 77 no mesmo período de 2016 - o carnaval, um feriado prolongado que sempre dificulta comparações, ocorreu no mês de fevereiro nos dois anos. Mas fevereiro do ano passado teve um dia a mais. Assim, a média nos dois períodos foi de 2,6 casos por dia.

Já o número de mortes no Estado como um todo ficou estável, com 415 registros em fevereiro de 2017 e 414 no mesmo mês de 2016. A média de 2016 foi de 440 mortes por mês e fevereiro havia sido, no ano passado, o mês com o menor índice de ocorrências.

Voltando à capital, o número de mortes de motociclistas teve pequena baixa: de 25 casos em fevereiro de 2016 para 21 no mês passado (16%).

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), responsável por organizar e fiscalizar o trânsito da cidade, foi procurada para comentar o aumento dos atropelamentos na capital. Em nota, afirmou que não competia a ela comentar estudos feitos por outro órgãos. ‘Os dados do Infosiga são mais uma contribuição para a análise dos acidentes ocorridos na cidade de São Paulo‘, diz a CET. 



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Segunda, 26 de junho de 2017

09:49 - Dois meses após morte de soldados em lago de quartel, mães estão sem respostas

Quinta, 22 de junho de 2017

08:38 - Dependentes deixam Praça Princesa Isabel e retornam à antiga Cracolândia

Quarta, 21 de junho de 2017

13:47 - Pai espanca filha de dois meses até a morte durante consulta da mulher

09:02 - Assistente social da Prefeitura é detida pela Polícia Militar na Nova Cracolândia

Segunda, 19 de junho de 2017

14:22 - Menino de 9 anos brinca com arma e mata primo de 7 em Mira Estrela

Sexta, 16 de junho de 2017

09:53 - Guarda Municipal tenta impedir distribuição de alimentos na 'Nova Cracolândia'

Quarta, 14 de junho de 2017

10:01 - Detento engole dez celulares mas é flagrado por agentes de presídio paulista

Terça, 13 de junho de 2017

11:17 - Após ação, usuários lotam contêineres no centro de SP

10:59 - Homem que filmou jovem sendo tatuado na testa foi condenado por roubo

09:30 - Despejado da Cracolândia, idoso dorme na calçada da avenida Paulista


// leia também

Terça, 27 de junho de 2017

19:22 - Ataque cibernético global atinge computadores também no Brasil

18:15 - Mulher faz próprio parto em banheiro de terminal de ônibus e abandona bebê

17:09 - Ministério vai assinar acordo com a indústria para reduzir açúcar em alimentos

16:10 - PM fere homem em ação e protesto de moradores fecha linha da CPTM

08:30 - Ônibus é incendiado na zona leste de São Paulo

Segunda, 26 de junho de 2017

14:47 - Anvisa suspende venda e uso de lotes de anticoncepcional Gynera

14:03 - Plano de saúde é a terceira conquista mais desejada pelos brasileiros

13:33 - Convocação de candidatos da lista de espera do Sisu começa hoje

11:24 - MEC divulga resultado da lista de espera do ProUni

09:40 - Pesquisa de diabete avança e já livra paciente de insulina por mais de 10 anos


 veja mais
Cuiabá, Quarta, 28/06/2017
 

GD Empregos

WhatsApp Twuitter
WhatsApp

Fogo Cruzado
titulo_jornal Quarta, 28/06/2017
709682c66590260fb3edf747d9f8deb8 anteriores




Indicadores Econômicos

Indicadores Agropecuário

Mais Lidas Enquete

Profissionais de saúde devem ser obrigados a registrarem nos prontuários de atendimento médico os indícios de violência contra a mulher?




waze

Logo_classifacil









Loja Virtual