Quinta, 20 de abril de 2017, 11h26

Mortes por atropelamento avançam 46% em SP


Estadao

As mortes por atropelamento tiveram aumento de 46% da cidade de São Paulo no mês de fevereiro, na comparação com o mesmo mês de 2016. Os dados são do Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo (Infosiga), coletados com base nos registros de boletins de ocorrência da polícia. As ocorrências subiram de 26, em fevereiro de 2016, para 38, no mês passado.

O mapa que localiza as mortes de pedestres na cidade, também produzido pelo Infosiga, mostra que as ocorrências foram espalhadas pela cidade, com sete casos registrados no centro expandido.

As Marginais do Tietê e do Pinheiros não tiveram registro de mortes de pedestres - houve um óbito, de um motociclista. As vias tiveram aumento dos limites de velocidade determinado pela gestão João Doria (PSDB). A medida causou polêmica e é discutida na Justiça.

Assim, há dúvidas sobre as causas do aumento. ‘É esperado que ocorra aumento nos acidentes de trânsito conforme a economia volte a aquecer‘, diz o consultor de mobilidade Flamínio Fischmann, ao destacar que a análise de um único mês não é precisa para revelar tendências. ‘É preciso um período maior‘, destaca.

Por outro lado, os dados já podem ser vistos como um ‘sinal amarelo‘, segundo outro consultor da área, Horácio Augusto Figueira. ‘É um indício de que alguma coisa precisa ser revista. Os tempos semafóricos para pedestres, por exemplo, não têm sido mexidos‘, afirma.

A própria Prefeitura vem divulgando aumento no número de agentes de trânsito nas Marginais, que foram deslocados de outras áreas da cidade. Para Figueira, a falta de fiscalização nos bairros pode ser uma explicação. ‘O cobertor é curto‘, afirma. ‘A Prefeitura deveria investir em fiscalização aleatória de veículos, um método mais científico‘, argumenta.

As mortes na capital puxaram um aumento desse tipo de óbito no Estado como um todo, que teve alta de 40% nos atropelamentos - de 107 casos em fevereiro de 2016 para 150 no mês passado.

Mortes

Ainda segundo o Infosiga, o número de mortes no trânsito em 2016 caiu 15% na comparação com o ano anterior. Em janeiro de 2017, comparando com o mesmo mês de 2016, a queda foi ainda maior: 26%. No mês de fevereiro, no entanto, o ritmo de redução das mortes desacelerou e a cidade apresentou sua menor taxa de queda nas mortes desde que o Infosiga foi criado, em 2015, com uma diminuição de 3,9% nos acidentes fatais.

Ao todo, no mês de fevereiro, 74 pessoas morreram em acidentes de trânsito na cidade, ante 77 no mesmo período de 2016 - o carnaval, um feriado prolongado que sempre dificulta comparações, ocorreu no mês de fevereiro nos dois anos. Mas fevereiro do ano passado teve um dia a mais. Assim, a média nos dois períodos foi de 2,6 casos por dia.

Já o número de mortes no Estado como um todo ficou estável, com 415 registros em fevereiro de 2017 e 414 no mesmo mês de 2016. A média de 2016 foi de 440 mortes por mês e fevereiro havia sido, no ano passado, o mês com o menor índice de ocorrências.

Voltando à capital, o número de mortes de motociclistas teve pequena baixa: de 25 casos em fevereiro de 2016 para 21 no mês passado (16%).

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), responsável por organizar e fiscalizar o trânsito da cidade, foi procurada para comentar o aumento dos atropelamentos na capital. Em nota, afirmou que não competia a ela comentar estudos feitos por outro órgãos. ‘Os dados do Infosiga são mais uma contribuição para a análise dos acidentes ocorridos na cidade de São Paulo‘, diz a CET. 



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Terça, 25 de abril de 2017

10:26 - Roubo de fios apaga semáforos em SP

08:59 - Três militares morrem durante treinamento aquático em Barueri

Segunda, 24 de abril de 2017

15:05 - Sidão admite que atuou com dores para tentar se firmar no São Paulo

Quarta, 19 de abril de 2017

08:40 - Pai faz greve de fome por transplante multivisceral para o filho

Terça, 18 de abril de 2017

15:08 - Mãe esfaqueia filho de 3 anos para 'educar' e acaba presa

14:38 - Idosa de 78 anos é agredida por enfermeiro dentro de hospital - Veja vídeo

Segunda, 17 de abril de 2017

08:22 - Morte de casal de adolescentes em hotel de luxo ainda é cercada de mistérios

Domingo, 16 de abril de 2017

09:10 - São Paulo é uma cidade dos anos 70: 1/4 dos imóveis é daquela década

Sexta, 14 de abril de 2017

10:07 - Ceni admite 'desvantagem grande' após revés, mas já projeta clássico de domingo

Quinta, 13 de abril de 2017

11:18 - MPE investiga festas regadas a álcool feitas por alunos de escolas tradicionais


// leia também

Quarta, 26 de abril de 2017

17:23 - Morre em Brasília o jornalista Carlos Chagas

15:55 - 1 em cada 10 jovens brasileiros sofre de hipertensão arterial

15:44 - Ministério da Justiça determina que PF investigue envolvidos no jogo Baleia Azul

14:31 - Café pode diminuir risco de câncer de próstata, diz estudo

14:24 - Associação contesta adiamento do fim do sinal analógico das TVs

10:24 - Mais de 8 milhões trabalham em condições piores do que o contratado

10:22 - País tem 1,5 milhão de pessoas presas ao trabalho por dívida com empregador

10:16 - Professores particulares aderem à greve contra reformas e pais se revoltam

08:20 - Núcleo do PCC planejou resgate de Marcola e megarroubo em Ciudad del Este

07:24 - PF desarticula quadrilha especializada em lavagem internacional de dinheiro


 veja mais
Cuiabá, Quinta, 27/04/2017
 

WhatsApp Twuitter
WhatsApp

Fogo Cruzado waze

titulo_jornal Quinta, 27/04/2017
32d16ba8179c555dc6f723de0bbcff0d anteriores




Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Uma das maiores premiações da história da Mega-Sena saiu para Jaciara. Se você fosse um dos felizardos, o que faria com o dinheiro?



Logo_classifacil









Loja Virtual