EUA cancelam visto temporário a 250 mil salvadorenhos que vivem no país | Gazeta Digital

Segunda, 08 de janeiro de 2018, 15h04

mundo

EUA cancelam visto temporário a 250 mil salvadorenhos que vivem no país


Agência Brasil

O governo dos Estados Unidos decidiu nesta segunda-feira (8) cancelar o Status de Proteção Temporária (TPS), da sigla em inglês) para mais de 250 mil salvadorenhos, mas dará um período de 18 meses, até setembro de 2019, para que eles deixem o país ou busquem uma via alternativa para a regularização da estadia, informou um funcionário do alto escalão do Executivo à agência EFE.

Reprodução

O Departamento de Segurança Nacional (DHS, da sigla em inglês) justificou a decisão ao afirmar que "já não existem as condições originais" provocadas pelos devastadores terremotos de 2001 em El Salvador, razão pela qual foi concedida a proteção a um total de 263.282 salvadorenhos até o fim de 2016, segundo dados oficiais divulgados para a Agência EFE.

Ao ser questionado sobre se foram levados em consideração os altos níveis de violência no país centro-americano na hora de tomar a decisão, razão pela qual ativistas pediram a prorrogação do TPS, o funcionário enfatizou que só foram considerados os aspectos pelos quais a proteção temporária foi concedida e nenhum outro.

O porta-voz insistiu que o período de 18 meses permitirá que os afetados pela medida "preparem sua partida" para seu país de origem ou busquem outra maneira de ficar nos Estados Unidos legalmente.

O governo de El Salvador, a comunidade salvadorenha nos Estados Unidos e ativistas pró-imigrantes vinham batalhando sem descanso nos últimos meses pela manutenção do TPS, ou pelo menos para a sua prorrogação por seis meses, como o governo fez com o programa para os hondurenhos.

O Executivo de Donald Trump, no entanto, decidiu aplicar sua linha dura migratória e encerrar o programa para os salvadorenhos, após ter feito o mesmo com o benefício para nicaraguenses e haitianos.

Os EUA decidiram conceder esta proteção aos salvadorenhos que estavam no país em fevereiro de 2001, após os devastadores terremotos em El Salvador naquele ano, mas a medida deu proteção migratória a outros cidadãos do país centro-americano que tinham chegado décadas antes, nos anos 1980 e 1990, fugindo da guerra civil e de suas consequências.

Permissão temporária

Sob a Presidência do republicano George H.W. Bush (1989-1993), o Congresso dos EUA estabeleceu um procedimento que permitia ao governo conceder, de maneira extraordinária, uma permissão temporária de residência e trabalho aos cidadãos de países afetados por conflitos bélicos, epidemias e desastres naturais: o TPS.

Esta permissão não abria caminho para a residência permanente, nem para nenhum outro status de regulamentação migratória, por isso, com a decisão do governo dos Estados Unidos de não prorrogá-la, seus beneficiários terão de retornar a seus países de origem ou correrão o risco de serem deportados, caso decidam ficar nos EUA de forma irregular.

O argumento dos que defendem a manutenção do TPS 17 anos depois dos terremotos é que as condições em El Salvador, com enorme pobreza e criminalidade, não melhoraram para que os salvadorenhos que emigraram para os Estados Unidos possam retornar.

Além disso, os ativistas lembram que mais de 51% dos salvadorenhos com TPS viveram nos Estados Unidos durante pelo menos 20 anos, segundo o Centro para os Estudos sobre a Migração. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quinta, 18 de janeiro de 2018

14:44 - Democratas querem paralisar governo para encobrir reforma tributária, diz Trump

Quarta, 17 de janeiro de 2018

15:31 - Gigantes da internet depõem sobre terrorismo no Congresso dos EUA

Terça, 16 de janeiro de 2018

16:03 - Liberdades civis diminuem há 12 anos no mundo, aponta relatório

Sexta, 12 de janeiro de 2018

14:07 - Trump nega ter chamado Haiti e países africanos de 'buracos de merda'

Quinta, 11 de janeiro de 2018

14:55 - França, Reino Unido e Alemanha pedem que Trump não abandone acordo do Irã

Terça, 09 de janeiro de 2018

16:30 - Desejo ter o apoio bipartidário para a lei de imigração, diz Trump

Segunda, 08 de janeiro de 2018

16:16 - Incêndio deixa ao menos 2 feridos na Trump Tower em Nova York

12:14 - Governo Trump decide destino de 200 mil salvadorenhos que vivem nos EUA

Sábado, 06 de janeiro de 2018

10:46 - EUA ter frio intensificado neste fim de semana

Quinta, 04 de janeiro de 2018

15:08 - Parte dos EUA enfrenta onda de frio e neve, que deixa ao menos 17 mortos


// leia também

Quinta, 18 de janeiro de 2018

10:08 - Mortes provocadas por supremacistas brancos duplicam em um ano

10:03 - Portugal e Espanha desarticulam quadrilha que traficava cocaína em abacaxis

Quarta, 17 de janeiro de 2018

17:30 - Coreias vão participar juntas de cerimônia de abertura de Jogos de Inverno

15:26 - Região chilena é alvo de vários ataques incendiários antes de missa do papa

11:27 - Parlamento catalão se reúne para discutir futuro governo

10:18 - Macron receberá Merkel na sexta-feira para falar sobre futuro da Europa

10:04 - Temperatura de 55 graus negativos fecha escolas na Rússia

Terça, 16 de janeiro de 2018

16:11 - Metade da população da República Centro-Africana precisa de ajuda humanitária

10:35 - China está pronta para trabalhar com EUA na questão da Península Coreana, diz Xi

09:34 - Casa do terror; fotos revelam rotina de casal que acorrentava 13 filhos


 veja mais
Cuiabá, Sexta, 19/01/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Sexta, 19/01/2018
B4342464d885d68375f74fddbcec4a71 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

O governador Pedro Taques não vai liberar dinheiro para o Carnaval nos municípios. O que você acha disso?




Logo_classifacil









Loja Virtual