Nos EUA, Trump nega conluio entre sua campanha e Rússia e defende reforma tributária | Gazeta Digital

Sábado, 02 de dezembro de 2017, 18h30

Nos EUA, Trump nega conluio entre sua campanha e Rússia e defende reforma tributária


Estadao

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, não expressou qualquer preocupação com o fato de seu antigo conselheiro de segurança nacional, Michael Flynn, ter se declarado culpado de mentir para o FBI sobre seus contatos com a Rússia. O presidente enfatizou que não houve ‘conluio‘ entre a sua equipe de campanha e os russos. Três vezes, Trump disse a repórteres que foi demonstrado que ‘não houve conluio‘.

As observações do presidente na manhã deste sábado foram a sua primeira reação pública ao acordo de delação, no qual Flynn está cooperando com a investigação sobre a suposta interferência da Rússia na eleição presidencial norte-americana. Trump falou a repórteres ao sair da Casa Branca para dirigir-se a Nova York para eventos de arrecadação de fundos para causas beneficentes.

Mais cedo, o presidente fez dois comentários no Twitter sobre o projeto de reforma tributária nos EUA dos senadores republicanos, aprovado por 51 votos a 49 no Senado do país na madrugada deste sábado. Primeiro, logo após a votação, Trump disse que ‘estamos um passo mais perto de entregar grandes cortes de impostos para famílias trabalhadoras em toda a América‘. ‘Aguardo com expectativa para assinar um projeto final antes do Natal!‘

Depois, em novo tuíte, o presidente dos EUA reforçou o elogio, afirmando que ‘o maior projeto de lei fiscal e os maiores cortes fiscais da História acabaram de passar no Senado‘. ‘Agora, esses grandes republicanos irão para a passagem final. Obrigado aos republicanos da Câmara e do Senado pelo seu árduo trabalho e comprometimento!‘, afirmou Trump.

A Câmara dos Representantes havia aprovado um projeto de reforma tributária no mês passado. Com a aprovação no Senado, o Partido Republicano passa, então, para o período de ‘reconciliação‘, onde as propostas de deputados e senadores serão colocadas sobre a mesa. A partir das negociações, uma terceira e última proposta seria formada. Esse projeto final precisaria, então, ser votado tanto na Câmara quanto no Senado para ser aprovado e, a partir daí, passar para a sanção presidencial. A previsão de Trump é de que isso ocorra até o Natal.  

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Domingo, 14 de janeiro de 2018

10:02 - Administração Trump planeja novo poder de fogo nuclear para dissuadir conflitos

Quarta, 06 de dezembro de 2017

16:19 - Trump reconhece Jerusalém como capital de Israel e anuncia mudança de embaixada

Terça, 28 de novembro de 2017

16:43 - Líderes democratas dizem que não irão a reunião com Trump sobre teto da dívida

Domingo, 12 de novembro de 2017

12:54 - Trump chega às Filipinas para se reunir com líderes mundiais em cúpula da Asean

Quarta, 08 de novembro de 2017

09:37 - Um ano após vitória, Trump vê queda em popularidade e economia em alta

Sexta, 03 de novembro de 2017

16:23 - Perfil de Trump no Twitter é apagado e fica fora do ar por 11 minutos

Quarta, 01 de novembro de 2017

15:53 - Trump defende reforma na saúde nos EUA para permitir corte maior em tributos

Terça, 31 de outubro de 2017

15:15 - 'Não busco redução gradativa do imposto corporativo', diz Trump

Segunda, 30 de outubro de 2017

16:53 - Ex-assessor diz ter proposto encontro entre Trump e Putin durante campanha

Domingo, 29 de outubro de 2017

14:00 - Aprovação a Trump cai de 43% para 38%, diz pesquisa


// leia também

Domingo, 21 de janeiro de 2018

14:00 - Alemanha e França se comprometem a lançar novo acordo entre países neste ano

09:44 - EUA; democratas e republicanos trocam acusações de culpa por paralisação

09:35 - Talibã reivindica autoria de ataque contra hotel no Afeganistão

Sábado, 20 de janeiro de 2018

16:30 - Chef francês Paul Bocuse morre aos 91 anos

14:30 - Macron diz que Reino Unido não pode manter acesso à UE se não aceitar regras

14:00 - Sevilla derrota Espanyol, sobe na tabela e já ameaça o Real Madrid

12:30 - Paralisação do governo federal americano é incomum, mas não inédita

11:49 - Trump completa um ano de Casa Branca com o governo paralisado

10:21 - Índia diz que Paquistão fez novos ataques na Caxemira

10:03 - Governo efetiva extradição e Guilherme Longo retorna ao Brasil


 veja mais
Cuiabá, Segunda, 22/01/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Segunda, 22/01/2018
B4d605b0d0dc7c24992b546d8bbdc897 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Algum novato, de fora da política, pode surpreender nas eleições para presidente da República?




Logo_classifacil









Loja Virtual