Um ano após vitória, Trump vê queda em popularidade e economia em alta | Gazeta Digital

Quarta, 08 de novembro de 2017, 09h37

Mundo

Um ano após vitória, Trump vê queda em popularidade e economia em alta


Estadao

As bolsas de valores dos EUA batem recordes sucessivos, o desemprego está no mais baixo patamar em 17 anos e o índice de confiança dos consumidores é o maior desde 2004. Ainda assim, Donald Trump tem o mais baixo índice de aprovação da história para um presidente em seu primeiro ano de mandato.

Os 12 meses transcorridos desde sua surpreendente vitória – anunciada em 8 de novembro de 2016 – foram marcados por um estilo belicoso, normalmente traduzido em posts de 140 caracteres no Twitter, que acabaram aprofundando as divisões da sociedade americana.

Nesse período, a sombra da influência da Rússia na derrota de Hillary Clinton cresceu e levou aos primeiros indiciamentos de assessores de sua campanha. Pesquisa Washington Post/ABC News divulgada na semana passada mostrou que 49% dos entrevistados acreditam que o presidente provavelmente cometeu um crime no caso da Rússia.

“A percepção das pessoas em relação à economia está sendo influenciada pela percepção que elas têm de Trump em outras áreas”, avaliou Andrew Rudalevige, cientista político da Faculdade Bowdoin especializado em história presidencial dos Estados Unidos. “No atual clima de polarização, é difícil olhar os indicadores econômicos de maneira objetiva”, afirmou Rudalevige.

David Cohen, cientista político da Universidade de Akron, ressaltou que Trump herdou de Barack Obama uma economia que já mostrava números positivos. O presidente democrata assumiu o governo logo depois da crise financeira de 2008 e enfrentou um índice de desemprego de 10% em 2010. Quando ele deixou o governo, em janeiro deste ano, o indicador havia caído para 4,9% e a Bolsa de Valores acumulava 92 meses de alta.

“Trump tem sido um presidente extremamente controvertido, que exacerbou as divisões na sociedade americana”, ponderou Cohen. Série histórica do Instituto Gallup mostra que apenas 37% dos entrevistados aprovam a performance de Trump, enquanto 57% desaprovam.

Mas há um fosso sem precedentes entre a visão dos republicanos e a dos democratas. Entre os que pertencem ao partido do presidente, a avaliação positiva chega a 83%. O índice é de apenas 6% entre os que pertencem à legenda opositora, uma polarização que nunca havia sido registrada.

No seu discurso de vitória em Nova York, Trump prometeu que unificaria a sociedade americana. “Agora é o momento de a América curar as feridas da divisão”, afirmou. Desde então, suas ações e retórica aprofundaram a polarização.

“Os Estados Unidos estão polarizados a respeito de quase tudo e nós temos novas divisões que não tínhamos no passado”, afirmou Clifford Young, diretor do instituto de pesquisas Ipsos no país. Segundo ele, Trump estimulou o sentimento anti-imigrante e o “ressentimento branco” na população americana.

O presidente se recusou a condenar de maneira inequívoca supremacistas brancos e neonazistas que marcharam em Charlottesville em agosto e usou o Twitter e discursos para atacar jogadores da Liga Nacional de Futebol americano que se ajoelhavam durante a execução do hino nacional. A maioria deles era negra e o gesto era um protesto contra a violência policial direcionada a afro-americanos.

Young disse que mensagem semelhante aparece na reação distinta de Donald Trump diante do ataque terrorista em Nova York cometido por um imigrante e nos ataques a tiros em Las Vegas e Texas, perpetrados por homens brancos. O presidente prometeu restringir a imigração depois do ato em Nova York e atribuiu os outros dois massacres ao desequilíbrio mental de seus autores.

Rudalevige ressaltou que Trump celebra um ano de sua vitória sem implementar várias de suas principais promessas de campanha: a rejeição do Obamacare, a aprovação de uma reforma tributária e implementação de um pacote de investimentos em infraestrutura.

 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quinta, 21 de junho de 2018

19:30 - Ministro diz que medida de Trump que separa pais e filhos imigrantes é cruel

Sexta, 15 de junho de 2018

13:45 - Situação é insustentável, diz Trump sobre tarifas importações da China

Quinta, 14 de junho de 2018

15:03 - Agente do FBI disse que 'impediria' Trump de ser presidente em 2016

Sexta, 01 de junho de 2018

15:25 - Donald Trump diz que irá encontrar com Kim Jong-un no dia 12 de junho

Segunda, 28 de maio de 2018

15:54 - Equipe americana trabalha nos preparativos para cúpula histórica, diz Trump

Terça, 22 de maio de 2018

15:45 - Trump volta a colocar dúvidas sobre reunião com líder da Coreia do Norte

Terça, 08 de maio de 2018

15:30 - Donald Trump retira Estados Unidos do acordo nuclear com Irã

Segunda, 07 de maio de 2018

17:24 - Trump não participará de abertura de embaixada em Jerusalém

Sábado, 28 de abril de 2018

14:00 - Trump afirma que encontro com Coreia do Norte está sendo definido

Sexta, 27 de abril de 2018

18:52 - Britânicos querem 'American Idiot', do Green Day, na visita de Trump


// leia também

Segunda, 16 de julho de 2018

10:59 - Acidentes durante festejos da Copa do Mundo deixam dois mortos na França

09:02 - Trump culpa 'estupidez americana' por péssima relação com a Rússia

Domingo, 15 de julho de 2018

18:00 - Universidades de Portugal disputam estudantes brasileiros

17:00 - Contra França, PSDB barra até projeto de Alckmin na Assembleia

16:00 - Sobre Brexit, Trump me aconselhou a processar a União Europeia, diz May

15:10 - Alemanha vai receber 50 dos 450 imigrantes resgatados de pesqueiro pela Itália

09:50 - Israel e Hamas acertam trégua após embates mais intensos desde 2014

Sábado, 14 de julho de 2018

21:00 - Forças de segurança cercam estudantes nicaraguenses em igreja

17:00 - Iceberg gigante ameaça vilarejo na Groenlândia

15:00 - Polícia tenta localizar homem que voou sobre hotel onde está Trump na Escócia


 veja mais
Cuiabá, Segunda, 16/07/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Segunda, 16/07/2018
9f9f40805dad392c56e3de9c5f02d729 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Por que Luciano Huck, Datena e Roberto Justus desistiram da política?




Logo_classifacil









Loja Virtual