Trump restringe Obamacare e desobriga empresas de fornecer anticoncepcional de graça | Gazeta Digital

Sexta, 06 de outubro de 2017, 13h45

reforma de saúde

Trump restringe Obamacare e desobriga empresas de fornecer anticoncepcional de graça


Estadao

O governo do presidente americano, Donald Trump, anunciou nesta sexta-feira, 6, uma mudança no Obamacare, a reforma de saúde promulgada em 2010 por seu antecessor, que limitará a obrigação de as empresas fornecerem anticoncepcionais para funcionárias e suas dependentes. A decisão, na prática, pode fazer com que muitas americanas deixem de ter acesso a métodos de controle de natalidade gratuitamente.

A nova regulamentação emitida pelo Departamento de Saúde e Serviços Humanos permite que um grupo muito mais amplos de empregadores e planos de saúde se eximam da obrigação de fornecer, por exemplo, pílulas anticoncepcionais alegando questões religiosas ou morais.

Estadão conteúdo

Nova regulamentação do governo de Donald Trump permitirá que empresas deixem de fornecer métodos anticoncepcionais gratuitos para mulheres alegando questões religosas ou morais.

A decisão, anunciada pelo governo Trump há vários meses e consumada nesta sexta, é o último ponto de uma luta legal e ideológica que cercou esse aspecto da lei de saúde desde o início. Vários grupos religiosos, que enfrentaram o governo de Barack Obama por anos em razão dessa controvertida obrigação, elogiaram a decisão de Trump.

Organizações de direitos das mulheres e alguns médicos, no entanto, avaliaram a decisão como um golpe contra a saúde das mulheres, alertando que poderia levar a uma maior quantidade de casos de gravidez indesejada. Ativistas anunciaram planos de tentar bloquear a regulação na Justiça.

"Esta regra dá aos empregadores licença para cometer discriminação contra mulheres", disse Fatima Goss Graves, presidente do Centro Nacional de Direito da Mulher. "Vamos tomar medidas legais imediatamente para bloquear essa norma discriminatória e injusta."

O Congesso Americano de Obstetras e Ginecologistas afirmou que a nova política poderá reveter os recentes progressos feitos pelo país na redução da taxa de gravidez indesejada.

"Ao invés de cumprir a missão de 'melhorar e proteger a saúde e o bem estar de todos os americanos', os líderes do Departamento de Saúde da atual administração estão focados em voltarem no tempo em relação à saúde das mulheres", disse o presidente da organização, Dr. Haywood Brown.

A mudança também faz parte da tendência recente de Trump de tentar desmantelar iniciativas promulgadas sob a administração Obama e cumpre uma promessa crucial que o republicano fez em sua campanha ao apelar aos conservadores - algo que ele reiterou em maio quando ele assinou uma ordem executiva para expandir a liberdade religiosa.

O governo Trump estima que a nova regualamentação, que deve entrar em vigor imediatamente, beneficiará ao menos 200 empregadores que manifestaram sua objeção a esta obrigação imposta peo governo Obama, com potencial para que até 120 mil mulheres deixem de receber anticoncepcionais gratuitamente.

Desde que os métodos contraceptivos entraram na lista de benefícios de saúde em razão do Obamacare, a taxa de mulheres que pagam por anticoncepcionais nos EUA caiu drastricamente de 21% para 4%, segundo estudo da Fundação Kaiser Family. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Segunda, 20 de agosto de 2018

11:53 - Mortes por overdose nos EUA têm recorde e superam 72 mil em 2017

Sábado, 18 de agosto de 2018

10:41 - No Twitter, Trump reafirma que país tem feito 'grandes acordos comerciais'

Domingo, 12 de agosto de 2018

13:00 - EUA ampliam disputas com países menos desenvolvidos

Sábado, 11 de agosto de 2018

08:17 - Funcionário de companhia aérea rouba avião, decola sem autorização e cai

Quinta, 09 de agosto de 2018

17:48 - Universidade dos EUA pode gastar R$ 175 mil por letra errada em diploma

Quarta, 08 de agosto de 2018

19:00 - EUA anunciam novas sanções à Rússia por ataque químico a espião na Inglaterra

Quarta, 01 de agosto de 2018

16:02 - EUA anunciam sanções contra autoridades da Turquia

Terça, 31 de julho de 2018

19:00 - Lebron James diz que Trump tenta utilizar o esporte para dividir os EUA

18:00 - Diálogos estancam e EUA não alcançam progresso em disputa comercial com a China

15:44 - Ladrões roubam tubarão de aquário no Texas usando carrinho de bebê


// leia também

Segunda, 20 de agosto de 2018

19:16 - Arara xinga bombeiro que realizava seu resgate na Inglaterra

19:00 - Homem cai em fosso de obra de arte que parecia uma pintura no chão em Portugal

16:18 - Multidões de venezuelanos insistem em entrar no Equador e no Peru

15:51 - Itália não autoriza desembarque de navio com 177 migrantes

13:28 - Tiros contra Embaixada dos EUA na Turquia são um aviso

11:19 - Parentes separados pela Guerra da Coreia se reencontram após 6 décadas

Domingo, 19 de agosto de 2018

21:00 - China diz que elevará crédito para gastos em infraestrutura

16:00 - Na França, 840 pontes correm o risco de desabar, segundo auditoria

09:54 - Trump volta a negar conluio com Rússia e critica jornal

09:33 - Chuvas de monção matam mais de 350 e forçam 800 mil a deixar casas na Índia


 veja mais
GDEnem

Cuiabá, Segunda, 20/08/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Segunda, 20/08/2018
96849b9a8773fb1eb28c450d5250fcb2 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

O VLT quase não aparece nos planos de governo dos candidatos




Logo_classifacil









Loja Virtual