Prisões de imigrantes ilegais nos EUA sobem quase 40% com Trump | Gazeta Digital

Quarta, 17 de maio de 2017, 15h52

mundo

Prisões de imigrantes ilegais nos EUA sobem quase 40% com Trump


R7

As prisões de supostos imigrantes ilegais nos Estados Unidos aumentaram quase 40 por cento nos primeiros 100 dias da Presidência de Donald Trump por causa de decretos presidenciais que ampliaram o perfil de quem pode ser visado devido a violações imigratórias, de acordo com dados do governo divulgados nesta quarta-feira.

O diretor interino da Agência de Cumprimento das Leis da Imigração e da Alfândega (ICE, na sigla em inglês), Thomas Homan, disse que as prisões realizadas pelo organismo chegaram a 41.318 entre 22 de janeiro e o final de abril deste ano – a cifra foi de 30.028 no mesmo período do ano passado.

Dos presos, quase dois terços tinham condenações criminais, mas também houve um salto considerável – de mais de 150 por cento – no número de imigrantes nunca condenados por outros crimes detidos pela ICE: 10.800 desde o início de 2017, comparados com os 4.200 presos sem condenações criminais no mesmo período de 2016.

Este aumento é resultado de diretrizes recentes fornecidas pelo secretário de Segurança Interna, John Kelly, para implementar os decretos de Trump sobre o cumprimento das leis da imigração interna e da segurança de fronteiras assinados em 25 de janeiro, poucos dias depois de o presidente republicano tomar posse.

"Aqueles que entram no país ilegalmente, estes de fato violam a lei, isso é um ato criminoso", disse Homan, enfatizando que os imigrantes que representam uma ameaça à segurança nacional ou têm fichas criminais ainda são uma prioridade da agência.

Ele disse que a ICE irá continuar a visar pessoas que receberam uma ordem definitiva de remoção de um juiz de imigração mesmo que não tenham cometido outro crime.

"Quando um juiz federal toma uma decisão e emite uma ordem, essa ordem precisa significar algo", afirmou Homan. "Se não agirmos com base nessas ordens, estamos só girando em círculos".

Embora o presidente Barack Obama também tenha sido criticado por deportar uma grande quantidade de imigrantes, a maioria era de pessoas que haviam acabado de cruzar a fronteira e apreendidas ao entrar em solo norte-americano de forma ilegal.

De fato, as deportações diminuíram 12 por cento com Trump quando comparadas com o mesmo período da era Obama, segundo Homan, já que as pessoas presas no interior normalmente têm casos mais complicados que podem avançar mais lentamente no sobrecarregado sistema legal de imigração.

O número de pessoas flagradas atravessando a divisa com o México encolheu consideravelmente desde o início do ano, de acordo com dados da Agência de Proteção da Imigração e da Alfândega dos EUA. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Sábado, 16 de dezembro de 2017

08:45 - Vaca foge duas vezes de presépio nos EUA e é capturada por policiais

Terça, 12 de dezembro de 2017

09:41 - Embaixador dos EUA no Reino Unido diz esperar visita de Trump no próximo ano

Segunda, 11 de dezembro de 2017

14:25 - Reforma tributária nos EUA pode distorcer o comércio internacional

11:22 - Vítima de bullying recebe apoio de celebridades

11:00 - Polícia de Nova York confirma explosão em terminal de ônibus

Quarta, 06 de dezembro de 2017

11:00 - Trump reconhecerá Jerusalém como capital de Israel e levará embaixada para lá

Segunda, 04 de dezembro de 2017

08:30 - EUA e Coreia do Sul fazem exercício militar, em momento de tensão regional

Quinta, 30 de novembro de 2017

09:03 - Herói de massacre no Texas é a favor do controle de armas

Quinta, 23 de novembro de 2017

10:36 - Após sair do coma, mulher descobre que o marido e a irmã morreram

Terça, 21 de novembro de 2017

11:09 - Morre o garoto que pediu cartões para antecipar o seu último Natal


// leia também

Segunda, 18 de dezembro de 2017

16:00 - Cyril Ramaphosa é eleito presidente do principal partido da África do Sul

14:39 - May defende caminho adotado pelo governo britânico nas negociações do Brexit

14:29 - Greve geral contra reformas na Argentina cancela voos e atinge brasileiros

09:46 - Três semanas após o pleito, presidente de Honduras é declarado reeleito

09:23 - Presidente do Peru diz que ganhou 'algum dinheiro' com a Odebrecht

08:25 - Macron assume papel de líder da Europa em reunião de cúpula da UE

06:19 - Sebastián Piñera vence segundo turno e volta à presidência do Chile

Domingo, 17 de dezembro de 2017

09:34 - Sem favorito, chilenos decidem em segundo turno novo presidente do país

09:29 - Morales é confirmado como candidato do MAS à reeleição em 2019

Sábado, 16 de dezembro de 2017

09:56 - Congresso do Peru dá primeiro passo para impeachment do presidente Kuczynski


 veja mais
Cuiabá, Segunda, 18/12/2017
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Segunda, 18/12/2017
2460d513a351119a678ad6c5220f2984 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Que presente de Natal a cidade de Cuiabá mereceria esse ano?




Logo_classifacil









Loja Virtual