Prisões de imigrantes ilegais nos EUA sobem quase 40% com Trump | Gazeta Digital

Quarta, 17 de maio de 2017, 15h52

mundo

Prisões de imigrantes ilegais nos EUA sobem quase 40% com Trump


R7

As prisões de supostos imigrantes ilegais nos Estados Unidos aumentaram quase 40 por cento nos primeiros 100 dias da Presidência de Donald Trump por causa de decretos presidenciais que ampliaram o perfil de quem pode ser visado devido a violações imigratórias, de acordo com dados do governo divulgados nesta quarta-feira.

O diretor interino da Agência de Cumprimento das Leis da Imigração e da Alfândega (ICE, na sigla em inglês), Thomas Homan, disse que as prisões realizadas pelo organismo chegaram a 41.318 entre 22 de janeiro e o final de abril deste ano – a cifra foi de 30.028 no mesmo período do ano passado.

Dos presos, quase dois terços tinham condenações criminais, mas também houve um salto considerável – de mais de 150 por cento – no número de imigrantes nunca condenados por outros crimes detidos pela ICE: 10.800 desde o início de 2017, comparados com os 4.200 presos sem condenações criminais no mesmo período de 2016.

Este aumento é resultado de diretrizes recentes fornecidas pelo secretário de Segurança Interna, John Kelly, para implementar os decretos de Trump sobre o cumprimento das leis da imigração interna e da segurança de fronteiras assinados em 25 de janeiro, poucos dias depois de o presidente republicano tomar posse.

"Aqueles que entram no país ilegalmente, estes de fato violam a lei, isso é um ato criminoso", disse Homan, enfatizando que os imigrantes que representam uma ameaça à segurança nacional ou têm fichas criminais ainda são uma prioridade da agência.

Ele disse que a ICE irá continuar a visar pessoas que receberam uma ordem definitiva de remoção de um juiz de imigração mesmo que não tenham cometido outro crime.

"Quando um juiz federal toma uma decisão e emite uma ordem, essa ordem precisa significar algo", afirmou Homan. "Se não agirmos com base nessas ordens, estamos só girando em círculos".

Embora o presidente Barack Obama também tenha sido criticado por deportar uma grande quantidade de imigrantes, a maioria era de pessoas que haviam acabado de cruzar a fronteira e apreendidas ao entrar em solo norte-americano de forma ilegal.

De fato, as deportações diminuíram 12 por cento com Trump quando comparadas com o mesmo período da era Obama, segundo Homan, já que as pessoas presas no interior normalmente têm casos mais complicados que podem avançar mais lentamente no sobrecarregado sistema legal de imigração.

O número de pessoas flagradas atravessando a divisa com o México encolheu consideravelmente desde o início do ano, de acordo com dados da Agência de Proteção da Imigração e da Alfândega dos EUA. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Terça, 22 de agosto de 2017

11:27 - Americana com câncer recebe R$ 1,3 bilhão da Johnson & Johnson por uso de talco

11:16 - EUA localizam restos mortais de marinheiros desaparecidos

10:23 - Afeganistão se tornará 'cemitério' para EUA se tropas permanecerem no país

10:16 - Mais da metade dos americanos reprovam resposta de Trump a confrontos raciais

10:10 - Marinha dos EUA vai suspender operações globais após colisão de destróier

Segunda, 21 de agosto de 2017

10:28 - Embaixada dos EUA na Rússia suspende emissão de vistos de não-imigrantes

09:55 - Navio da marinha americana colide perto de Cingapura e deixa 10 desparecidos

Quinta, 17 de agosto de 2017

09:24 - Trump fica isolado após declarações sobre distúrbio em Charlottesville

09:03 - Astro da NFL pede ajuda de brancos em protesto antirracismo nos EUA

Quarta, 16 de agosto de 2017

10:27 - May critica Trump por culpar ambos os lados por incidente em Charlottesville


// leia também

Terça, 22 de agosto de 2017

23:00 - TSE mantém eleição para governador do Amazonas

22:30 - Maduro diz que Venezuela construiu 'fortaleza militar' junto com a Rússia

16:36 - Cientistas em todo o mundo pedem mais ações para parar "robôs assassinos"

15:39 - Ex-procuradora-geral da Venezuela participa de evento em Brasília

11:09 - Governo Trump teria feito 'avanços significativos' na reforma tributária

Segunda, 21 de agosto de 2017

17:20 - Chanceler venezuelano chama presidentes do Brasil e do Paraguai de 'imorais'

16:52 - Ofensiva contra Estado Islâmico provoca fuga em massa no Iraque

16:20 - Polícia espanhola confirma morte de terrorista de ataque em Barcelona

12:58 - Eclipse total do sol se torna um negócio lucrativo nos EUA

12:25 - Polícia confirma nome de motorista da van de atentado em Barcelona


 veja mais
Cuiabá, Quarta, 23/08/2017
 

Sebrae

Facebook Instagram
GDEnem

Fogo Cruzado
titulo_jornal Quarta, 23/08/2017
0446cf4ffe0e95d04466fff4f91e1038 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Velocidade e embriaguez ao volante são os dois principais causadores de mortes no trânsito.




Logo_classifacil









Loja Virtual