Governo Macron anuncia ministério com paridade de sexos na França | Gazeta Digital

Quarta, 17 de maio de 2017, 11h18

Governo Macron anuncia ministério com paridade de sexos na França


Estadao

O presidente da França, Emmanuel Macron, e seu primeiro-ministro, Édouard Philippe, anunciaram nesta quarta-feira a formação do primeiro ministério do novo governo. O gabinete é formado por ex-membros do Partido Socialista (PS) e do partido Republicanos (direita), além de centristas do Movimento Democrático (MoDem), tem paridade entre homens e mulheres e um número equilibrado de políticos com experiência e de novos ministros egressos da sociedade civil. Na Economia e Finanças, o escolhido foi Bruno Lemaire, um dos expoentes da direita.

O anúncio do ministério estava marcado para a terça-feira, mas foi adiado para que a Direção Geral de Finanças Públicas e a Alta Autoridade para a Transparência da Vida Pública, dois órgãos de fiscalização do poder público, pudessem analisar a situação fiscal de cada um - a lei já determina que a verificação aconteça, mas após a nomeação -, e confirmar a inexistência de eventuais conflitos de interesses com o poder privado. Essa verificação atende à exigência de Macron de um ministério com probidade impecável, coerente com sua proposta de reforma política, que ainda será enviada ao Parlamento tão logo a formação do novo Congresso seja conhecida, após as eleições de 11 e 18 de junho.

Entre os principais nomes do ministério, estão o do prefeito de Lion, Gérard Collomb, membro do PS e um dos primeiros apoiadores da candidatura de Macron, que assumirá o posto informal de número 2 do governo, à frente do Ministério do Interior. Essa pasta coordena a articulação das polícias e dos serviços secretos, e logo é responsável pela luta contra o terrorismo. No ministério do Meio Ambiente, chamado de ‘Transição Ecológica‘, o escolhido foi o ambientalista Nicolas Hulot, uma personalidade da sociedade civil cortejada há três governos para se tornar ministro.

No Ministério da Justiça, o escolhido foi o líder do MoDem, François Bayrou, outro dos apoiadores de Macron na campanha eleitoral. Jean-Yves Le Drian, também egresso do PS, passará do Ministério da Defesa, na gestão do ex-presidente François Hollande, para o posto estratégico de Ministro da Europa e das Relações Exteriores. No cargo, Le Drian será encarregado de negociar a reforma da União Europeia, que Macron propôs à chanceler da Alemanha, Angela Merkel. Já para a Defesa, agora chamado de Ministério das Forças Armadas, a escolhida foi a eurodeputada Sylvie Goulart, do modem.

No campo das finanças, os nomes escolhidos vêm ambos do partido conservador Republicanos - confirmando a promessa de Macron de reunir talentos de diferentes espectros ideológicos. O Ministério da Economia ficará a cargo de Lemaire, que é considerado um dos mais promissores nomes republicanos, tendo sido pré-candidato em novembro passado. Já o Ministério das Contas Públicas, novo nome do Ministério das Finanças, ficará a cargo o Gérard Darmanin, também republicano de apenas 34 anos, hoje vice-presidente da região de Ile-de-France, onde Paris se localiza.

Os indicados hoje trabalharão sob o comando do primeiro-ministro, Édouard Philippe, também egresso do partido Republicanos. A primeira posse aconteceu nessa tarde, quando Collomb assumiu o Ministério do Interior. Uma de suas promessas é recriar uma ‘polícia comunitária‘, que havia sido extinta pelo ex-presidente Nicolas Sarkozy. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Sexta, 15 de setembro de 2017

10:12 - Homem ataca soldado no metrô de Paris; polícia investiga caso como terrorismo

Quarta, 13 de setembro de 2017

14:59 - Homem esfaqueia ao menos 5 pessoas em Toulouse, na França

Terça, 12 de setembro de 2017

16:27 - França autoriza reprodução assistida para todas as mulheres

11:23 - França tem protesto contra mudança em leis trabalhistas defendida por Macron

Segunda, 21 de agosto de 2017

09:49 - Motorista avança contra pontos de ônibus e deixa um morto em Marselha

Terça, 04 de julho de 2017

18:10 - Macron faz discurso aos legisladores e pede reforma política na França

Segunda, 26 de junho de 2017

15:51 - Macron quer propor pacto global sobre questões ambientais em setembro na ONU

Quinta, 22 de junho de 2017

16:09 - França aprova polêmico projeto de lei antiterrorista

Quarta, 21 de junho de 2017

16:30 - Bombeiro contesta versão do governo e diz que incêndio foi criminoso

Segunda, 19 de junho de 2017

13:30 - França confirma morte de autor de ataque na Champs-Elysees


// leia também

Quinta, 21 de setembro de 2017

22:05 - OEA enviará missão ao Brasil para acompanhar disputa presidencial em 2018

14:46 - Totalmente arrasado, Porto Rico se prepara para inundações do furacão Maria

14:32 - Papa anuncia fim da possibilidade de recurso para padres que cometem abusos

13:09 - Apesar de risco, voluntários mantêm busca por garota soterrada no México

11:56 - Furacão Maria volta para categoria 3 e atinge República Dominicana

Quarta, 20 de setembro de 2017

18:57 - Brasileiros feridos em terremoto no México recebem alta de hospital

17:30 - Portugal defende presença permanente do Brasil no Conselho de Segurança da ONU

15:28 - Passagem do furacão Maria deixa até 90% de Porto Rico sem energia

15:11 - Governo afegão distribui armas a civis para protegerem mesquitas durante festa religiosa

11:19 - Brasil assina Tratado para Proibição de Armas Nucleares


 veja mais
Cuiabá, Sexta, 22/09/2017
 
Facebook Instagram
GDEnem

Fogo Cruzado
titulo_jornal Sexta, 22/09/2017
E92cf67fcd8c519c4958954f838c8798 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Muitos que aparecem nos vídeos das delações ainda não deram explicações à sociedade




Logo_classifacil









Loja Virtual