Governo Macron anuncia ministério com paridade de sexos na França | Gazeta Digital

Quarta, 17 de maio de 2017, 11h18

Governo Macron anuncia ministério com paridade de sexos na França


Estadao

O presidente da França, Emmanuel Macron, e seu primeiro-ministro, Édouard Philippe, anunciaram nesta quarta-feira a formação do primeiro ministério do novo governo. O gabinete é formado por ex-membros do Partido Socialista (PS) e do partido Republicanos (direita), além de centristas do Movimento Democrático (MoDem), tem paridade entre homens e mulheres e um número equilibrado de políticos com experiência e de novos ministros egressos da sociedade civil. Na Economia e Finanças, o escolhido foi Bruno Lemaire, um dos expoentes da direita.

O anúncio do ministério estava marcado para a terça-feira, mas foi adiado para que a Direção Geral de Finanças Públicas e a Alta Autoridade para a Transparência da Vida Pública, dois órgãos de fiscalização do poder público, pudessem analisar a situação fiscal de cada um - a lei já determina que a verificação aconteça, mas após a nomeação -, e confirmar a inexistência de eventuais conflitos de interesses com o poder privado. Essa verificação atende à exigência de Macron de um ministério com probidade impecável, coerente com sua proposta de reforma política, que ainda será enviada ao Parlamento tão logo a formação do novo Congresso seja conhecida, após as eleições de 11 e 18 de junho.

Entre os principais nomes do ministério, estão o do prefeito de Lion, Gérard Collomb, membro do PS e um dos primeiros apoiadores da candidatura de Macron, que assumirá o posto informal de número 2 do governo, à frente do Ministério do Interior. Essa pasta coordena a articulação das polícias e dos serviços secretos, e logo é responsável pela luta contra o terrorismo. No ministério do Meio Ambiente, chamado de ‘Transição Ecológica‘, o escolhido foi o ambientalista Nicolas Hulot, uma personalidade da sociedade civil cortejada há três governos para se tornar ministro.

No Ministério da Justiça, o escolhido foi o líder do MoDem, François Bayrou, outro dos apoiadores de Macron na campanha eleitoral. Jean-Yves Le Drian, também egresso do PS, passará do Ministério da Defesa, na gestão do ex-presidente François Hollande, para o posto estratégico de Ministro da Europa e das Relações Exteriores. No cargo, Le Drian será encarregado de negociar a reforma da União Europeia, que Macron propôs à chanceler da Alemanha, Angela Merkel. Já para a Defesa, agora chamado de Ministério das Forças Armadas, a escolhida foi a eurodeputada Sylvie Goulart, do modem.

No campo das finanças, os nomes escolhidos vêm ambos do partido conservador Republicanos - confirmando a promessa de Macron de reunir talentos de diferentes espectros ideológicos. O Ministério da Economia ficará a cargo de Lemaire, que é considerado um dos mais promissores nomes republicanos, tendo sido pré-candidato em novembro passado. Já o Ministério das Contas Públicas, novo nome do Ministério das Finanças, ficará a cargo o Gérard Darmanin, também republicano de apenas 34 anos, hoje vice-presidente da região de Ile-de-France, onde Paris se localiza.

Os indicados hoje trabalharão sob o comando do primeiro-ministro, Édouard Philippe, também egresso do partido Republicanos. A primeira posse aconteceu nessa tarde, quando Collomb assumiu o Ministério do Interior. Uma de suas promessas é recriar uma ‘polícia comunitária‘, que havia sido extinta pelo ex-presidente Nicolas Sarkozy. 



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Terça, 23 de maio de 2017

16:29 - Macron tenta negociar projeto de reforma trabalhista na França

Domingo, 14 de maio de 2017

12:35 - Emmanuel Macron toma posse e assume presidência da França

Terça, 09 de maio de 2017

09:59 - Ex-premiê francês Valls revela que pretende aderir ao movimento de Macron

Segunda, 08 de maio de 2017

17:31 - Macron renuncia à liderança do partido Em Marcha!

10:44 - Macron participa de primeiro ato oficial em Paris ao lado de Hollande

Sábado, 06 de maio de 2017

10:53 - França escolhe novo presidente neste domingo

Quinta, 27 de abril de 2017

15:30 - Explosão em lanchonete causa pânico na França

Terça, 25 de abril de 2017

16:19 - Macron diz que eleição na França não está ganha e vai lutar para derrota Le Pen

Segunda, 24 de abril de 2017

15:30 - Vantagem de Macron aumenta após apuração de votos no exterior

09:32 - Protestos contra resultado das eleições na França deixam 6 feridos e 29 detidos


// leia também

Sábado, 27 de maio de 2017

15:15 - Macron elogia Trump, e países concordam em pressionar Coreia do Norte

13:28 - Estado Islâmico assume autoria de atentado contra cristãos coptas no Egito

13:14 - Aumenta pressão sobre suposto canal secreto entre Rússia e Trump

12:10 - Polícia prende dois suspeitos de terrorismo em cidade próxima ao G7

11:37 - Pacientes de médicos velhos morrem mais, revela pesquisa

11:34 - Trump afirma que tomará decisão sobre acordo de Paris

11:29 - British Airways cancela voos por falha em seu sistema tecnológico

10:21 - Sem unanimidade sobre clima, G7 condena 'práticas comerciais injustas'

Sexta, 26 de maio de 2017

16:40 - Polícia britânica prende maior parte da rede responsável por ataque terrorista

15:14 - May confirma que conversou com Trump sobre possível vazamento do caso Manchester


 veja mais
Cuiabá, Domingo, 28/05/2017
 

GD Empregos

WhatsApp Twuitter
WhatsApp

Fogo Cruzado waze

titulo_jornal Domingo, 28/05/2017
745201164383996eb0a29412c52e67f4 anteriores




Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

O que o poder público deve fazer para acabar com áreas conhecidas como cracolândias nas cidades?



Logo_classifacil









Loja Virtual