Delegado tenta localizar pai de bebê indígena que foi enterrada pela bisavó | Gazeta Digital

Segunda, 11 de junho de 2018, 16h15

investigação complexa

Delegado tenta localizar pai de bebê indígena que foi enterrada pela bisavó

Valquiria Castil, repórter do GD


Divulgação

O delegado Deuel Paixão de Santana responsável pelo inquérito policial que investiga o caso da bebê indígena que foi enterrada viva pela bisavó e sobreviveu após cerca de 7 hora, ainda procura pelo pai da menina, um índio da etnia Trumai. O caso foi registrado na última terça-feira (5) em Canarana (823 km a leste de Cuiabá). 

Ele segue colhendo oitivas de testemunhas e familiares da bebê filha de uma adolescente indígena de 15 anos. A criança  foi resgatada pela Polícia Militar de dentro de uma cova e está internada num leito de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) da Santa Casa da Misericórdia de Cuiabá. 

Em entrevista ao Gazeta Digital, o delegado destaca que o caso é complexo. Isso porque indígenas dessa etnia se fixam em toda a região do Xingu, o que abrange várias cidades mato-grossenses até o estado do Pará. “Há muita dificuldade quando se trata de indígena para concluir uma investigação e não é só, envolve uma menor também. Nesse caso, nós vamos acionar a Fundação Nacional do Índio (Funai) para conseguir localizar o pai. Depois a gente manda um ofício para que ele se apresente na delegacia”, explica o delegado.

A mãe da recém-nascida, uma adolescente de 15 anos, assim como a avó e bisavó, ambas acusadas de enterrar a bebê viva, pertencem à etnia Kamayura. Mas o delegado frisa que por conta do lado paterno a jovem também teria descendência Trumai.

Divulgação/PJC-MT

Delegado Deuel Paixão Santana, responsável pelo inquérito da bebê indígena enterrada viva. 

Em depoimento, a adolescente alegou que namorava o homem escondido da família e quando os pais descobriram ela já estava grávida. Além disso, contou que o pai da criança já tinha uma família. “Ela sempre quis o bebê”, relatou o delegado ao afirmar que até o momento a mãe nunca tocou e nem viu a menina.

A investigação aponta que a avó e bisavó da bebê não a queriam por ser filha de mãe solteira. Embora exista uma cultura indígena onde crianças de mãe solteira são enterradas vivas após o nascimento, o delegado afirma que não é este o caso, pois elas iniciaram tentando interromper a gravidez. “Vamos continuar as investigações nessa mesma linha para apurar a participação e a motivação do crime, principalmente para elucidar se a ação foi premeditada”, finaliza.

Caso

A Polícia Militar divulgou um vídeo do resgate que mostra o exato momento em que a criança é retirada de um buraco. Estima-se que a criança ficou mais de 7 horas debaixo da terra até ser resgatada já que teria sido enterrada por volta das 14h e resgatada por volta das 21h.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, o caso foi registrado por volta das 20h, da última terça-feira (5), quando os policiais receberam uma denúncia de que uma indígena de 15 anos, havia dado a luz a uma menina por volta das 12h, e já as 16h a criança teria sido enterrado pela bisavó com consentimento da mãe no terreno do lote ao lado da residência onde mora a família.

A avó e bisavó da recém-nascida indígena, enterrada viva em Canarana(a 823 km a Leste de Cuiabá), premeditaram a tentativa do homicídio, conforme apontam as investigações da Polícia Civil.

A avó foi presa ontem e a bisavó já estava presa desde terça-feira. O delegado responsável pelo caso, Deuel Paixão de Santana, destaca que os depoimentos confirmaram que as duas já haviam tentado fazer com que a adolescente de 15 anos abortasse, sem sucesso, e chegaram a coagir os familiares para não contarem a verdade.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Sexta, 22 de junho de 2018

07:35 - Índias suspeitas de enterrar bebê vivo vão usar tornozeleiras

Quarta, 20 de junho de 2018

13:00 - MP realiza estudo antropológico para definir o destino de bebê indígena

Terça, 19 de junho de 2018

14:35 - Bebê indígena continua internada em UTI em estado grave

Quarta, 13 de junho de 2018

07:40 - Justiça recebe denúncia contra bisavó que enterrou bebê viva

Terça, 12 de junho de 2018

08:05 - Ministério Público denuncia bisavó que enterrou bebê

07:22 - Polícia desmembra inquérito e indicia bisavó de bebê indígena

Segunda, 11 de junho de 2018

16:19 - Juiz mantém presa em unidade da Funai bisavó que enterrou bebê índia viva

Domingo, 10 de junho de 2018

20:08 - Com insuficiência renal, bebê continua em estado grave, mas estável

Sábado, 09 de junho de 2018

10:27 - Bebê enterrada viva apresenta melhora no quadro de saúde

06:30 - Avó e bisavó são suspeitas de tramar morte de bebê índia


// leia também

Domingo, 24 de junho de 2018

11:53 - Com delegacia fechada, moradores de Livramento reclamam do aumento da violência

10:16 - Polícia Ambiental apreende 32 aves que seriam vendidas ilegalmente

09:41 - Homem é assassinado em quitinete e tem boca amarrada com pano

Sábado, 23 de junho de 2018

20:01 - Ação integrada apreende 450 Kg de drogas escondidas em caminhão

10:53 - Assassino contratado para matar personal é boliviano, afirma testemunha

09:49 - Polícia Civil recupera 53 cabeças de gado e identifica 2 suspeitos

09:26 - Suspeito de 36 anos oferece celular em troca de sexo com menino de 13

08:46 - Assaltante amarra vítima e leva carro, mas é preso após rastreamento de tornozeleira

Sexta, 22 de junho de 2018

17:57 - Polícia prende mulher que matou marido a facadas e inventou cena de filme

17:42 - PM localiza veículo Duster e vários objetos suspeitos de roubo


 veja mais
Cuiabá, Domingo, 24/06/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Domingo, 24/06/2018
264aa11e3277d28a72d32c9ea77980c2 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Por que o sobrepeso atinge mais da metade da população brasileira?




Logo_classifacil









Loja Virtual