Agressores subjugam vítimas, diz delegada Ana Feldner sobre feminicídios | Gazeta Digital

Sábado, 03 de março de 2018, 08h00

Agressores subjugam vítimas, diz delegada Ana Feldner sobre feminicídios

Valquiria Castil, repórter do GD


Marcus Vaillant

Delegada Ana Cristina Feldner

Nos dois primeiros meses do ano, pelo menos 12 casos de feminicídios foram registrados em Mato Grosso colocando em alerta não só as autoridades policiais responsáveis pelas investigações, mas também movimentos em defesa das mulheres, bem como o Ministério Público Estadual e o Judiciário. E uma constatação da Polícia Civil, com base nas histórias das vítimas e agressores, é que na maioria dos casos, os parceiros e ex-parceiros não aceitavam que elas tocassem a vida longe deles. Somente em Cuiabá e Várzea Grande já são 6 feminicídios registrados em janeiro e fevereiro.

“Dos casos que eu atendi, e em geral também, acontece quando se rompe o relacionamento. Os agressores subjugam as vítimas de que elas não têm o direito de escolher o seu parceiro. São relações que começam com críticas as roupas, da forma que dança ou dos amigos que se relacionam e esse comportamento vai crescendo”, afirma a delegada Ana Cristina Feldner, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Ela ressalta que maioria dos crimes envolve relacionamentos abusivos em que os próprios familiares alertam as mulheres sobre as atitudes dos parceiros. No entanto, por uma série de fatores, os conselhos não são acatados e o resultado são as tragédias noticiadas rotineiramente envolvendo mortes de mulheres de diferentes idades e posições sociais, vítimas de tiros, facadas, asfixia e até degola.

Reprodução/Gazeta Digital

Mulheres vítimas de feminicídio este ano em diferentes cidades de MT

Apesar dos registros policiais e a contagem feita por jornalistas que noticiam os casos, o número exato de feminicídios em Mato Grosso é controverso, pois não existe por parte da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp) um relatório detalhado com números exatos.

Apenas em Cuiabá e Várzea Grande existe esse mapeamento com base nos casos atendidos pela DHPP. Conforme a delegada Ana Feldner, até o momento, são 6 casos registrados nas duas maiores cidades mato-grossenses. 

Apesar da falta de dados oficiais referente aos feminicídios no interior do Estado, eles continuam ocorrendo. Em Rondonópolis (212 Km ao sul de Cuiabá, Rosidelma Cândido de Souza, 25, e Rosineide Maria de Souza, 45, foram vítimas dos ex-namorados que não aceitavam o fim do relacionamento. Rosidelma foi morta a tiros no último domingo (25), enquanto Rosineide foi assassinada, ensacada e jogada em um rio.

Na última quarta-feira (28), em Sinop, Luzinete Soares de Oliveira,49, foi assassinada com um golpe de faca na perna, durante uma discussão com o marido. Já Maria Lopes dos Santos Souza, 43, morreu com um tiro no peito dado pelo marido irritado que não aceitava a separação, isso ocorreu em Nova Ubiratã.

Em Juara (709 km a Médio-Norte de Cuiabá), Izabel Aparecida do Amaral, 31, teve o pescoço degolado pelo ex-marido enquanto tomava banho, o criminoso confessou o crime e se encontra preso preventivamente.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quarta, 20 de junho de 2018

17:22 - Ex-namorado é preso acusado de matar garota e jogar corpo em córrego

Quinta, 14 de junho de 2018

10:27 - Jovem é executada com 5 tiros dentro de casa

Domingo, 20 de maio de 2018

08:00 - Homem é preso por esfaquear mulher grávida e matar criança

Quarta, 16 de maio de 2018

09:02 - Mulher é assassinada a facadas em Kitnet e marido é suspeito

Domingo, 06 de maio de 2018

16:54 - Marido é preso suspeito de matar mulher com golpe de canivete no pescoço

Domingo, 01 de abril de 2018

11:38 - Pré-candidata Manuela D´Ávila participa de debate sobre feminicídio em Cuiabá

Quarta, 28 de março de 2018

17:49 - Ex-companheiro é preso após matar dona de bar a facadas

Domingo, 25 de março de 2018

10:43 - Escrivã é uma das pioneiras no atendimento às mulheres vítimas de violência

Quinta, 22 de março de 2018

16:01 - Homem acusado de atear fogo em mulher é preso em Sinop

Terça, 20 de março de 2018

14:13 - Homem que ateou fogo em mulher e abandonou em hospital é preso


// leia também

Segunda, 25 de junho de 2018

11:29 - Servidor é preso se masturbando em estacionamento da Assembleia

09:49 - Jovem é assassinado a tiros em boate

09:04 - 3 são presos por arrastão em postos de gasolina em Cuiabá

08:28 - Dono de bar é preso vendendo bebidas alcoólicas a menores de idade em MT

07:34 - Homem é assassinado com 6 tiros na cabeça dentro de casa

Domingo, 24 de junho de 2018

11:53 - Com delegacia fechada, moradores de Livramento reclamam do aumento da violência

10:16 - Polícia Ambiental apreende 32 aves que seriam vendidas ilegalmente

09:41 - Homem é assassinado em quitinete e tem boca amarrada com pano

Sábado, 23 de junho de 2018

20:01 - Ação integrada apreende 450 Kg de drogas escondidas em caminhão

10:53 - Assassino contratado para matar personal é boliviano, afirma testemunha


 veja mais
Cuiabá, Segunda, 25/06/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Segunda, 25/06/2018
Afeda58f8fad104f8a7e7e0d17408684 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Transsexualidade deixa de ser considerada uma doença mental




Logo_classifacil









Loja Virtual