Ex-jogadores do Cuiabá Arsenal se tornam destaque no país | Gazeta Digital

Terça, 16 de maio de 2017, 10h30

Esporte

Ex-jogadores do Cuiabá Arsenal se tornam destaque no país

Everson Teodoro, especial para o GD


Júnior Martins/Assessoria

Com mais de 19,7 milhões de fãs por todo Brasil e ultrapassando os 800% de audiência, segundo o canal esportivo ESPN, o futebol americano se tornou o esporte que mais cresce em todo país, ganhando principalmente destaque internacional.

E após a seleção brasileira de futebol americano ter conseguido um fato inédito de ter se classificado para Copa do Mundo de 2015, os olhos de outros países se voltam para as nossas terras.

Em 2017, bem no início dos campeonatos estaduais e da preparação para o campeonato brasileiro, os times costumam reforçar as equipes investindo em novos jogadores e em estruturas técnicas mais fortes e preparados para novos desafios.

O que poucos sabem é que Mato Grosso é uma grande referência do esporte no Brasil, totalmente representado pelos times do Cuiabá Arsenal, Rondonópolis Hawks, Sinop Coyotes, Sorriso Hornets e muito outros. Em meio à boa fase, surgem jogadores que ganham renome em território nacional e até mesmo internacional.

Arquivo pessoal

É o caso do atleta Wellison Garcia de Oliveira de 28 anos de idade, jogador do atual campeão brasileiro de futebol americano Timbó-Rex (T-Rex). Sua carreira no esporte iniciou-se após suas performances no atletismo chamar a atenção de um amigo que conhecia um dos jogadores do Cuiabá Arsenal, em seguida foi convidado para ingressar no time. Wellison jogou durante as temporadas de 2013-2014, onde foi considerado como um dos melhores jogadores da modalidade de flag.

Mas por conta de problemas pessoais o jogador teve que deixar a capital cuiabana e seguiu de volta para seu estado natal. “Eu tinha voltado pra São Paulo, jogando no Botafogo challenges. E em Janeiro de 2016 o T-Rex me fez uma proposta”, explicou o Wellison Garcia sobre sua chegada ao atual time.

O jogador hoje carrega, em menos de um ano, os troféus de campeão estadual de Santa Catarina e o de campeão brasileiro. Segundo o site esportivo “Salão Oval”, Wellison também foi considerado o melhor jogador de ataque no país no ano de 2016.

Arquivo pessoal

Outro destaque também no T-Rex é o recém-convocado Gabriel Montagner, 18 anos, que iniciou a carreira no Cuiabá Arsenal, e hoje tenta se adaptar ao novo time do sul. “No começo foi diferente porque é outro tipo de criação outro método de treinamento, mas ao poucos estou me adaptando", disse também, ao comentar que sentiu as diferenças de cultura.

”Foi difícil longe da família e de todos que eu conheço, mas agora já esta tranquilo o time me acolheu muito bem e tem muitas pessoas boas que me ajudaram aqui".

O jogador já participou de duas partidas pelo campeonato catarinense e espera conseguir ainda mais. “Penso no futuro que posso conseguir com o esporte é o que me move todos os dias,” ele ainda continuou. “Quero fazer faculdade e jogar fora do país para me tornar um profissional".

Arquivo pessoal

Brandon defende a camisa 83 do Istepôs 

Nem todos os jogadores têm uma história parecida. Este é o caso do Wide Receiver, Brandon Fujii Cavalcante, 22 anos, conheceu o esporte lendo um conhecido Mangá, história em quadrinhos japonês, chamado Eyeshield 21, que conta a trajetória de um garoto introvertido que acaba entrando para um clube de futebol americano.

“Com o crescente interesse pelo esporte em julho de 2012 acabei por juntar alguns amigos e interessados na cidade de Várzea Grande para jogar "peladões" de futebol americano, chegando inclusive a dar início a um time, Sabertooth, que por falta de recursos acabou não indo muito pra frente”, contou Fujii.

Em 2012, Brandon Fujii entrou para a seleção mato-grossense de futebol americano Sub-19, em um torneio entre outras seleções do país. “Foi meu primeiro contato ao ‘fullpads’, dali em diante passei a jogar pelo Cuiabá Arsenal”.

Fullpads é a modalidade que se utiliza os equipamentos de segurança nos jogos. Hoje Fujii joga pelo São José Istepôs, time do estado de Santa Catarina. E em seu primeiro jogo, foi considerado o melhor jogador da partida, com 4 recepções de bolas, 62 jardas corrido e 1 touchdown.

Arquivo pessoal

Como a maioria dos jogadores de futebol americano no país, Gustavo costa de 23 anos de idade não recebe qualquer salario do time que o acolhe atualmente. “Não recebemos salário, mas até estabilizar o time ajudou com muitas coisas, principalmente em viagens e lugar pra ficar”, contou.

“Meu objetivo no esporte sempre foi me tornar o melhor na minha posição e não mudou, estou treinando muito e correndo atrás deste objetivo”, explica Gustavo sobre os planos futuros. O atleta joga desde 2015 no São José Istepôs e, entre 2012 a 2014, vestiu a camisa do Cuiabá Arsenal.
 

Arquivo pessoal

Vinicius Araújo

A lista de jogadores daqui ainda é extensa, como exemplo temos ainda o Defensive Back, Vinicius Araújo que já passou pelo Arsenal, Istepos e atualmente joga pelos Santa Maria Soldiers, Rio Grande do Sul, já sendo condecorado várias vezes como melhor jogador defensivo em torneios disputados pelo time de Santa Catarina.

Pisando em águas internacionais, Leonardo Lima joga atualmente nos Estados Unidos. Ele iniciou no Sub-19 do Arsenal, mas não demorou muito para se destacar e entrar no time titular e logo chamar a atenção de olheiros.

Foto: RFP - Rogério Florentino.

Heron Azevedo

Heron Azevedo apesar de não ter começado sua carreira aqui, serviu como inspiração para muitos jogadores do Estado, após se destacar no Cuiabá Arsenal e indo jogar fora do país. O Wide Receiver já recebeu dezenas de prêmios, tanto no Brasil quanto nos EUA, onde jogou faz algum tempo.

“Heron Azevedo é um exemplo como pessoa e atleta. Ele me ensinou muito sobre o esporte,” disse Wellison Garcia sobre sua inspiração por Heron desde a época que treinavam juntos em Cuiabá. Azevedo é um dos principais destaques da seleção brasileira e  Atualmente joga pelo João Pessoa Espectros na Paraiba.

Foto: Rogério Florentino/Cuiabá Arsenal

Igor Mota

Igor Mota é outro grande jogador que conseguiu alta visibilidade após jogar em Cuiabá. Além de ser um dos "fundadores" do time, foi o primeiro brasileiro a jogar futebol americano nos Estados Unidos tendo consigo vários prêmios pelo Arsenal e sendo o único brasileiro a entrar na lista de melhores jogadores da copa do mundo de futebol americano, ficando na posição 22ª do ranking. Atualmente joga no Sada Cruzeiro.

O campeonato estadual iniciou neste mês de maio e o campeonato nacional começa em 1º de julho, quando o Cuiabá Arsenal irá enfrentar o Goiânia Rednecks, Campo Grande Predadores, Sinop Coyotes e Tubarões do Cerrado.

 

Gazeta Digital também está no Facebook, Twitter, YouTube e Instagram    



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Quinta, 20 de julho de 2017

12:28 - Brasil x Bélgica abrem Grand Prix de Vôlei em Cuiabá

11:39 - Acusado de corrupção, Ricardo Teixeira pode responder por 4 crimes no Brasil

09:28 - Jadson sofre fratura nas costelas e desfalca o Corinthians por um mês

09:21 - Campeonato Paulista terá limite de 25 inscritos, mas base é liberada

Quarta, 19 de julho de 2017

20:30 - Jogos da 15ª rodada do Brasileirão começam nesta quarta-feira

16:37 - Jefferson renova contrato com o Botafogo até o fim de 2018

15:44 - Zé Roberto cita pressão sobre a Seleção Brasileira por vaga no Grand Prix

10:46 - No Dia Nacional do Futebol, a triste constatação dos atletas profissionais

07:50 - Em crise no Brasileirão, São Paulo anuncia a volta do ídolo Hernanes

07:27 - Internacional supera Luverdense por 1 a 0 com gol polêmico nos acréscimos


 veja mais
Cuiabá, Quinta, 20/07/2017
 

GD Empregos

WhatsApp Twuitter
GDEnem

Fogo Cruzado
titulo_jornal Quinta, 20/07/2017
F2df1421796856449f592a0bc5906daa anteriores

WhatsApp




Indicadores Econômicos

Indicadores Agropecuário

Mais Lidas Enquete

Uso de tecnologias cada vez mais avançadas deve contribuir para aumento do desemprego na indústria do futuro.




waze

Logo_classifacil









Loja Virtual