País tem 63 milhões de consumidores com nome sujo | Gazeta Digital

Segunda, 11 de junho de 2018, 17h03

País tem 63 milhões de consumidores com nome sujo


R7

O número de consumidores inadimplentes atingiu 63,29 milhões em maio, com crescimento de 2,78% em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) indicam a região Sudeste com o maior aumento no número de consumidores com o CPF restrito para compras a prazo ou contração de crédito, com uma alta registrada de 8,07% em maio.

Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Nas demais regiões, o crescimento foi menor, com 2,95% no Nordeste, 2,27% no Centro-Oeste, 1,55% no Norte e 1,08% no Sul.

A região Norte apresentou o maior percentual de inadimplentes: 48% da população adulta residente na região ou 5,80 milhões de devedores. Em seguida, aparecem as regiões Nordeste, com 17,45 milhões de negativados, ou 43% da população adulta; o Centro-Oeste, com um total de 4,94 milhões de inadimplentes (42% da população), o Sudeste, com 26,94 milhões inadimplentes (41%) e o Sul, com 8,15 milhões de inadimplentes (36%).

O presidente da CNDL, José Cesar da Costa, avalia que a inadimplência do consumidor continua alta, apesar de a recessão ter chegado ao fim. “Por mais que o país tenha superado a recessão, o mercado de trabalho continua desaquecido, os juros cobrados do consumidor ainda não caíram no mesmo ritmo da Selic e a perda de renda real dos últimos anos ainda não foi recuperada”, explica.

Faixa etária
O indicador aponta que a maior parte dos inadimplentes tem idade entre 30 e 39 anos (17,9 milhões de consumidores). Na sequência, estão os consumidores de 40 a 49 anos, que somam 14 milhões de inadimplentes; as pessoas de 25 a 29 anos, que juntas formam 7,9 milhões de negativados e, as idades mais avançada (faixa dos 65 a 84 anos de idade), que somam 5,4 milhões de pessoas com contas em atraso. A população mais jovem, que vai de 18 aos 24 anos, formam um contingente de 4,8 milhões de negativados, o que representa 20% dos brasileiros nessa faixa.

Os dados por setor credor indicam um crescimento das dívidas bancárias, que incluem cartão de crédito, cheque especial, empréstimos, financiamentos e seguros, cuja alta foi de 6,42%.

Também houve alta nas contas atrasadas com empresas do setor de comunicação, como telefonia, internet e TV por assinatura (5,14%). Já as compras realizadas no crediário no comércio e as contas de serviços básicos, como água e luz, apresentaram queda na quantidade de atrasos, com recuos de 9,49% e 4,79%, respectivamente.

A pesquisa SPC Brasil e a CNDL consultou capitais e interior das 27 unidades da federação. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Terça, 19 de junho de 2018

17:01 - Valor Bruto da Produção Agropecuária deve cair 2,3% em 2018, para R$ 552 bi

15:36 - Preço médio dos imóveis em nove capitais fica estável em maio

Domingo, 17 de junho de 2018

09:39 - Na era digital, agência bancária 'encolhe'

Quinta, 14 de junho de 2018

16:30 - Para o FMI, economia dos EUA deve crescer 2,9% em 2018 e 2,7% em 2019

Quarta, 13 de junho de 2018

14:24 - Comércio varejista mantém expectativa de crescimento, aponta CNC

Segunda, 11 de junho de 2018

20:00 - Custos da criminalidade no Brasil correspondem a 4,38% do PIB

Sábado, 09 de junho de 2018

09:25 - Micro e pequenas empresas podem aderir Refis até dia 9 de julho

Sexta, 08 de junho de 2018

13:35 - Dólar cai para R$ 3,74 após ação do Banco Central

Quinta, 07 de junho de 2018

18:05 - Brasil perde R$ 5,7 bilhões por ano ao não reciclar resíduos plásticos

Quarta, 06 de junho de 2018

18:00 - Poupança tem captação líquida de R$ 2,405 bi em maio


// leia também

Terça, 19 de junho de 2018

17:47 - Grupo internacional deve investir R$ 18 milhões em Mato Grosso

17:24 - Retiradas do PIS/Pasep batem recorde no primeiro dia de saque

16:33 - Saiba o impacto que os caminhoneiros causaram 1 mês após greve começar

11:59 - Compra e venda de aço pela rede de distribuição caem 3% em maio, diz Inda

09:16 - Vendas do varejo sobem 3% em maio, mesmo com greve dos caminhoneiros

08:59 - Desconto prometido no diesel ainda não chegou às bombas

Segunda, 18 de junho de 2018

18:30 - Tribunal condena construtora por entrega de imóvel que atrasou 17 meses

16:17 - Etanol cai em 14 Estados e no Distrito Federal e preço recua 1,14% no País

15:48 - TCU verificará se cobrança por bagagem reduziu preços das passagens aéreas

15:42 - Vamos esperar o STF decidir, diz Michel Temer sobre tabela do frete


 veja mais
Cuiabá, Quarta, 20/06/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Quarta, 20/06/2018
845f3eba647f5498546cb197c3e58484 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Por que a vacinação de crianças no país atingiu o índice mais baixo em 16 anos?




Logo_classifacil









Loja Virtual