Escola não pode exigir marca dos materiais escolares | Gazeta Digital

Domingo, 14 de janeiro de 2018, 07h45

Escola não pode exigir marca dos materiais escolares

Silvana Bazani, repórter de A Gazeta


Pesquisar preços e negociar para obter desconto é uma prática que ganhou mais adeptos entre os consumidores com a crise financeira no país. Neste período de férias, a maioria dos pais elaboram orçamentos e fazem cotações dos materiais escolares antes de adquiri-los. Antes disso, as escolas devem fornecer a lista de materiais escolares para que os pais possam realizar as pesquisas. Neste sentido, a instituição de ensino deve respeitar a livre escolha do consumidor e não exigir marca de produtos ou estabelecimentos comerciais para compra dos materiais, alerta o Procon Estadual.

Otmar de Oliveira

A exceção a regra se aplica as apostilas de materiais didáticos, sendo que somente para este item pode haver exigência de compra em determinados estabelecimentos ou na própria escola, informa o Procon.

Cobrança da taxa de material escolar sem a apresentação de uma lista é considerada prática abusiva pelo órgão de defesa do consumidor. A escola é obrigada a informar quais itens devem ser adquiridos, sendo que a opção entre comprar os produtos solicitados ou pagar pelo pacote oferecido pela instituição é sempre do consumidor.

Como estratégia para economizar, cabe avaliar a qualidade dos materiais escolares que restaram do último ano letivo e reutilizá-los. Essa é a opção da funcionária pública Lídia Lima Furtado, 33. Mãe de 2 filhos em idade escolar que foram rematriculados nas unidades que frequentaram em 2017, pretende reaproveitar alguns itens, como mochilas e algumas peças de uniformes.

Otmar de Oliveira

“Ainda não pesquisei preços, mas acho difícil pagar a vista”. A reutilização também pode ser combinada entre os pais, com a troca de livros usados ou novos e com restauração de livros já usados que continuam sendo adotados pela escola, sugere o Procon.

Outra dica para os pais que desejam evitar gastos é abdicar de materiais com personagens, logotipos e acessórios licenciados. Geralmente são itens com preços mais elevados. Outra estratégia que ajuda a manter o foco na aquisição dos itens realmente necessários e controlar impulsos consumistas é manter-se fiel a lista. É importante sempre exigir a nota fiscal e conferir se os produtos estão descritos no documento.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Sexta, 19 de janeiro de 2018

10:08 - TJ aumenta indenização que clínica odontológica terá que pagar a paciente

Quinta, 11 de janeiro de 2018

10:26 - Aplicativo registra 150 reclamações no Procon Municipal em dezembro

Segunda, 08 de janeiro de 2018

13:25 - Banco Pan deve indenizar em R$ 8 mil cliente que teve assinatura falsificada

09:36 - Cliente receberá R$ 15 mil por recusa de cirurgia bariátrica de seguradora

Quarta, 03 de janeiro de 2018

16:46 - Unimed terá que pagar R$ 5 mil à cliente que teve plano cancelado

11:26 - Procon Estadual realiza mais de 31 mil atendimentos

10:57 - TJ condena Bradesco a pagar R$ 5 mil a cliente que teve cartão clonado

Terça, 02 de janeiro de 2018

10:36 - TJ obriga Itaú Seguros a pagar invalidez de cliente

Quarta, 27 de dezembro de 2017

09:21 - Unimed se nega, mas Justiça a condena a pagar material cirúrgico de operação

Quinta, 14 de dezembro de 2017

09:30 - MPE e Procon notificam bancos a atender corretamente os clientes


// leia também

Sexta, 19 de janeiro de 2018

17:03 - Espera por julgamento de Lula trava negócios e juros fecham perto dos ajustes

16:04 - Petrobras reduz preço de GLP industrial e comercial em 6,3% a partir de sábado

11:51 - Gás para indústria e comércio já acumula alta de 34%

10:08 - Conselho define procedimentos para saque de cotas do PIS/Pasep

10:03 - Confiança do empresário da indústria na economia atinge maior índice desde 2011

Quinta, 18 de janeiro de 2018

21:00 - Anatel decide antecipar debate sobre reversibilidade de bens

14:34 - Brasil deve ter em 2017 a 1ª alta na demanda por petróleo desde 2014

14:28 - Preço do gás de cozinha cai 5% nas refinarias a partir de sexta-feira

11:22 - Bitcoin cai abaixo de US$ 10 mil e assusta investidor

11:16 - Petrobras revisa política de preços do gás; valor do botijão cairá 5%


 veja mais
Cuiabá, Sexta, 19/01/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Sexta, 19/01/2018
B4342464d885d68375f74fddbcec4a71 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

A Prefeitura de Cuiabá voltará a aplicar multas por videomonitoramento. Qual é a sua opinião sobre isso?




Logo_classifacil









Loja Virtual