Pedidos de falência caem 18,2% no país em 2017 | Gazeta Digital

Terça, 09 de janeiro de 2018, 14h07

segundo o spc

Pedidos de falência caem 18,2% no país em 2017


Agência Brasil

Os pedidos de falência caíram 18,2% no acumulado de 2017 em relação a 2016. Já as falências decretadas subiram 2,9% no ano passado, enquanto os pedidos de recuperação judicial em andamento tiveram queda de 23,7% e os já deferidos, de 18,9%. Os dados, com abrangência nacional da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), foram divulgados hoje (9) em São Paulo.

Otmar de Oliveira

Pedidos de falência caem 18,2% no país em 2017

Seguindo a tendência esperada pela Boa Vista SCPC, os indicadores continuaram recuando, quando observados pelos valores acumulados em 12 meses. “Passado o período de intensa retração da atividade econômica, redução do consumo, restrição e encarecimento do crédito, entre outros fatores, as empresas voltam agora a esboçar sinais mais sólidos dos indicadores de solvência, fato que deverá continuar, uma vez que o cenário econômico tem mostrado sinais de recuperação gradual em diversos setores produtivos”, diz a entidade.

O setor de serviços teve o maior percentual nos pedidos de falência (44%), seguido pelos setores industrial, com 30%, e do comércio, com 26%. Em relação a 2016, a indústria foi o setor que mais registrou queda na comparação dos valores acumulados no ano de 2017, com queda de 33%. Mantida base de comparação, o comércio teve redução de 12% e o setor de serviços, de 8%.

No que diz respeito ao porte das empresas, as pequenas, por exemplo, mostraram que tanto para os pedidos de falência quanto para as falências decretadas houve uma representação de 93% dos casos. Tanto nos pedidos de recuperação judicial como nas recuperações judiciais deferidas, as pequenas empresas também respondem pelo maior percentual, ambas com 94% da totalidade de casos, respectivamente. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quinta, 19 de abril de 2018

17:06 - Construção corta 2,3 mil vagas de trabalho em fevereiro

14:09 - União arrecada R$ 22,456 milhões com venda de imóveis em Brasília

14:02 - Confiança do empresário recua pela primeira vez após oito meses

Quarta, 18 de abril de 2018

15:17 - Número de brasileiros que realizam trabalho voluntário cresce 12,9%

Terça, 17 de abril de 2018

14:47 - Fundação BB e BNDES lançam edital para projetos de geração de emprego

14:10 - Plano de saúde poderá ter uma franquia com o mesmo valor da mensalidade

Quinta, 12 de abril de 2018

15:53 - Governo propõe salário mínimo de R$ 1.002 para o próximo ano

Quarta, 11 de abril de 2018

14:21 - Ricos receberam 36 vezes acima do que ganharam os pobres em 2017

Domingo, 08 de abril de 2018

14:00 - Custo do crédito ainda não reflete patamar histórico da Selic

09:26 - Busca por estilo de vida mais saudável pressiona indústria de alimentos no país


// leia também

Segunda, 23 de abril de 2018

15:15 - Queda de juro favorece portabilidade dos financiamentos imobiliários

14:05 - Etanol recua em 12 Estados e sobe em 13 e no DF, diz ANP

13:43 - Kroton fecha compra da Somos Educação

13:11 - Parcelamento de dívidas de micro e pequenas empresas é regulamentado

12:00 - Central de Emprego

09:04 - Restituição pode ser paga em conta conjunta de contribuintes

08:59 - O que muda com o fim da Medida Provisória da reforma trabalhista?

Domingo, 22 de abril de 2018

08:57 - Redução da taxa de juros torna poupança mais atrativa, mostra estudo

08:50 - Receita espera por 14 milhões de declarações do IR até 30 de abril

Sábado, 21 de abril de 2018

18:00 - Governo diz que terá de adiar reajuste de servidor para fechar contas em 2019


 veja mais
Cuiabá, Segunda, 23/04/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Segunda, 23/04/2018
341f42bd8a1ff7d0703a6e07e44980a2 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Brasil deveria fechar a fronteira com a Venezuela?




Logo_classifacil









Loja Virtual