Latam muda franquia de bagagem despachada a partir desta quinta-feira | Gazeta Digital

Quarta, 17 de maio de 2017, 17h55

Latam muda franquia de bagagem despachada a partir desta quinta-feira


Agência Brasil

A companhia aérea Latam começa a implementar amanhã (18) mudanças em sua política de bagagens para voos nacionais e internacionais. Para voos domésticos, a franquia passa a ser de uma mala de 23 quilos. Atualmente, esse já é o peso permitido, mas não há limite de volumes despachados.

A franquia para voos internacionais será reduzida de duas malas de 32 quilos para duas malas de 23 quilos. A cobrança pelo excesso de bagagem também terá mudanças, com tarifas fixas por peso e por tamanho das malas. As mudanças vão valer para bilhetes emitidos a partir de amanhã.

A partir do início de julho, a empresa vai começar a cobrar pelas bagagens em voos domésticos e oferecer preços diferenciados para passageiros que optarem por não despachar bagagens. Segundo a empresa, o preço da primeira mala será de R$ 30 para compras antecipadas.

Em março, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) aprovou mudanças nas regras para o transporte aéreo no país, permitindo que as empresas alterem suas políticas de bagagens, inclusive com a cobrança pelas malas despachadas. A medida chegou a ficar suspensa pela justiça, mas foi liberada no final de abril.

Com as novas regras, o limite de peso da bagagem de mão aumentou de cinco para 10 quilos, para todas as companhias aéreas.

Outras empresas

A partir do dia 1º de junho, a Azul vai disponibilizar tarifas mais baratas para clientes que não despacham bagagens. Ao optar por essa tarifa, o cliente poderá escolher pela compra ou não do serviço de bagagem despachada e, se mudar de ideia, poderá incluir os 23 quilos por R$ 30. Os clientes que comprarem a passagem pelo preço normal continuam com a franquia de bagagem de 23 quilos.

A Gol também vai oferecer, a partir de 20 de junho, uma tarifa mais barata para quem não precisar despachar bagagens. As tarifas com preço normal vão incluir uma franquia de 23 quilos. Se o cliente que comprou o bilhete da tarifa Light decidir posteriormente despachar a bagagem, poderá pagar à parte. Nos voos nacionais, será cobrado R$ 30 para despachar uma mala de até 23 quilos.

A Avianca disse que prefere estudar a questão nos próximos meses para criar produtos tarifários customizados para melhor atender às necessidades dos diferentes perfis de clientes. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Terça, 26 de setembro de 2017

14:00 - Central de Emprego

12:43 - Receita aumenta fiscalização a empresas e espera recolher R$ 461 milhões

09:53 - Caixa tem lucro líquido de R$ 4,1 bilhões no primeiro semestre

Segunda, 25 de setembro de 2017

22:54 - Consulta do Abono Salarial do PIS/Pasep pode ser feita por aplicativo

17:01 - B3 altera funcionamento das Bolsas em 16/10 por conta de horário de verão

16:06 - Petrobras aumenta gás de cozinha em 6,9%, em média a partir de terça-feira

13:31 - Governo federal decide manter horário de verão 2017/2018

12:51 - Recursos do Pró-família amenizam crise financeira nos municípios

12:50 - Mercado financeiro prevê inflação abaixo do limite da meta de 3%

10:28 - Cartões movimentam R$ 580 bi no 1º semestre, alta de 6,3% em um ano, diz Abecs


 veja mais
Cuiabá, Terça, 26/09/2017
 
Facebook Instagram
GDEnem

Fogo Cruzado
titulo_jornal Terça, 26/09/2017
783754c3175812cdf62663a53916e7cd anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Divulgação de novas gravações pode anular acordo de delação de Silval Barbosa




Logo_classifacil









Loja Virtual