Consumidores de classe média e alta são maioria em lojas de atacarejos | Gazeta Digital

Quarta, 17 de maio de 2017, 08h33

Economia

Consumidores de classe média e alta são maioria em lojas de atacarejos


Estadao

Os consumidores mais pobres e os empreendedores são minoria nas lojas de atacarejo, que misturam atacado com varejo e têm a proposta de vender alimentos, itens de higiene e limpeza com preços mais em conta do que nos hipermercados. Inicialmente, esse tipo de loja atraía predominantemente os pequenos empreendedores, como pizzaiolos, “dogueiros”, por exemplo, que conseguiam comprar grandes volumes de insumos para os seus negócios com preços menores.

Mas, com a crise, o atacarejo ganhou força nos últimos anos em relação aos hipermercados e supermercados. E, ao contrário do que se supunha, conseguiu conquistar consumidores pessoas físicas, especialmente de maior renda, que vão à loja comprar itens para uso próprio.

Foto: Ari Ferreira

Pesquisa do instituto Data Popular para o Assaí, braço de atacarejo do Grupo GPA, revela que as famílias de menor renda com ganhos médios mensais de até R$ 1,3 mil respondem por 11% dos consumidores desse tipo de loja. Mais da metade dos clientes (54%) pertencem aos lares com renda média mensal entre R$ 1,9 mil e R$ 3,6 mil. Famílias com renda mais alta, entre R$ 6,1 mil e R$17,3 mil, são 35%.

A pesquisa nacional, feita em outubro de 2016 com 10 mil pessoas em mais de uma centena de lojas do Assaí, revelou também que os consumidores pessoas físicas são mais da metade da clientela.

Dorival Mata-Machado, sócio-diretor do Data Popular, explica que o objetivo foi conhecer o perfil dos clientes. Além da crise, que obrigou o brasileiro a economizar, ele atribui o aumento dos clientes de maior renda no atacarejo ao fato de esse tipo de loja reproduzir um supermercado comum, tanto nos volumes que podem ser comprados como na não obrigatoriedade de se filiar à loja, como ocorre nos clubes de compras.

“O atacado nasceu na periferia e, de fato, atendia às classes D e E. Mas o mercado veio mudando e o atacarejo atende a todas as classes”, diz o presidente do Assaí, Belmiro Gomes.

Fiado

Para Ricardo Roldão, presidente da Associação Brasileira dos Atacadistas de Autosserviço, a clientela predominante hoje nos atacarejos é das classes B e C. Já as famílias de menor renda também são abastecidas pelo atacarejo, mas indiretamente. Isso porque, segundo ele, os pequenos mercadinhos, que facilitam a compra vendendo muitas vezes fiado, se abastecem nas lojas de atacarejo.

 



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quarta, 28 de junho de 2017

08:32 - Baixo nível de atividade econômica piora confiança dos empresários

Segunda, 26 de junho de 2017

08:41 - Incerteza política leva a queda da confiança do consumidor brasileiro em junho

Sexta, 02 de junho de 2017

11:48 - Vendas de materiais de construção sobem 5% em maio ante abril, diz Anamaco

Segunda, 22 de maio de 2017

11:10 - Confiança do Comércio cresce 2,7% em maio ante abril, revela CNC

Quinta, 11 de maio de 2017

10:12 - Fluxo nos shoppings tem maior alta em 2 anos, revela Ibope

Sábado, 06 de maio de 2017

09:08 - Ociosidade nas fábricas de veículos ainda é elevada

Quarta, 03 de maio de 2017

11:33 - Hotel Bussiness Prime é o 4º de luxo a fechar em 1 ano

Terça, 25 de abril de 2017

10:24 - Notícia sobre possível venda faz ação da Hypermarcas subir 4%

Quarta, 12 de abril de 2017

09:01 - Brasil tem maior queda de importação entre principais economias do mundo

Segunda, 10 de abril de 2017

08:28 - Mercado reduz pela quinta vez seguida previsão para a inflação em 2017


// leia também

Quarta, 28 de junho de 2017

16:38 - Desemprego atinge 2,1 milhões de pessoas na Grande SP

13:52 - Polícia encontra postos 'clonados' em Cuiabá e VG e conduz 5 à delegacia

13:27 - Taxa de cartão de crédito cai e é a menor em 2 anos

10:46 - Endividamento das famílias cai a 41,6% em abril, mostra BC

08:41 - Governo teme que arrecadação caia com adoção de nova política automotiva

Terça, 27 de junho de 2017

19:21 - Dólar sobe com cautela com reformas após denúncia contra Temer

18:51 - Rodrigo Janot pede suspensão da lei da terceirização

18:30 - Não há confisco ou sequestro do FGTS, diz ministro do Planejamento

17:28 - Situação fiscal do Brasil continua 'gravíssima', diz ministro

16:47 - Nível de atividade da indústria da construção volta a cair em maio


 veja mais
Cuiabá, Quarta, 28/06/2017
 

GD Empregos

WhatsApp Twuitter
WhatsApp

Fogo Cruzado
titulo_jornal Quarta, 28/06/2017
709682c66590260fb3edf747d9f8deb8 anteriores




Indicadores Econômicos

Indicadores Agropecuário

Mais Lidas Enquete

Farmácias devem ser liberadas para aplicar vacinas na população?




waze

Logo_classifacil









Loja Virtual