Pesquisadores estudam possibilidade de extinção do boi pantaneiro | Gazeta Digital

Sexta, 21 de abril de 2017, 10h29

Pesquisadores estudam possibilidade de extinção do boi pantaneiro

Redação do GD


Pesquisadores do Centro Pesquisa do Pantanal (CPP) estudam a ameaça de extinção do boi pantaneiro. Os projetos são desenvolvidos por uma equipe da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, por meio de financiamento do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

Divulgação

De acordo com o pesquisador associado ao CPP, Marcus Vinicius de Oliveira, que é professor doutor em bovinocultura, e coordena os estudos na UEMS, nos últimos cem anos, o gado pantaneiro caiu de três milhões de cabeças para cerca de quinhentos indivíduos puros. Diante das ameaças de desaparecer, essa raça de gado típica da nossa região pantaneira, vem sendo considerada e protegida pelos governos dos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, como patrimônio genético e cultural do Pantanal.

Uma das características do boi pantaneiro, é que a raça suporta o calor intenso, é bastante resistente ao ambiente alagado do bioma, possui chifres grandes, a pelagem, muda conforme a época do ano, e chega inclusive a se misturar com a paisagem pantaneira, o que confunde na maioria das vezes os predadores. “Esse rebanho sempre se agrupa ao sentir a presença de predadores, e acabam levando vantagem diante de possíveis ataques de onças.” garantiu Marcus Vinicius.

Cientes do risco de extinção, em 2009, os pesquisadores do Centro de Pesquisa do Pantanal deram início ao projeto a partir da aquisição de 15 bezerras recém-desmamadas, adquiridas em parceria com a Embrapa Pantanal. Hoje, há cerca de 130 animais no Nubopan (Núcleo de Conservação de Bovinos Pantaneiros) com sede no município de Aquidauana, em Mato Grosso do Sul, e têm sido feitas parcerias com diversos criadores, para multiplicação do rebanho. (Com informações  assessoria do CPP)



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Terça, 27 de junho de 2017

19:21 - Dólar sobe com cautela com reformas após denúncia contra Temer

18:51 - Rodrigo Janot pede suspensão da lei da terceirização

18:30 - Não há confisco ou sequestro do FGTS, diz ministro do Planejamento

17:28 - Situação fiscal do Brasil continua 'gravíssima', diz ministro

16:47 - Nível de atividade da indústria da construção volta a cair em maio

14:28 - Aneel aprova reajuste de 74,74% nas receitas das transmissoras

13:30 - Receita reduz para 60 dias prazo de restituição do Simples e MEI

12:45 - Temer sanciona Programa Seguro-Emprego e mais 5 novas leis

12:25 - Juros sobem com dólar em meio giro fraco e receio das reformas

11:28 - Gasto de brasileiros no exterior cresce e atinge quase R$ 5 bilhões


 veja mais
Cuiabá, Quarta, 28/06/2017
 

GD Empregos

WhatsApp Twuitter
WhatsApp

Fogo Cruzado
titulo_jornal Quarta, 28/06/2017
709682c66590260fb3edf747d9f8deb8 anteriores




Indicadores Econômicos

Indicadores Agropecuário

Mais Lidas Enquete

Profissionais de saúde devem ser obrigados a registrarem nos prontuários de atendimento médico os indícios de violência contra a mulher?




waze

Logo_classifacil









Loja Virtual