Governo propõe salário mínimo de R$ 979 para o ano que vem | Gazeta Digital

Sexta, 07 de abril de 2017, 15h59

ECONOMIA

Governo propõe salário mínimo de R$ 979 para o ano que vem


R7
Divulgação

Como em 2016 houve contração de 3,6% do PIB, o salário mínimo será corrigido exclusivamente pela variação do IPCA de 2017

O governo propôs salário mínimo de R$ 979 para o próximo ano. O valor consta do projeto da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) de 2018, apresentado nesta sexta-feira (7) pelos ministros anunciaram os ministros do Planejamento, Dyogo Oliveira, e da Fazenda, Henrique Meirelles.

Atualmente, o salário mínimo é R$ 937. De acordo com Oliveira, a equipe econômica seguiu a regra atual, que determina a correção do mínimo pela inflação do ano anterior pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) mais a variação do PIB (Produto Interno Bruto) — soma dos bens e dos serviços produzidos no País — de dois anos anteriores.

Como em 2016 houve contração de 3,6% do PIB, o salário mínimo será corrigido exclusivamente pela variação do IPCA de 2017. Para chegar a estimativa, o governo considerou a estimativa de 4,48% para o IPCA que consta do boletim Focus, pesquisa com mais de 100 instituições financeiras divulgada toda semana pelo Banco Central.

O projeto da LDO aumentou em R$ 50 bilhões, de R$ 79 bilhões para R$ 129 bilhões, a meta de déficit primário (resultado negativo nas contas do governo sem o pagamento dos juros da dívida pública) para 2018. De acordo com os ministros, a nova meta leva em conta a queda de arrecadação decorrente da recessão de 2015 e de 2016, que se manifesta nas receitas do governo com certo tempo de defasagem.

“Em 2018 ainda sofreremos um processo de atraso da resposta na receita. As empresas ainda estarão acumulando muitos créditos fiscais decorrentes de prejuízos anteriores. A recuperação da economia em 2018 não impacta imediatamente na arrecadação. Do lado das receitas ainda teremos em certa medida efeitos da recessão”, disse Oliveira.

De acordo com o ministro do Planejamento, mesmo com crescimento de 2,5% no PIB para o próximo ano, a arrecadação federal ainda vai demorar a recuperar-se. Segundo ele, a partir de 2019, o governo espera uma recomposição da receita, mas ainda sem voltar aos níveis de 2011, quando a receita era dois pontos percentuais do PIB acima do nível atual. 



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quarta, 24 de maio de 2017

18:11 - Ministério da Agricultura é incendiado e Blairo deixa local às pressas

17:23 - Termina em Brasília maior manifestação contra governo Temer

16:39 - Grupo quebra vidraças, paradas de ônibus e orelhões em protesto em Brasília

16:29 - Temer autoriza ação de tropas federais para conter tumulto na Esplanada

16:00 - Tropa de choque entra em Ministério da Agricultura após auditório queimado

15:06 - Segurança do Palácio do Planalto é reforçada

14:46 - Manifestantes entram em confronto com polícia na frente do Congresso em Brasília

14:17 - Sandro Mabel é o 4º assessor de Temer a deixar o governo

14:13 - Temer reúne-se com senadores do PMDB

Terça, 23 de maio de 2017

11:19 - Relator da reforma trabalhista no Senado defende saída do PSDB do governo Temer


// leia também

Quarta, 24 de maio de 2017

17:30 - Protestos ofuscam pressão baixista do Fed e ajudam dólar a subir 0,45%

15:52 - Juros fecham em queda com percepção de que crise não vai inviabilizar reformas

15:49 - Caixa Econômica eleva lucro em 82% no 1º tri, diz desconhecer erros com JBS

Terça, 23 de maio de 2017

16:24 - Câmara vota por continuidade ou o fim de saque do inativo do FGTS

14:28 - Gastos de brasileiros no exterior sobem 23,14% em abril

10:12 - Central de Emprego

08:31 - Agência de classificação de risco sinaliza possível rebaixamento em todo Brasil

08:27 - Câmara deve votar projeto que põe fim à guerra fiscal entre os Estados

Segunda, 22 de maio de 2017

17:24 - Quem nasceu entre setembro e dezembro pode ficar sem FGTS

16:50 - Número de pessoas que procuram crédito cai em abril


 veja mais
Cuiabá, Quinta, 25/05/2017
 

GD Empregos

WhatsApp Twuitter
WhatsApp

Fogo Cruzado waze

titulo_jornal Quinta, 25/05/2017
2bfe5dfa7ceff93a31b5aca3dea94fda anteriores




Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Os donos da JBS mereciam o perdão judicial depois da delação que envolveu políticos poderosos?



Logo_classifacil









Loja Virtual