Plugin criado por publicitário eterniza Câmara como 'Casa dos Horrores' | Gazeta Digital

Sexta, 06 de julho de 2018, 08h10

tecnologia simples

Plugin criado por publicitário eterniza Câmara como 'Casa dos Horrores'

Lázaro Thor Borges, repórter de A Gazeta


Gazeta Digital

Ainda que todos os jornais, sites e emissoras de Cuiabá, de Mato Grosso, do Brasil ou até do mundo inteiro deixem de chamar a Câmara de Cuiabá de ‘Casa dos Horrores’, uma tecnologia simples promete eternizar o apelido. Trata-se de um plugin - uma extensão para navegadores de internet - criado pelo publicitário Fred Fagundes, que troca o nome oficial do Legislativo pelo codinome quando pesquisado em sites de busca como o Google.

O programa começa a funcionar nesta sexta-feira (6) e pode ser acessado e instalado através deste link: https://nesse.link/casadoshorrores. O internauta também pode encontrar o aplicativo na loja de extensões do Google, basta procurar por ‘Câmara de Cuiabá’ na aba de pesquisa.

Quando instalado, o programa faz uma troca automática da palavra em qualquer página da internet que cite a Câmara de Cuiabá. Fred contou que a ideia surgiu depois que ele soube da decisão da Mesa Diretora de proibir a imprensa de usar o apelido jocoso. ‘Eu vi que eles estavam fazendo isso e fui pesquisar sobre a minha ideia, percebi que era fácil fazer um plugin desses. Fiz bem rápido’, conta.

João Vieira

Justino Malheiros é o atual presidente da Casa dos Horrores e tenta ser reeleito via manobra

Se a ideia cibernética de Fred der certo, é provável que a imprensa possa continuar escrevendo normalmente a denominação oficial. O leitor antenado, no entanto, vai sempre ler o apelido que rememora os diversos escândalos atabalhoados a que a ‘Casa’ foi submetida nos últimos anos.

‘A grande revolta é com essa atitude de notificar os jornais, como se essa determinação fizesse com que os eleitores parassem de usar este nome. De agora em diante, mesmo se a imprensa aceitar, as pessoas vão continuar lendo Casa dos Horrores na internet’, brincou o publicitário.

Casa dos Horrores

Otmar de Oliveira

O epíteto utilizado contra o Legislativo de Cuiabá não é novo. Cinco dos seus mais recentes ex-presidentes foram acusados pelo Ministério Público Estadual (MP) por atos de corrupção ou improbidade administrativa. Apenas um dele, o ex-vereador João Emanuel, foi efetivamente condenado e preso. O ex-vereador Júlio Pinheiro, que morreu sendo acusado de maquear o pagamento ilegal de verba indenizatória aos colegas, também está nesta lista.

O atual comandante da Casa, Justino Malheiros (PV), deu início a uma campanha para acabar com a propagação do famoso codinome. Para isso, tem notificado extrajudicialmente jornais, portais de notícias e emissoras de rádio e televisão da Capital. A empreitada de cunho político e jurídico tem em sua vanguarda o procurador-geral do Legislativo, Lenine Póvoas. Ele argumenta que o termo pune a instituição em detrimento de pessoas que praticam ilegalidades ou irregularidades.

‘O que a atual gestão está fazendo não é cercear a imprensa, é apenas individualizar estes atos para evitar que todos tenham prejuízo a sua honra e a sua dignidade. O que está acontecendo é uma tentativa de destruir e desconstruir por completo a imagem do Poder Legislativo municipal’, defendeu em entrevista à TV Vila Real.  

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quarta, 18 de julho de 2018

09:42 - Vereador abre seletivo para vaga na Câmara de Cuiabá

Segunda, 16 de julho de 2018

12:03 - Vereadores entram de recesso para repor energias

Sexta, 13 de julho de 2018

18:40 - Procuradora reafirma cassação de vereadores

Quarta, 11 de julho de 2018

07:08 - Ex-secretária de Saúde de Cuiabá é convocada para depoimento em CPI

Terça, 10 de julho de 2018

19:33 - Casa dos Horrores registra novo bate-boca

Quinta, 05 de julho de 2018

11:45 - Renivaldo Nascimento confirma 'erro' e diz que já devolveu R$ 2,6 mil ao Legislativo

Quarta, 04 de julho de 2018

07:59 - Em 'errata', vereador Renivaldo confirma que foi à Rússia passear

Domingo, 01 de julho de 2018

11:10 - TJ vai decidir se vereadores podem assumir cargos de deputado e senador

Sexta, 29 de junho de 2018

08:01 - Leis dizem que justificativas só são necessárias para evitar descontos em salário

Quinta, 28 de junho de 2018

19:03 - Câmara faz por merecer o apelido que tem


// leia também

Sexta, 20 de julho de 2018

10:40 - Apoio do PP a Alckmin não deve interferir em Mato Grosso, garante Ezequiel Fonseca

08:06 - Composição entre MDB e DEM não agrada as bases

08:00 - Eu não faço isso, diz governador sobre negociação entre DEM e MDB

07:51 - PSL de Selma é liberado para coligar com PSDB de Taques

Quinta, 19 de julho de 2018

11:18 - OAB, Mendes, Fávaro e MDB negam negociação por indicação e falam em ilação

08:15 - Pedro Taques compara corrupção no governo Silval e na sua gestão

07:12 - Apoio do MDB a Mauro Mendes envolve TCE, TJ e secretarias

Quarta, 18 de julho de 2018

15:41 - PSL veta PSDB e mais 8 siglas dificultando candidaturas de Selma e Galli - veja documento

13:55 - Disputado por todos, Adilton Sachetti diz que anunciará aliança na 2ª

09:35 - 'É o caminho natural', diz Galli sobre aliança com o governador Pedro Taques


 veja mais
Cuiabá, Sexta, 20/07/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Sexta, 20/07/2018
96031af100be886f438de72020f399a8 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Países onde mais mulheres estão no governo têm menos corrupção, diz estudo




Logo_classifacil









Loja Virtual